Abadia de Westminster Sepultamentos

0
43
Descubra!

A Abadia de Westminster atualmente é conhecida de grande parte do público por ter sido o local do casamento do Príncipe William com Kate Middleton em 2011 . Mas a igreja também é um local de sepultamentos. Neste artigo falaremos um pouco sobre a Abadia de Westminster Sepultamentos e também da sua história.

Um pouco sobre a história da Abadia de Westminster

A Abadia atualmente é muito diferente de como ela foi ao longo da história, tendo passado por uma série de modificações ao longo dos séculos.

Sua construção iniciou em 1065 em um estilo romântico primordialmente. Dois séculos depois viria a ter sua primeira reestruturação, passando para o estilo neogótico, sendo finalizada por volta de 1517. Foram quase 300 anos para a reestruturação estar completa.

Depois disso, já no século 17, a igreja passou pela sua maior transformação, que fora a introdução de suas duas torres.

A primeira coroação que ocorreu no local foi a de Willian, o Conquistador (em alguns locais você pode encontrar esse nome como “Guilherme, o Conquistador) em 1066. Desde então todas as coroações foram realizadas no local.

No total já foram 38 coroações realizados no local, sendo a última em 1953 com a coroação da rainha Elizabeth. Também foram sepultados 17 reis no local.

Ali existe um trono em homenagem ao Rei Eduardo. O trono permanece inalterado até os dias atuais.

imagem via: turismo.eurodicas.com.br

Visitas a Abadia de Westminster

A Abadia está aberta a visitação, desde que você esteja disposto a pagar um preço “levemente” salgado. O motivo de precisar pagar uma entrada se deve ao fato de a Abadia não receber nenhum outro tipo de fundo para se manter.

Ou seja, ela não recebe fundos da coroa inglesa ou dá própria igreja. Dessa forma, o único jeito de pagar pela manutenção do local e demais despesas é por meio do ingresso.

Mas, se você não estiver disposto a pagar, existe uma outra forma de conhecer algumas partes da Abadia. Por meio da Missa Cantada.

A Missa Cantada é aberta ao público e é gratuita. Ocorre quase todos os dias (com exceção de Quarta-feira) e tem uma hora de duração.

Para saber um pouco mais sobre a visitação a Abadia, clique AQUI

Sobre a Abadia de Westminster Sepultamentos

Porém, o local não serve apenas para missas, coroações e casamentos. Também são realizados sepultamentos de nobres, reis e pessoas importantes da história da Inglaterra. Até mesmo, funcionários de destaque da abadia foram sepultados nela.

Estima-se que existam mais de 3 mil pessoas sepultadas dentro da Abadia.

A primeira pessoa a ser sepultada na abadia (após a sua reestruturação no estilo gótico) foi o rei Henry III (também conhecido como Henrique III) que ocorreu em 1272. Após isso, a abadia se tornou o local de sepultamentos dos principais nomes da história inglesa por quase cinco séculos.

Mas foi Eduardo, o Confessor que teve a “honra” de ser o primeiro rei a ser enterrado na Abadia, isso ainda em 1065.

Eduardo, o Confessor faleceu apenas uma semana após a abadia ter sido consagrada.

Veja também: Como Visitar a Catedral de Westminster 

Abaixo segue uma lista de algumas pessoas importantes que foram sepultadas na Abadia de Westminster:

Eduardo, o Confessor

Eduardo, o Confessor foi o rei que “mandou” construir a Abadia de Westminster. Nasceu em 1003 e faleceu em 1066.

Filho de Alfredo, o Grande. Se viu exilado durante muitos anos na Normandia, até que seu irmão o convidou para retornar a Inglaterra.

Um ano depois, Canuto II (seu irmão) morreu (provavelmente por envenenamento) e Eduardo se tornou rei.

Uma curiosidade sobre Eduardo é que mesmo casado, não teve filhos. Ele entrou em acordou com sua esposa, Edite, e se mantiveram castos. Eduardo era um religioso fervoroso.

Henrique III de Inglaterra

Henrique III não foi apenas rei da Inglaterra, como também Lorde da Irlanda e Duque da Aquitânia. Nascido em 1207 e faleceu em 1272.

Ficou conhecido por ser piedoso e generoso, fazendo recorrentes doações “generosas” a caridade. Era devoto de Eduardo, o Confessor, o qual tornou seu padroeiro.

Foi durante o reinado de Henrique III que a Abadia de Westminster foi reconstruída, passando de um estilo romântico para o estilo gótico.

Jaime VI da Escócia e I de Inglaterra

Jaime se tornou rei da Inglaterra em 1063, se tornando lá Jaime I. Mas ele já era rei da Escócia (Jaime VI) desde 1567, onde tinha subido ao trono com apenas 13 meses de idade.

Também está sepultado na Abadia de Westminster. Ele se encontra nessa lista por duas curiosidades.

Sua sepultura na Abadia ficou “perdida” por cerca de 250 anos. Somente no século XIX, após escavarem muitas das sepulturas sob o chão, seu caixão foi encontrado na sepultura de Henrique VII.

Foi ele quem patrocinou uma das traduções da bíblia, que ficou conhecida como a “Bíblia do Rei Jaime”.

Robert Blake

Robert Blake foi um almirante Inglês e a primeira pessoa sem um “título real” a ser sepultado na Abadia.

Foi a partir dele que a tradição do sepultamento de pessoas importantes para a Inglaterra começou a acontecer.

The Unknown Warrior

O guerreiro desconhecido, essa sepultura foi feita para homenagear todos os soldados britânicos sem identificação que morreram durante a Primeira Guerra Mundial. Ninguém sabe a identidade do soldado que está sepultado ali.

A França fez a mesma coisa, simultaneamente com a Inglaterra, sepultando um soldado sem identificação no Arco do Triunfo em homenagem aos soldados mortos na guerra.

Vale a pena conferir: Museus de Guerra em Londres 

Isaac Newton

Esse é um nome muito conhecido de boa parte da população. Criador da lei da gravitação universal e das três leis de Newton que publicou em sua obra, “Princípios Matemáticos da Filosofia Natural”.

Ele também é o criador da “teoria das cores”, onde a luz é dividida em 7 cores do nosso espectro visível.

Por suas contribuições para a física e matemática, Isaac Newton foi sepultado na abadia.

Stephen Hawking

O físico teórico e cosmólogo britânico Stephen Hawking é o último da nossa lista da Abadia de Westminster Sepultamentos.

Ele foi o criador da teorema sobre a singularidade gravitacional no âmbito da relatividade geral e também comprovou que os buracos negros emitem radiação.

Lutou durante 50 anos contra a ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) que foi, aos poucos, tirando os seus movimentos.

Gostou de saber mais sobre a Abadia de Westminster Sepultamentos? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Descubra!

Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Publique seu Comentário
Entre com seu nome aqui