Dicas para a imigração de Londres

ANÚNCIO
Dicas para a imigração de Londres
Antes da Tower Bridge, a temida Imigração

A primeira viagem para Londres sempre começa acompanhada pela incerteza: “Devo me preocupar com a imigração”? O planejamento, empreendido através de diversas leituras, pode assustar ainda mais o viajante que procura informações sobre vistos e o processo de entrada no Reino Unido. Há relatos terríveis de brasileiros que são barrados, mandados para uma salinha, interrogados por horas e, mais tarde, enviados de volta para seu país de origem.

Quer tirar dúvida sobre visto e imigração?

ANÚNCIO

Pergunte aqui

Relato: Ansiedade na imigração

O que o viajante nessa situação precisa saber é que existem basicamente três tipos de brasileiros que tentam ingressar em Londres: o pessoal que tenta imigrar atrás de emprego e uma condição de vida melhor; o estudante que vai passar uma temporada para aprender inglês ou começar uma faculdade; e o turista que procura atrações, restaurantes e todo tipo de entretenimento na capital britânica.

ANÚNCIO

Se estamos fazendo bem nosso trabalho, você provavelmente se encaixa na segunda ou na terceira categoria. Como turista, foco primordial do Mapa de Londres, você não deve se preocupar. Não precisa nem de visto. Deve, contudo, tomar medidas de precaução para que o processo de entrada no Reino Unido seja o mais tranquilo e rápido possível.

Estudantes: tudo sobre vistos

Para o turista, segue abaixo um roteiro do que fazer, passo a passo, para passar sem problema pela imigração de Londres:

Planejamento

O primeiro passo é planejar toda a sua viagem. Onde você vai ficar? Quantos dias? Visitará outras cidades e países antes de voltar ao Brasil? Procure arregimentar um roteiro básico, a partir do qual você poderá passar para os próximos passos.

Pasta

Encontre ou compre uma pasta. Pode ser de plástico, de couro, tanto faz. Você vai precisar dessa pasta para reunir todos os documentos necessários e apresentá-los, caso solicitado, para o(a) oficial da imigração. E vai levá-la com você, dentro de sua bagagem de mão.

Documentos

Dentro dessa pasta, você deve ter, em ordem de prioridade:

– Passagem de volta para o Brasil (ou para o destino após Londres)

– Comprovante da hospedagem para todos os dias da sua estada em Londres (Se ficar na casa de alguém, solicite uma carta em inglês estabelecendo os dias da sua viagem, onde se encontra a residência do seu conhecido, as informações básicas sobre o seu conhecido, o telefone celular e o e-mail desse conhecido. Obviamente, esse amigo ou familiar deve estar em situação absolutamente legal no Reino Unido. Essa carta deve ser assinada pelo seu anfitrião e, de preferência, enviada pelo correio para o Brasil. Em último caso, pouco recomendado, ele pode escanear a carta e enviar para você por e-mail, que então a imprimirá.)

– Todas as passagens de trem, avião e ônibus de possíveis viagens que você fará após a chegada a Londres, na Europa.

– Todos os comprovantes de hospedagem dessas possíveis viagens.

– Um documento que mostre que você mantém vínculo empregatício no Brasil. Pode ser uma carta do chefe estabelecendo os dias da viagem, dizendo que é uma viagem de turismo e afirmando que você retomará sua função no trabalho assim que voltar, especificando o dia. Essa carta deve ser assinada, de preferência com carimbo da empresa. Se você for um empresário ou profissional liberal, encontre documentos que comprovem esse fato. Pode ser cópia do contrato social da empresa, carta de clientes no mesmo formato que a anterior, etc.

 

– Extrato de sua conta bancária que tiver a maior movimentação e saldo. (Se for um péssimo saldo, não leve)

– Se tiver um bom limite nos cartões de crédito, pode levar uma fatura ou algum comprovante que mostre os valores

Dinheiro

Leve uma boa quantidade de libras e um ou dois cartões de crédito internacional, em um lugar do qual você possa tirá-los para mostrar, caso necessário. E se disser para um oficial que possui determinada quantidade de libras na carteira, é bem importante que você as tenha de fato.

Mesmo com cartões de crédito, os oficiais ficam muito mais tranquilos quando escutam quanto dinheiro você está levando. E dinheiro, nesse caso, são libras, e não euros – e muito menos reais.

Muitos guias turísticos e sites determinam um valor diário que você deve carregar em espécie a fim de não provocar suspeita ou desconfiança das autoridades da imigração. A maioria desses valores não têm o mínimo sentido, e seriam impraticáveis na maioria das vezes. Costuma-se indicar um mínimo de 250 libras por semana além dos valores da hospedagem. Para ter uma ideia melhor de quanto dinheiro você deve carregar, pense primeiro em quanto você vai gastar. Este post, Quanto vou gastar em Londres?, pode ajudar.

Vistos

Se tiver vistos em passaportes antigos, mantenha-os todos juntos em uma capinha. Assim, os oficiais de imigração saberão que você já passou por muitos países e sempre voltou para o Brasil (essa é a grande preocupação).

A imigração

Na hora da imigração, mantenha a calma. Quando chegar a sua vez, cumprimente o oficial da imigração, entregue-lhe o passaporte e espere. Ele vai digitar algumas coisas, olhar para a sua cara. E então disparar: O que você veio fazer em Londres? Responda tranquilamente, e apenas o que for perguntado. Não adianta dar discursos ou elaborar respostas enormes. Quanto tempo você ficará na cidade?

É importante que você saiba o dia exato da sua volta (I’m leaving on the …).

Isso transmite uma confiança maior e não infunde nenhum tipo de dúvida. A partir dessa pergunta, tudo varia conforme uma infinidade de fatores aos quais ninguém fora da imigração tem acesso.

Lembre-se de que tudo pode ser perguntado duas vezes, e normalmente isso é feito para confundir o entrevistado. E eles podem pedir para ver todos aqueles documentos na sua pasta.

Então preste atenção a algumas das perguntas que eles podem fazer e não fique nervoso: você veio só fazer turismo, e a Inglaterra precisa de você.

– Onde você vai ficar? (Diga o nome do lugar e mostre a carta ou comprovante)
– Quem é essa pessoa que vai te hospedar? Como você conheceu ela? Ela está legal no país? Nós poderíamos ligar para ela, caso necessário? (Responda normalmente)
– Quanto dinheiro você tem? (Responda e pergunte se ele/ela gostaria de ver)
– Você tem cartão de crédito? Posso ver? (Responda e mostre – e tenha)
– O que você faz no Brasil? (Responda e mostre a carta do empregador ou o comprovante de vínculo de trabalho)

Há muito mais possibilidades. Algumas pessoas entram direto, outras são questionadas por meia hora. No fim, é um preço pequeno que você paga para entrar em Londres, a melhor cidade do mundo.

Leia também

Tudo sobre vistos

Quero ir para Londres, e agora?

Relato: Ansiedade na imigração

ANÚNCIO