7 dicas para o turismo na Inglaterra

7 dicas para o turismo na Inglaterra

2

É fácil entender o apelo do turismo na Inglaterra. O país tem uma cultura vibrante, uma história incrível, um contraste de verde e cinza em todos os cantos, ícones reconhecidos em todo o planeta, cidades medievais e uma das mais belas capitais, Londres.

Além de ser uma terra instigante, a Inglaterra faz parte da Grã-Bretanha, uma ilha que tem outros dois países encantadores: Escócia e País de Gales.

Para quem ainda está pensando no roteiro e definindo se vale a pena o turismo na Inglaterra, reunimos algumas dicas que podem ser bem úteis no planejamento de viagem.

7 dicas para o turismo na Inglaterra

Palácio de Westminster (Big Ben) em Londres
Vista da London Eye para o Palácio de Wesminster em Londres. Foto: Mapa de Londres

Confira abaixo o que você precisa saber antes de embarcar:

1 – Não precisa de visto para a Inglaterra

Brasileiros que desejam fazer turismo na Inglaterra não precisam de visto. Mas é necessário passar por uma pequena entrevista com um agente da imigração. Nesse momento, é preciso mostrar que sua intenção é de lazer mesmo e que você voltará ao Brasil ao fim do período de viagem.

Para isso, você deve reunir documentos e comprovantes que reiterem os objetivos turísticos de sua viagem. Separe em uma pastinha passagens de volta para o Brasil e para qualquer outro destino pelo qual você passará no roteiro, comprovantes de hospedagem e documentos que reforçam o seu vínculo com o Brasil, como uma cartinha do empregador ou matrícula na universidade.

Ficou assustado com a entrevista da imigração? Não se preocupe, mas é bom se prevenir. Siga o link aqui em baixo para ver todas as dicas sobre o assunto. E lembre-se de que se você entrar na Inglaterra por uma cidade diferente, sua passagem pela imigração será mais tranquila.

Confira: Mais dicas para a imigração de Londres

2 – Não é necessário seguro saúde para o turismo na Inglaterra

Você não precisa fazer um seguro saúde para entrar no Reino Unido, mas nossa dica é fazer um mesmo assim. O custo não é tão alto e ele representa uma segurança maior em casos extraordinários que exijam atenção médica. Além disso, se seu roteiro incluir algum país do Espaço Schengen (como França, Espanha, Itália, entre muitos outros), você precisará de um seguro viagem de qualquer forma.

Confira: Seguro saúde para a Europa

3 – Inglaterra não é tão cara assim

Você vai achar estranho ao ler que a Inglaterra não é tão cara, mas é a verdade. A capital, Londres, é uma das cidades com maior custo de vida do mundo. Mesmo assim, para um turista, há muitas facilidades. Uma delas é a abundância de atrações e passeios gratuitos, como todos os museus públicos (que incluem preciosidades como o Museu Britânico e a National Gallery), todos os Parques Reais (alguns dos mais bonitos do planeta, como o Regent’s Park) e todas as feirinhas de ruas (como as mais famosas, de Camden Town e Notting Hill).

Confira: O que fazer de graça em Londres

4 – O clima inglês é melhor do que você imagina

Sim, o clima da Inglaterra não é aquele que você vê nos filmes, que retratam uma Londres chuvosa 24 horas por dia. Na verdade, chove menos em Londres do que em Roma e São Paulo, sabia? Por outro lado, para quem quer ver neve, também não vai ser tão fácil, já que esse fenômeno climático é mais raro nas regiões turísticas, como o centro de Londres.

Confira: Tudo sobre o clima de Londres e da Inglaterra

5 – Turismo não precisa ficar só na Inglaterra

Não encare o Brexit como um aviso para ficar longe da Europa. Há uma infinidade de lugares incríveis bem próximos da Inglaterra.

Para quem viaja a turismo para a Inglaterra e possui um tempo a mais no roteiro, uma dica é aproveitar o Eurostar, trem que liga a Inglaterra ao restante do Continente Europeu pelo Eurotúnel. Com o trem você pode ir de Londres até Paris, o u de Londres até Bruxelas, em viagens que duram pouco mais de 2 horas. Comprando as passagens com antecedência é possível obter ótimos descontos.

Outras opções são Amsterdã, Barcelona, Dublin e Paris, de trem “normal” ou ônibus. As viagens são mais longas e partem de Londres.

6 – Libra está mais barata do que nunca

Se você ainda não decidiu se viaja para a Inglaterra ou não, aproveite a oportunidade: a libra não costuma ficar em patamares tão acessíveis quanto o atual, em R$ 4. Em vários momentos, ela deixa o real no chinelo e acaba flutuando lá em cima, a um custo superior a R$ 6.

Confira: O que você precisa saber sobre a libra esterlina

7 – Pubs são cultura

Outra atração gratuita da Inglaterra são os pubs. Eles têm entrada grátis, mas o chope acaba sendo caro na conversão para os reais. Tudo bem: considere como um museu etílico bem divertido, e você estará no lucro.

Confira: 11 pubs imperdíveis em Londres

Cidades para o turismo na Inglaterra

Brighton
Brighton é uma cidade universitária pertinho de Londres. Foto: Mapa de Londres

Londres é a melhor cidade do mundo, você vai ver. Mas a Inglaterra tem outras cidades muito bacanas para o turismo. Conheça abaixo algumas delas:

Liverpool

Uma cidade portuária, ficou conhecida mundialmente por ser a cidade dos Beatles, banda que levou a história da música inglesa para todo o mundo e revolucionou o rock. Para incluir na programação, The Beatles Story Museum  é é um dos passeios que não pode faltar. No acervo, podem ser observados diversos itens pessoais que pertenceram aos integrantes da banda, como objetos e fotos. Outras opções são os tours dedicados aos Beatles e o lugar onde tudo começou, o Cavern Club.

Brighton

Brighton é uma praia inglesa e cidade universitária. É uma delícia para um retiro rápido de Londres, já que fica a menos de uma hora de viagem de trem. Aqui você encontra a Brighton Wheel, uma roda-gigante à beira-mar, uma praia com pedrinhas no lugar da areia e gente de calça na orla em vez de biquíni, muitas opções de Fish & Chips fresquinhos e muitas festas, bares e música ao vivo.

Cornualha

Situada no sudoeste da Inglaterra, a cinco horas de Londres, é uma das cidades mais bonitas de toda a Inglaterra. A cidade de cornualha possui uma tipologia que lembra um vilarejo medieval bem preservado, com muito verde e flores por onde se passar. Para quem quer tranquilidade, é sem dúvidas um excelente lugar para dedicar um tempo de sua viagem à Inglaterra.

Para quem planeja incluir o passeio a cidade de Cornualha em sua programação, é importante mencionar os portos de Newlyn, Padstown e a lindíssima enseada de Port Isaac.

Cambridge

Cambridge é uma cidade universitária, conhecida mundialmente por abrigar uma das maiores e melhores universidades do mundo. A cidade é aconchegante e tem um ar medieval e não requer muito tempo dedicado a um passeio. Com estilo venesiano, uma opção é fazer um passeio de gôndola, que não custa muito caro também.

Bath

Uma das cidades que mais impressionam a quem vai à Inglaterra, Bath é o que podemos chamar de Inglaterra romana, ou pedaço de Roma na Inglaterra. A cidade fora ocupada pelos romanos bem no início da era cristã, e ficou conhecida por suas piscinas públicas que serviam para os banhos dos romanos. Outro ponto turístico é a Bath Abbey, que é a Catedral de Bath. Na catedral é possível conhecer um pouco da história do cristianismo da região.

Um monumento inglês, com a formação de um semicírculo e aproximadas trinta mansões é o Royal Crescent. Neste monumento também é oferecido um museu para visitação. Para quem tem interesse por moda, uma opção para incluir no roteiro de viagem é o Fashion Museum, que apresenta toda a evolução da maneira de vestir-se na Inglaterra.

Turismo em Londres

London Eye à noite
Westminster é iluminada pela London Eye à noite. Foto: Mapa de Londres

Falar de turismo na Inglaterra e não citar a capital britânica é impossível. Londres foi feita para conquistar o mundo e, a cada novo visitante que desembarca no Heathrow, ganha mais um fã.

E para sua primeira vez em Londres, nós recomendamos que você faça um roteiro bem minucioso. Com ele, você poderá se organizar melhor para conhecer a cidade, que é gigante e pode deixá-lo tonto com tantas atrações e pontos turísticos.

Se você acha que é exagero, que nem tem tanta coisa para fazer em Londres, dê uma olhada neste post, com 39 pontos turísticos de Londres. Esses são apenas os principais, acredite. Há muito, muito mais.

Apenas em Westminster, sede do poder, estão lugares como o Palácio de Westminster (que abriga o Parlamento e o Big Ben), a London Eye (a roda-gigante à beira do Rio Tâmisa), a Abadia de Westminster (onde ocorrem as coroações da monarquia), o museu do Churchill (o primeiro-ministro que coordenou a defesa de Londres na Segunda Guerra), o Green Park e o St. James’s Park (Parques Reais de Londres), o Palácio de Buckingham (residência da Rainha Elizabeth II), onde é realizada a Troca da Guarda, entre muitos outros.

Por sorte, o Mapa de Londres tem um roteiro pronto, que conta com guias cheios de dicas para aproveitar a cidade ao máximo e economizar na compra de ingressos. Além de uma programação completa, com mapinhas indicando cada um dos lugares e as rotas necessárias, você ganha uma planilha editável para deixar o itinerário com a sua cara, incluindo e reordenando os pontos conforme o seu interesse.

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

2 comentários