Dicas para reservar hotéis e albergues em Londres

ANÚNCIO

Você sabe que tudo é caro em Londres. Especialmente, a acomodação. Isso, claro, considerando que você seja um brasileiro de classe média que deseja passar um tempinho na capital britânica sem vender o carro para bancar a viagem. Pensando em você, caro leitor, a equipe do Mapa de Londres preparou um post especial com as melhores dicas para encontrar hotéis e albergues com preço razoável na cidade. Você vai ver que, com um pouquinho de pesquisa, dá para achar algumas camas quase (hmm, palavra proibida em Londres) baratas. Agora, ao trabalho.

Confira:

ANÚNCIO

Guia básico para encontrar hotel em Londres

Sugestões de hotéis em Londres

Primeira dica: Tipo de acomodação

A escolha entre albergue e hotel ganhou concorrentes. No primeiro, mais simples, você vai dividir quarto com outras pessoas ou reservar um quarto privado dividindo banheiro, compartilhar a cozinha e dispor de menos regalias e conforto do que em hotéis. No segundo, você vai ter um quarto e um banheiro só seus, uma televisão e outros benefícios que custam uma graninha. Mas agora há outras opções, como um sofá na casa de estranhos ou um apartamento de temporada.

ANÚNCIO

Albergues

Para tomar essa decisão, é bom você entender que albergues são muito comuns na Europa. Raros são os casos de viajantes que têm problema com a segurança em lugares como esses. A maioria dos albergues possui armários e cofres para os hóspedes guardarem seus apetrechos mais valiosos. Mas lembre-se: o passaporte viaja sempre com você.

O grande problema do albergue é dividir o quarto. Vou mentir se disser que, de vez em quando, não se dá azar e se encontra uns roommates bastante inoportunos, que chegam tarde e falam mais alto do que você gostaria. Alguns ligam a luz nas horas erradas, alguns deixam suas coisas bagunçadas. Tudo isso tem que ser levado em conta, mas só quem pode definir o quanto esse tipo de atitude incomoda é você.

No geral, albergues são uma excelente opção para quem quer apenas um lugar para dormir e não se importa em conviver de perto com viajantes de todos os cantos do planeta. Nesse tipo de hospedagem, você vai encontrar dezenas de pessoas na mesma situação que você: descobrindo Londres pela primeira vez. E isso é uma ótima forma de entabular conversa no café da manhã, por exemplo.

Hotéis

Para quem deseja conforto, privacidade e serviços, não há nada melhor do que um bom hotel. Mas bons hotéis não são baratos. Confira os hotéis favoritos dos nossos leitores em Londres.

Apartamento

Quem deseja permanecer em Londres por um período maior e viaja com amigos ou família deve realmente considerar a opção de alugar um apartamento na cidade. As vantagens são inúmeras: conforto, privacidade, praticidade, sensação de viver como um londrino, cozinha, entre outras. Veja como procurar apartamentos para alugar.

Sofá

Já ouviu falar em Couch Surfing? Para os mais jovens, pode ser uma alternativa interessante. Veja nosso post sobre hospedagem alternativa em Londres.

Segunda dica: o lugar

Dicas para reservar hotéis e albergues em LondresDepois de escolher entre hotel e albergue, o mais indicado é determinar a região de Londres onde você gostaria de ficar. Você sabe que Londres é dividida em seis zonas, né? São áreas circulares confluentes, que começam, lá da periferia, na 6, até chegar à zona 1 (Central Line do metrô, Oxford Street, etc), no centro da cidade. Como turista, você vai visitar atrações e locais situados primordialmente na zona 1 e, no máximo, na zona 2. Por isso, concentre-se nessa zona central para achar acomodação.

Baixe o mapa do metrô de Londres para entender as zonas

Nesse mapa, você vai encontrar todas as estações de metrô divididas por números. Esses números equivalem às zonas. Por exemplo: Oxford Circus, Piccadilly Circus e Notting Hill Gate estão na zona 1. Camdem Town, no entanto, encontra-se já na zona 2. (E vale a visita.)

Na zona 1, alguns dos lugares mais recomendados são Bayswater, Waterloo, South Kensington e London Bridge. Com destaque para a primeira, pois agrega diversos fatores recomendáveis: preços, variedade de hotéis, duas estações importantes de metrô (Queensway e Bayswater) e proximidade do Hyde Park, que fica bem ao lado.

Leia também

Conheça as regiões e os preços aproximados

Terceira dica: sites úteis

Se você já estivesse em Londres, poderia se deslocar de albergue em albergue até achar a opção mais adequada em termos de preço, quarto, localização, etc. Mas você ainda está no Brasil e precisa recorrer a sites, que vão auxiliar a fazer as reservas e indicar promoções. Aqui estão os melhores:

Booking

O  Booking reúne resenhas de turistas do mundo todo sobre hotéis: limpeza, localização, comida, etc. É a garantia de opiniões independentes (e, normalmente, bem embasadas).

Last Minute

Oferece desde descontos em passagens aéreas a diárias em hotéis. Foi criado para viajantes que resolvem tomar uma decisão de última hora, no Last Minute mesmo. Mas reúne sempre os melhores deals para quem quer pagar barato nos hotéis londrinos. Você pode ordenar as buscas por preço, localização e recomendação do site.

O melhor para reservar hotéis: Booking

Para quem deseja reservar um hotel de maneira confiável e prática, recomendamos o Booking.com, aquele ali do banner abaixo. Criado em 1996, o site é um dos líderes em reservas de hotéis online, presente em 229 países e territórios agregando 5.696.045 anúncios de casas, apartamentos e outros lugares únicos para ficar. O Booking.com garante o menor preço tanto em hotéis cinco estrelas quanto em pequenos estabelecimentos independentes. Você pode navegar em português e usar o cartão de crédito, selecionando o hotel por preço, localização ou nome. Clique abaixo para conferir.



Booking.com

Como funciona: o portal é um parceiro dos hotéis, que repassam uma comissão por cada reserva feita. Mesmo assim, embora possa haver exceções, os valores apresentados no Booking são normalmente os mais baixos do mercado. E por cada reserva realizada através do Mapa de Londres, nosso site ganha um pequeno percentual da comissão do Booking. Ou seja, quem reserva pelo Mapa de Londres pode ficar tranquilo por estar garantindo o melhor preço e ainda feliz por colaborar com o site, sem custo adicional. (Valeu!)

Quarta dica: weekly rates

Esta é para quem escolheu o albergue lá na primeira dica. Dependendo da quantidade de dias que você vai ficar em Londres, vale muito a pena ficar sabendo da existência das weekly rates nos albergues. São taxas diferenciadas para quem vai pagar por uma semana inteira. Se você planeja permanecer na cidade por pelo menos cinco dias, as weekly rates vão diminuir ainda mais os seus custos. Normalmente, os albergues não aceitam a reserva pelo valor da taxa semanal, mas basta, no check-in, alterar a reserva para a weekly rate, se for favorável ao seu bolso. Eles aceitam, e você pode gastar esse dinheiro em festas, compras e atrações da capital britânica.

Quinta dica: saia do quarto

Dicas para reservar hotéis e albergues em LondresA maior dica de todas para quem viaja para Londres é: fique o menos possível no quarto. Você está na capital do mundo. Tem tanta coisa para fazer, que dormir demais pode ser considerado uma heresia. Só não vale desistir de ir para cama e pegar no sono nos primeiros 15 minutos de passeio da London Eye.

Leia também: os distritos de Londres

Guia completo da hospedagem em Londres

ANÚNCIO