Intercâmbio em Londres: passo a passo

14
1119
Descubra!

Um intercâmbio em Londres é certamente umas das melhores experiências de vida e um ótimo investimento no futuro.

O sonho, que engloba conhecer uma nova cultura e aprimorar o inglês, abre portas para uma carreira profissional de sucesso.

Por isso, o Mapa de Londres reúne aqui algumas dicas que irão ajudar você a se dar bem na sua viagem de estudos à capital britânica.

O intercâmbio em Londres é um dos assuntos mais procurados no site.

Então, para dar a devida atenção ao assunto, fomos atrás de um especialista.

Para responder às dúvidas mais frequentes sobre o estudo em Londres, conversamos com o Luciano Baldauf, diretor da nossa agência parceira, a Global Active Study (GAS).

Intercâmbio em Londres: por onde começar

Para planejar o seu intercâmbio em Londres, o primeiro passo é entender exatamente o que você busca: aperfeiçoamento do inglês, domínio do idioma, preparação para testes como Cambridge e Toefl, cursos técnicos em inglês na sua área (inglês jurídico para advogados, por exemplo), cursos de pós-graduação (mestrado, doutorado, MBA), entre outros.

Não importa o tipo de curso: Londres certamente é uma das melhores cidades para estudar.

O ensino é uma das indústrias do Reino Unido, que gera um alto faturamento para a Inglaterra.

E a capital britânica reúne algumas das melhores instituições de ensino em uma cidade que oferece uma infinidade de atrações culturais para os estudante, como museus, teatros, concertos, shows e muito, muito mais.

Big Ben - Mapa de Londres
É hora de estudar em Londres. Foto: Mapa de Londres

Perguntas e respostas sobre o intercâmbio em Londres

As perguntas abaixo são algumas das mais recebidas. A seguir, veja a resposta cada uma delas.

Qual deve ser a principal preocupação de um intercâmbio em Londres? 

Um intercâmbio em Londres é certamente umas das melhores experiências de vida e um ótimo investimento no futuro, pois todo mundo sabe que hoje em dia ter um nível de inglês avançado abre as portas para uma carreira profissional de sucesso, seja no Brasil ou em qualquer outro país.

Portanto, investir em uma escola de alta qualidade de ensino é muito importante para aprender inglês rapidamente e valorizar ainda mais o investimento inicial no curso. E nem sempre estudar inglês em uma escola de alta qualidade de ensino aqui em Londres significa ter que pagar mais caro por isso. Existem muitas promoções especiais que oferecem grandes descontos sobre o preço normal.

Qual é o custo de um intercâmbio na cidade?

O cálculo oficial do custo de vida em Londres feito pela Imigração Britânica fala que um estudante precisa uma média de 1.020 libras por mês para viver em Londres, considerando todas as despesas básicas como acomodação, alimentação, transporte, contas da casa e alguns extras, como por exemplo, passeios e visitas.

Como deve ser o planejamento do estudo em Londres?

Como estudar é o ponto central de um intercâmbio em Londres, é importante pesquisar bem sobre as escolas credenciadas pela Imigração Britânica, pois existe uma grande quantidade delas e às vezes se torna difícil achar qual a melhor opção para estudar sem uma ajuda especializada.

Outros pontos importantes a serem pesquisados antes da viagem são: quais os melhores locais de acomodação em Londres, como funciona o sistema de transporte na cidade e quais as linhas de metrô e ônibus vão ser mais utilizadas pelo estudante.

Como é a imigração de Londres para os estudantes? 

Normalmente não é necessário ter nenhuma preocupação especial com a Imigração na chegada aqui, pois quem apresenta todos os documentos corretos ao desembarcar não tem problema algum com a Imigração, e a entrada é bastante rápida na grande maioria dos casos.

É importante lembrar que o papel da Imigração é fazer as perguntas normais para cada pessoa que chega, e as perguntas mais usadas são: o que veio fazer aqui, onde vai morar, se tem dinheiro pra se sustentar e também é importante mostrar a passagem de saída da Inglaterra ao final do curso.

Para o intercâmbio, é preciso ter quanto dinheiro em conta? 

Como citado acima, o cálculo básico da Imigação Britânica para um estudante em Londres é de 1.020 libras por mês, portanto é importante trazer uma quantia em espécie para os gastos diários, cartões de débito e crédito e um extrato oficial e atualizado da sua conta bancária no Brasil, comprovando fundos compatíveis com a duração da sua estada na Inglaterra.

É interessante lembrar que este é um cálculo aproximado do custo de vida em Londres e, se o estudante já pagou a acomodação inicial para a escola, pode descontar o valor pago deste cálculo da Imigração.

É preciso um visto para o intercâmbio em Londres?

Brasileiros não precisam de visto prévio para estudar aqui na Inglaterra por até 6 meses, portanto é super simples – só fechar o curso e embarcar!

Se o curso em Londres for maior do que 6 meses ou se for um curso superior em uma universidade britânica, será então preciso aplicar pro visto de estudante antes da viagem.

É necessário contar com seguro saúde?

Ainda não é obrigatório ter o seguro saúde para estudar no Reino Unido. Existem rumores de que a Imigração Britânica vai começar a exigir de todos os estudantes e até mesmo visitantes, mas essa possibilidade ainda não se confirmou.

De qualquer forma, é importante fazer esse seguro de viagem como uma garantia para emergências. E por isso vale a pena encontrar uma empresa confiável e analisar detalhadamente a apólice, para ver o que está coberto e não ter surpresas posteriormente.

Além disso, o seguro é obrigatório para os estudantes que querem visitar países do Espaço Schengen (toda a União Europeia com exceção de Reino Unido e Irlanda) em sua estada na europa.

A agência de intercâmbio Global Active Study oferece seguro saúde grátis para quem fechar um curso de até 1 mês. Para quem vem estudar na Inglaterra por mais tempo, existe um desconto especial de 50% sobre o valor normal cobrado no Brasil.

Qual é a duração ideal do intercâmbio em Londres?

Aprender uma nova língua corretamente leva tempo, mas a grande vantagem de aprender inglês em Londres é que o estudante é obrigado a praticar o tempo todo, seja durante as aulas na escola ou nas atividades sociais e culturais que ele participa com os outros estudantes e professores da escola, gerando o que se costuma chamar de “imersão total” na língua inglesa!

Atualmente, existem duas durações bastante comuns de intercâmbio em Londres:

  • 6 meses de curso regular – aproveitando as regras atuais da Imigração, pois não é necessário aplicar para um visto prévio antes da viagem e as escolas tem ótimas promoções para cursos dessa duração.
  • 1 ou 2 meses de curso intensivo – para quem trabalha ou estuda e quer aproveitar as férias para dar uma rápida melhorada no nível de inglês.

Quais são os tipos de intercâmbio em Londres? 

Quanto maior for o nível de inglês do estudante, mais opções de cursos ele terá.

Para quem está entre o nível Básico e o Intermediário, a melhor opção é o curso de Inglês Geral, com carga horária que varia entre 15 e 30 horas por semana, pois é o curso indicado para quem precisa elevar o nível rapidamente.

Quem já está no nível Intermediário, o chamado aqui de B1 pelos padrões europeus, tem mais possibilidades de cursos, como Inglês para Negócios, cursos de preparação para exames ou oficiais da língua Inglesa ou assuntos específicos, como Inglês focado nas áreas do Direito, Medicina, Aviação e outros.

Para cursos de nível superior de graduação ou pós nas universidades britânicas ou cursos de MBA, é necessário ter um nível Avançado de Inglês, comprovado com um exame oficial, como o IELTS.

Ficou com mais alguma dúvida ou quer uma ajudinha para organizar o seu intercâmbio em Londres? A seguir, criamos um guia passo a passo para planejar sua viagem de estudos.

Estudar em Londres

Como calcular o preço do intercâmbio em Londres

O cálculo oficial da Imigração para o custo de vida em Londres é que o estudante precisa em média de 1 mil libras por mês para viver na cidade. Essa estimativa de custo mensal para um intercâmbio em Londres considera todas as despesas básicas, como acomodação, alimentação, transporte, contas e alguns extras, como passeios e visitas turísticas.

Vale lembrar que, em reais, todas essas despesas vão variar bastante dependendo da cotação da libra. Por isso, é bom ficar de olho nas alterações da moeda inglesa para escolher o momento certo do seu intercâmbio (vamos falar um pouquinho sobre isso mais adiante).

Em termos de custos do curso, tudo também depende de uma série de variáveis. Por exemplo: a escola em questão, a duração do intercâmbio e o nível que você está fazendo (há modalidades específicas preparatórias para provas de proficiência, outras focadas em inglês jurídico ou para negócios, por exemplo).

Para fazer um curso básico de inglês intensivo, por cerca de um mês (em uma escola credenciada), você precisa estar preparado para gastar algo em torno de R$ 5.000. É um investimento, sim. Mas pode apostar que compensa. ?

Como escolher a escola em Londres

É importante pesquisar bem sobre as escolas credenciadas pelo British Council. Também é importante se informar sobre quais são os melhores locais de acomodação em Londres, como funciona o sistema de transportes na cidade e quais as linhas de metrô ou ônibus vão ser mais utilizadas por você.

Foto: Mapa de Londres
Passes de metrô facilitam vida do estudante. Foto: Mapa de Londres

Escolas de inglês em Londres

Definir a escola onde você vai realizar o intercâmbio é sempre muito especial. Por isso, a dica é pesquisar bastante antes de fazer a escolha. A primeira dica nós já demos: procure aquelas que são credenciadas com o selo de qualidade do British Council. Você vai constatar que há várias alternativas à disposição.

A parte mais divertida é olhar as fotos das escolas, pesquisar sobre como funciona a dinâmica das aulas e até observar o feedback de alunos que já passaram por ali (no site ou página do Facebook). Lembre-se, também, de investigar a localização e outros detalhes importantes, como se a acomodação já está inclusa no valor do pacote.

Uma dica que nós costumamos dar por aqui é: não procure uma escola que já esteja cheia de brasileiros. A parte mais bacana de estudar inglês no exterior é, justamente, entrar em contato com outros sotaques e culturas na hora de falar. Não fique na zona de conforto, procure interagir com pessoas de outras etnias.

Se você quiser saber mais sobre opções de escolas de inglês, dê uma espiada neste artigo: “As melhores escolas de inglês em Londres”.

Escolas de inglês na Inglaterra

Se você está com o orçamento apertado, mas não quer abrir mão de um intercâmbio, uma dica é pesquisar outras escolas credenciadas espalhadas pela Inglaterra – não especificamente em Londres. Um curso na capital, pelo custo de vida mais elevado, geralmente acaba saindo mais caro do que no interior.

E sabe o que é o melhor? A Inglaterra é repleta de cidades incríveis e a maioria delas fica a um pulinho de trem (ou ônibus) da capital, que você pode visitar com tranquilidade nos fins de semana. Podemos citar alguns exemplos como Brighton, no sul do país, uma cidade praiana com ótimas escolas – e a apenas 50 minutinhos de Londres.

Outras cidades interessantes e relativamente próximas da capital inglesa são Cambridge, Oxford e Nottingham. Se quiser saber mais um pouquinho sobre elas, confira este artigo: “Intercâmbio na Inglaterra: 4 destinos que cabem no orçamento”.

Imigração de Londres para o intercambista

Um dos principais temores de quem vai a Londres é a passagem pela imigração. Mas não há motivo para pânico. O papel da Imigração é, basicamente, fazer perguntas. As mais ouvidas são: o que veio fazer, onde vai morar, se tem dinheiro pra se sustentar. No final do curso é importante mostrar a passagem de saída da Inglaterra.

Normalmente não é necessário ter nenhuma preocupação especial com a Imigração na chegada, desde que você esteja preparado e tenha, de fato, a intenção de estudar (e não trabalhar) em Londres. Permaneça calmo e apenas responda, de forma clara e objetiva, os questionamentos feitos.

Para que tudo ocorra bem, sugerimos que você tenha em mãos também uma pastinha para colocar eventuais documentos que comprovem o motivo de sua visita ao país (por exemplo: comprovantes de passagens, hospedagem e da escola onde vai estudar). Neste artigo, “Dicas para a imigração de Londres”, você encontra vááárias sugestões para se preparar para esse momento e ficar menos ansioso.

Dinheiro para levar

Para o seu intercâmbio em Londres, é importante trazer uma quantia em espécie para os gastos diários. Cartões de débito e crédito e um extrato oficial e atualizado da sua conta bancária no Brasil, comprovando fundos compatíveis com a duração da sua estada na Inglaterra, também são importantes.

Visto de estudante para menos de 6 meses

Brasileiros não precisam de visto prévio para estudar na Inglaterra por até seis meses. Se o curso em Londres for maior do que 6 meses ou se for um curso superior em uma universidade britânica, será preciso aplicar para o visto de estudante antes da viagem.

É o seu caso? Então dê uma espiada nas orientações abaixo.

Visto para estudar e trabalhar na Inglaterra

O visto para estudantes que vão permanecer por mais de seis meses na Inglaterra se chama Tier 4.

Trata-se de um documento que precisa ser emitido no Brasil, em um Consulado da Inglaterra, antes da viagem.

A boa notícia é que os portadores desse visto também podem trabalhar no país (20 horas semanais em período letivo, de acordo com a legislação). Já é uma forma de ajudar a custear as despesas.

Para obter o Tier 4, porém, é preciso preencher uma série de requisitos e apresentar diversos documentos ao Consulado.

Você precisará comprovar que sabe falar inglês através de um teste (IELTS ou CAS, dependendo da escola) e apresentar uma carta de admissão às autoridades, para comprovar o vínculo de estudante.

O início do processo é feito através do site do governo, no qual você deve preencher um formulário com a solicitação do visto.

Depois, é preciso imprimir esse documento e levá-lo ao Consulado brasileiro mais próximo, munido também de seu passaporte válido e da documentação de suporte financeiro.

A aprovação do visto depende, exclusivamente, das informações contidas no formulário, dos documentos de apoio e de seu histórico de imigração. Se você ainda tiver alguma dúvida quanto ao processo, confira este artigo bem específico sobre o Tier 4: “É possível estudar e trabalhar na Inglaterra? Descubra”.

CTA 4 inglaterra estudo intercâmbio

Opções de intercâmbio em Londres

Se você está entre o nível Básico e o Intermediário, a melhor opção é o curso de Inglês Geral, com carga horária que varia entre 15 e 30 horas por semana. Ele é o curso indicado para quem precisa elevar o nível rapidamente.

Quem já está no nível Intermediário, o chamado de B1 pelos padrões europeus, tem mais possibilidades de cursos.

Além do Inglês Geral e do Inglês para Negócios, existem cursos de preparação para exames oficiais do idioma e assuntos específicos, como o inglês focado nas áreas do Direito, Medicina, Aviação, entre outras.

Para cursos de nível superior de graduação ou pós nas universidades britânicas ou cursos de MBA, é necessário ter um nível Avançado de Inglês, comprovado com um exame oficial, como o IELTS.

O que você aprende estudando em Londres

Estudar inglês em Londres é um constante aprendizado. Para início de conversa, você sabia que a Inglaterra é o país berço do inglês?

A língua, que hoje é uma das mais faladas no mundo, nasceu de uma profusão de diferentes povos que já habitaram a região da Grã-Bretanha. Estudar aqui, portanto, é uma forma de entrar em contato com a essência do idioma.

Outra vantagem é que Londres é uma metrópole imensa e cosmopolita. Se você acha que vai encontrar apenas ingleses pelas ruas, está enganado: há estrangeiros de vários cantos do mundo na capital, o que possibilita ao estudante entrar em contato com diferentes sotaques (e culturas). Uma experiência sem precedentes.

Por fim, vale destacar que Londres exala cultura por todos os lados. Estamos falando do país de Shakespeare e The Beatles, for God’s sake.

Você não vai aprender inglês apenas no dia a dia e na escola. Vai aprender através da arte, da música, dos museus, das galerias, dos teatros. O que é simplesmente magnífico, concorda?

Estudar em Londres

Como é estudar em Londres?

Explicar a experiência de estudar em Londres é difícil apenas através de palavras. Mas você já imaginou ter a possibilidade de sair da sala de aula e relaxar em um parque incrível como o Regent’s Park ou o Hyde Park? Ou então dar uma voltinha na London Eye? Ou mesmo contemplar as belezas do Palácio de Westminster junto ao rio Tâmisa?

Londres é inesgotável em atrações. Isso significa que sempre terá alguma programação interessante para quando a hora de estudar acaba (algumas escolas inclusive disponibilizam opções). Explorar bairros como Notting Hill ou Camden Town, museus como o Tate Modern e a National Gallery, curtir os restaurantes e pubs…pode ter certeza de que oportunidades para curtir a cidade e fazer novos amigos não vão faltar.

Por que fazer intercâmbio em Londres

Estudar fora do país é um privilégio para poucos, mas a experiência pode mudar a vida de quem investe nisso. Londres está entre os destinos mais populares do mundo para alunos de intercâmbio. Milhares de jovens de vários cantos do globo passam anualmente pela capital inglesa.

Se você quer conhecer outro país enquanto estuda ou procura se capacitar para o mercado de trabalho, Londres é o destino ideal no exterior. Você sabe o que precisa e quais são as principais vantagens de se fazer intercâmbio em Londres? É o que vamos descobrir.

A mescla de culturas e diferentes povos faz de Londres uma metrópole das mais atraentes. É lá o coração da Inglaterra, referência europeia em qualidade de vida. Aprender o inglês ou até mesmo passar um tempo em um país cheio de história e cultura é muito importante para quem deseja ter um diferencial no currículo.

As principais motivações para um intercâmbio são o estudo e a experiência no mercado de trabalho. Na hora de concorrer a uma vaga, o estudante com passagem pelo exterior leva alguma vantagem, por ter conhecido lugares e situações incomuns.

Há também uma modalidade de intercâmbio em Londres que consiste apenas em férias, mas mesmo isso pode ampliar bastante a visão de mundo que se tem durante a juventude.

Para não esbarrar em nenhum obstáculo na sua viagem, é preciso se ter algumas coisas em mente: fluência em inglês e conhecimento básico dos principais locais da cidade, tudo para ter uma boa base antes de decidir onde se hospedar ou montar seu roteiro turístico.

Outro ponto importante é noção dos custos, para não passar aperto ou sofrer com imprevistos financeiros.

Em geral, agências de turismo e intercâmbio oferecem um planejamento sólido e claro para o período, amparando e auxiliando caso necessário. Mas ainda assim, é aconselhável ter um orçamento que esteja de acordo com a realidade inglesa.

Fique atento aos trajetos e estações de metrô em Londres. Saber para onde está indo e como chegar ao seu destino são dicas essenciais para economizar tempo e dinheiro.

Aprender inglês em Londres

A forma mais popular de intercâmbio em Londres é a de cursos de inglês, dentre todas as faixas etárias. A modalidade é muito comum para jovens que estão se preparando para sair do Ensino Médio, rumo à universidade.

Existem intercâmbios específicos para testes básicos de proficiência, que medem a capacitação do aluno no idioma. Exames como o IELTS são muito requisitados em Londres. Para vistos de permanência em longo prazo, eles são requisito básico, especialmente em caso de oferta de trabalho.

Universidades britânicas também exigem uma boa nota para a ocupação de suas vagas em cursos. É obrigatório que o estudante se mostre capaz de compreender e interagir com outras pessoas em inglês, o que torna o IELTS uma prova muito rigorosa na preparação.

Avalia-se a leitura, a compreensão oral, o vocabulário e a gramática do estudante nesses exames. Contudo, a validade dos resultados é curta e dura apenas dois anos. Depois desse período, o aluno precisa se submeter novamente ao questionário.

Graduação e pós-graduação em Londres

Estudar em Londres, seja qual for o nível, é um desafio enorme para qualquer estudante. Especialmente para os estrangeiros, que precisam demonstrar amplo domínio do idioma e certa dedicação para atender às demandas das instituições.

Como são requeridos muitos documentos e prazos inflexíveis, é natural que o aluno encontre dificuldades no processo.

A idade mínima para cursar o ensino superior na Inglaterra, assim como no Reino Unido, é de 18 anos. O calendário letivo apresenta algumas opções, dependendo da universidade, podendo variar entre setembro e julho ou de janeiro até dezembro.

Depois de concluir o ensino superior e conseguir seu diploma, é preciso validá-lo em alguma instituição pública no Brasil, mediante pagamento de taxa e inscrição, além de apresentação do histórico escolar, conteúdo trabalhado e outras documentações.

Também é possível cursar a pós-graduação em Londres. Os cursos de mestrado, diferentemente do sistema vigente no Brasil, duram apenas um ano e não requerem defesa ao fim do trabalho. Entretanto, assim como no caso do ensino superior, é preciso que haja reconhecimento do diploma em solo brasileiro.

Universidades de Londres

As universidades da Inglaterra estão entre as melhores do planeta.

E Londres, sua capital, oferece não apenas o ensino de máxima qualidade, mas uma infraestrutura inigualável.

Em 2016, o Ministério da Educação conseguiu um acordo com o Reino Unido para agilizar esse processo, conferindo às instituições brasileiras a possibilidade de identificar equivalências entre os cursos ofertados na Inglaterra e no Brasil, facilitando o trabalho da banca de análise da tese ou dissertação.

Existem ótimas opções de universidades em Londres. Que tal conhecer algumas das mais importantes?

A Universidade de Londres, UCL (University College of London, na sigla em inglês), ostenta a sétima colocação no ranking mundial de qualidade da área. Casa de muitos estudantes estrangeiros que fazem intercâmbio em Londres, a UCL acumula mais de 40% de alunos de outros países. O câmpus é localizado no centro da cidade e está muito próximo à Biblioteca Nacional do Reino Unido.

O Imperial College London vem logo atrás do UCL no ranking mundial, em oitavo. Seu foco disciplinar é a tecnologia e a ciência, com muito respaldo no campo da engenharia, medicina e economia. O câmpus fica na vizinhança de South Kensington, cercado por grandes museus nas redondezas.

Especializada em gestão política e social, a London School of Economics and Political Science (LSE) não ocupa uma posição tão alta quanto as universidades supracitadas, mas é pioneira em disciplinas na área de humanidades. Os estrangeiros marcam presença na instituição, que tem cerca de 100 idiomas diferentes em sua estrutura estudantil.

O King’s College London, de prestígio internacional, carrega consigo uma longa tradição em ensino, visando a excelência. Sua especialidade é em pesquisas científicas no campo da saúde. São cinco unidades espalhadas pela cidade.

Intercâmbio na Inglaterra: o momento ideal

Agora que você já sabe todos os detalhes para fazer um intercâmbio em Londres ena Inglaterra, resta uma última pergunta: como descobrir qual é o momento ideal para fazer esse investimento?

Bem, como já falamos, os valores podem aumentar ou diminuir – sempre de acordo com a cotação da libra.

Se depender apenas disso, este não é o melhor momento.

Após o Brexit, a queda na libra foi extremamente significativa.

Em 2016, a moeda britânica entrou em queda livre e teve a maior baixa sobre o dólar dos últimos 31 anos. 

Em 2018, porém, a libra saltou novamente e ultrapassou os R$ 5,00.

Até que a situação econômica no Reino Unido se estabilize após o Brexit, pode haver grande oscilação da libra, para mais e para menos.

E todo economista sabe que investir em moeda não é aposta de curto prazo, porque ninguém sabe para que lado ela vai nos próximos meses.

Ou seja, se você ficar esperando pelo melhor momento, vai perder uma oportunidade – que pode mudar a sua vida.

A melhor hora para fazer intercâmbio em Londres, acredite, é agora.

Agência de intercâmbio em Londres

Você não precisa contratar uma agência de intercâmbio para o intercâmbio em Londres. É possível negociar diretamente com a escola, comprar passagem, reservar acomodação e se preocupar com o visto por conta própria.

Mas o Mapa de Londres recomenda que você conheça o serviço da Global Active Study (GAS), uma empresa brasileira que ajuda com cada detalhe de sua viagem. O diretor da agência, Luciano Baldauf, realiza esse trabalho há muitos anos, com qualidade, dedicação e centenas de casos de sucesso.

Este material de orientação, por exemplo, foi criado em parceria com o Luciano, conhecido pela atenção aos estudantes e a preocupação em garantir o melhor intercâmbio em Londres a cada um dos viajantes.

Saiba um pouquinho mais sobre a GAS e uma excelente promoção para estudar inglês em Londres abaixo:

Estudar em Londres

Fale com a Global Active Study

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Idade:

Cidade/estado:

Duração do curso estimada:

Início:

Que tipo de curso você procura?

Descubra!

14 COMENTÁRIOS

  1. Olá. Espero que me ajudem pois to com uma dúvida terrível faz meses já. iria fazer intercâmbio para aprender inglês , mas andei pensando e minha dúvida é: consigo aprender inglês somente convivendo lá ? Tipo lendo livros, estudando em casa msm. Iria economizar mt desta forma…

  2. Olá, gostaria de saber se por exemplo, eu possuir uma oportunidade de emprego que possa conciliar com estudo de inglês eu conseguiria ? se possivel qual tipo de visto deveria tirar ?

    Abraço

  3. ola! gostaria de saber se existe possibilidades de eu conseguir estudar, mesmo ja estando aqui com visto de turista com validade pra 5 meses ainda ?

DEIXE UMA RESPOSTA

Publique seu Comentário
Entre com seu nome aqui