Descubra a origem da língua inglesa

Descubra a origem da língua inglesa

0

Já parou para pensar na origem da língua inglesa? Já reparou como alguns termos do inglês têm raiz parecida com a de outros idiomas, como o alemão?

Neste artigo, vamos entender como foi o desenvolvimento do idioma inglês, os povos que influenciaram a sua formação e os processos na Europa que fizeram a língua inglesa ocupar a posição de destaque de hoje em dia.

Torre de Londres e origem do inglês
Formação da língua inglesa sofreu influência de diversos povos. Foto: iStock, Getty Images

Origem da língua inglesa

A língua inglesa tem sua origem ligada aos diferentes povos que ocuparam a região da Bretanha. O arquipélago que chamamos hoje de Ilhas britânicas começou a ser ocupado por volta de 700 a.c, pelos celtas. Posteriormente foi dominado pelos Romanos e na baixa Idade Média pelos saxões.

No século 11, com a consolidação dos reinos anglo-saxões, a Inglaterra começou a trilhar um caminho mais constante como unidade nacional. Após influências escandinavas em razão das invasões Vikings e também do francês, a língua Inglesa foi se consolidando até o renascimento, época em que as línguas nacionais se tornaram uma faceta importante do fortalecimento dos Estados Nacionais e do poder político dos reis.

Um momento de grande impulso para o estabelecimento de fato da língua foi a partir do século 15, quando escritores e documentos oficiais passaram a ser escritos com mais frequência na língua oficial da Inglaterra.

Vale lembrar que durante boa parte da história da Europa, havia uma divisão linguística clara. O Latim era considerada a língua culta, usada nas missas da igreja, em documentos oficiais e na literatura e ciência. Já as línguas comuns eram usadas pelas populações na sua vida diária, mas eram consideradas apenas idiomas falados e menos nobres. Esse fato está muito ligado a influência da Igreja Católica em toda Europa medieval e parte da Idade Moderna.

Uma curiosidade legal. Algo semelhante também acontecia em outros países, como a Coreia do Sul, por exemplo. Lá, o Mandarim era considerado a língua dos nobres e da literatura oficial, e o coreano falado pelo povo em geral era considerado uma língua plebéia. Isso só mudou em 1446, quando o rei Sejong criou o Hangul, o alfabeto que até hoje é usado nas Coreias.

Voltando ao inglês, a unificação dos povos saxões no século 11 e a posterior consolidação da Inglaterra como estado nacional foram dos momentos fundamentais para o idioma inglês. Com o fim da Guerra das Rosas(1455-1487), principalmente, que levou a Dinastia dos Tudor ao poder, o Estado Nacional Inglês se fortaleceu e junto com ele o idioma do país.

Aliás, os Tudors são protagonistas de uma das séries históricas de maior sucesso, The Tudors. Que tal dar uma conferida?!

A seguir, vamos entender quais outras línguas colaboraram na origem do inglês.

Idiomas que deram origem à língua inglesa

O idioma inglês é uma língua germânica. Seu surgimento veio a partir de vários outros idiomas e influências linguísticas que conviveram nas Ilhas Britânicas desde a ocupação celta na antiguidade. Os idiomas que deram origem à língua inglesa foram, principalmente:

 

  • Celta britânico
  • Anglo-frísio
  • Saxão
  • Franco-Normando
  • Latim.

 

O Celta britânico era o dialeto falado pelos Celtas. Esses povos formaram várias nações na Europa antiga e, embora não tenham estabelecido uma grande unidade na Inglaterra, ocuparam as Ilhas Britânicas até a ocupação romana.

O Anglo-frísio e o saxão foram trazidos à Grã-bretanha pelos povos germânicos da Europa central. A palavra English, inclusive, é derivada de Anglo, nome usado para denominar a tribo germânica que ocupou a Bretanha na Baixa Idade Média (os anglos e posteriormente anglo-saxões).

Desenvolvimento da língua Inglesa

Historicamente, o idioma inglês é dividido em três fases distintas. Cada qual com influências e novas características que foram adquiridas pela convivência com os dialetos citados anteriormente.

 

  • Inglês Antigo
  • Inglês Médio
  • Inglês moderno.

 

O inglês antigo

Na origem da língua inglesa, o inglês antigo agrupava dialetos diversos que foram trazidos à Grã-bretanha pelos povos saxões e as variações linguísticas das diferentes tribos desse povo. Durante essa fase, o Saxão ocidental foi o dialeto que passou a ser mais influente. O poema Beowulf, um dos clássicos históricos da língua inglesa, foi escrito no Old English, que foi a língua dominante entre os séculos 5 e 12.

Inglês Médio

O Inglês médio, ou Middle English, se originou a partir das influências Vikings e da conquista Normanda da Inglaterra. O Inglês Médio esteve presente entre os séculos 11 e 15. O Canterbury Tales, de Geoffrey Chaucer, é a obra mais famosa escrita usando o Inglês Médio.

Inglês Moderno

O Modern English se consolidou a partir do século 15, época do renascimento e na qual as línguas nacionais passaram a ter uma grande importância para a consolidação dos Estados europeus. A principal característica é a maior padronização do idioma como um todo.

O desenvolvimento da literatura inglesa, com Shakespeare e outros escritores escrevendo em Inglês Moderno também foi um fator importante.

O Inglês moderno se espalhou pelo mundo graças ao Império Colonial britânico. No século 19, uma área equivalente a 25% dos territórios do mundo (apenas área terrestre) pertencia aos britânicos de alguma forma. A sucessão da Inglaterra pelos EUA como maior potência mundial deu continuidade à influência da língua Inglesa no mundo.

10 Expressões antigas da língua inglesa

Como toda língua, muitas expressões antigas do inglês já não são muito conhecidas. Que tal aprender um pouco dessas expressões? Separamos 10 termos interessantíssimos para você aprender um pouco do inglês antigo.

  1. Aptycock: Esse é um adjetivo, significa “homem inteligente e jovem”
  2. Bang-a-bonk: Um verbo bem preciso. Significa “deitar às margens de um rio para descansar”
  3. Crum-a-grackle: Se refere a qualquer situação difícil
  4. Crumpsy: Uma boa tradução do nosso “pavio-curto”, pessoa que se irrita facilmente
  5. Cuddle-me-buff: Termo usado em Yorkshire para “beer”, isto é, cerveja
  6. Hansper: Dor nas pernas, especialmente depois de caminhadas
  7. Inisitijitty; Wow, essa nem parece inglês! Mas é inglês antigo. Trata-se de um adjetivo usado para pessoas com aparência cômica ou ridícula
  8. Nawpy: Significa “new pen” – caneta nova. De alguma forma se assemelha um pouco ao inglês atual
  9. Shivviness: Outro termo que descreve um sentimento bem particular. Se refere ao desconforto sentido ao usar roupas íntimas novas
  10. Vargle: Mais um verbo. Esse significa “trabalhar em meio a bagunça”.

Repare que alguns termos descrevem sensações ou ações bem particulares e precisas. Isto é comum não só no inglês, mas em todos os outros idiomas. Com o tempo, as palavras mais usadas e genéricas tendem a permanecer mais em voga, em contraposição aos termos mais específicos e menos usados.

Gostou de conhecer mais sobre a origem a língua inglesa e os termos antigos do inglês? Deixe um comentário para a gente. 

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

Sem comentários