Como funciona o passe turístico de Londres, o London Pass

Como funciona o passe turístico de Londres, o London Pass

0

O passe turístico de Londres, o London Pass, é um cartão que dá acesso a algumas das principais atrações da cidade. Com ele, você não precisa comprar ingressos a cada ponto turístico e pode, em muitos casos, até passar direto na fila. Mas é importante planejar com atenção a compra e o roteiro na capital britânica, já que o passe nem sempre vale a pena.

Neste post nós vamos explicar como esse passe turístico funciona e dar as principais dicas de como usá-lo para que sua viagem valha realmente a pena.

Como funciona o passe turístico em Londres

As principais cidades turísticas do mundo já possuem um sistema de passe para visitar as principais atrações locais. O London Pass consiste em um cartão de chip (pode ser usado um aplicativo para smartphone também) que concede entrada gratuita em vários pontos turísticos da cidade. É como se fosse um combo turístico. Você paga um determinado valor e tem direito a visitar vários lugares, alguns inclusive sem ter que entrar na fila.

Imagens de Londres: Torre de Londres à noite
Passe turístico dá direito à entrada na Torre de Londres. Foto: Mapa de Londres

O Passe turístico de Londres tem uma duração pré-determinada, e durante esse período você pode visitar todos os passeios cobertos. Para você ter uma ideia, os principais pontos turísticos incluídos são:

Além desses, os três grandes estádios de futebol da cidade, o Wembley (casa da seleção inglesa), o Emirates Stadium (Arsenal) e o Stamford Bridge (Chelsea) possuem tours incluídas no passe. A lista completa pode ser consultada neste link, e inclui também vários outros museus e atrações.

Os tempos de duração e os preços (em libras) do Passe são os seguintes (julho/2017):

  • 1 dia   – (adulto: 62 / Criança: 42)
  • 2 dias –  (adulto: 85 / Criança: 63)
  • 3 dias –  (adulto: 101 / Criança: 71)
  • 6 dias –  (adulto: 139 / Criança: 96)
  • 10 dias –  (adulto: 169 / Criança: 118)

Para saber os valores atualizados e efetuar a compra você pode acessar o site oficial do London Pass.

Ao fazer a compra, você pode optar por receber o cartão com chip em casa. Mas há uma opção mais prática que é fazer o download do aplicativo do London Pass no Smartphone. O aplicativo apresenta um QR code que é validado para entrar nas atrações. E aí, é usar o Passe e visitar o máximo de atrações quanto possível.

Mas fique atento! Nem sempre vale a pena usar o passe. E para aproveitar de verdade, é preciso alguns cuidados. Vamos à próxima seção para conhecê-los!

Dicas para usar o passe turístico de Londres

O London Pass é uma ótima ideia em termos de praticidade. Mas o fato de ele garantir a entrada em uma pletora de atrações não significa que você vá conseguir visitar tudo.

Uma primeira coisa a ter em mente é o seguinte: muitas atrações e passeios em Londres são gratuitos. Isso mesmo! A maioria esmagadora dos museus, por exemplo, e todos os parques reais têm entrada gratuita. Ou seja, se seu roteiro estiver repleto de museus e parques, o London Pass não vai ser muito usado no fim das contas.

Outro ponto de atenção é que muitas das atrações mais caras da cidade não fazem parte do pacote do passe turístico. Alguns dos passeios não incluídos no London Pass são:

Se seus roteiro contiver muitos desses passeios, pode ser também que o London Pass não valha a pena. A melhor forma de ter certeza é fazendo um pequeno cálculo.

Como saber se vale a pena ou não

Antes de mais nada, faça o seu roteiro em Londres com tudo que é imperdível para você. Visite esse link para saber o preço individual de cada atração paga do seu roteiro. Some tudo e você terá um número. Agora, é só ver quantas das atrações do seu roteiro fazem parte do London pass e comparar os preços (do London pass com os dias necessários para fazer seu roteiro em comparação à soma final que você acabou de fazer). O que sair mais em conta é a melhor opção.

Caso o passe turístico seja mesmo vantajoso, leia a seção seguinte para saber quais cuidados tomar para aproveitar o dia ao máximo.

Dicas práticas para os passeios

Algumas dicas importantes para você aproveitar  o máximo o passe são as seguintes:

  • Reserve no mínimo 2 horas para cada atração. Dependendo das suas preferências, alguns passeios vão ser mais demorados ainda. No seu roteiro, faça uma estimativa de tempo para cada passeio para saber quantos você consegue fazer por dia
  • Para saber quantas atrações você consegue visitar por dia, inclua também os tempos de deslocamento entre um lugar e outro. Algumas atrações são próximas uma das outras, mas deslocamentos longos também são comuns em Londres
  • O tempo de validade do passe é por dia do calendário. Ou seja, não vale começar a usar na tarde de quarta-feira para terminar até o início da tarde de quinta-feira. Se seu passe é de um dia e você fez apenas uma visita no finalzinho da tarde, no dia seguinte seu passe já não valerá mais. Lembre-se que o passe é por dia e não por quantidade de lugares visitados
  • Caso seu roteiro inclua muitos deslocamentos, dê preferências por dias menos conturbados e nos quais o trânsito é menos carregado
  • Algumas atrações possuem entrada gratuita para crianças pequenas. Considere esse ponto na hora de comprar o passe para filhos menores
  • Por fim, se estiver com crianças ou pessoas de idade avançada, tenha em mente que o ritmo deles para visitar muitas atrações em pouco tempo pode não ser o mesmo que o seu. Considere a disposição dos membros da viagem na hora de montar o roteiro do London Pass

Confira também: lista de preços das atrações de Londres

Fazendo o seu guia de viagem de acordo com as nossas dicas você vai aproveitar o máximo da cidade de Londres. O London pass é uma ótima ideia, mas faça o teste que você acabou de aprender para saber se realmente vale a pena ou não. Até a próxima.

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

Sem comentários