Check list de viagem: dicas essenciais antes de entrar no avião

Check list de viagem: dicas essenciais antes de entrar no avião

3

Fazer um check list de viagem pode até parecer algo bobo, mas é essencial na vida de qualquer viajante. Antes de partir para explorar seu próximo destino, você provavelmente vai entrar em um estado de extrema alegria e euforia. É nesse momento que pode acabar esquecendo algo importante, como documentos ou um item pessoal de valor. 😩

Para que você não tenha que passar pela situação chata de perder um voo, ficar sem celular ou até ser barrado em um determinado país por não ter certificado internacional de vacina, neste artigo reunimos várias dicas sobre como fazer um check list de viagem completo. Com ele, você poderá revisar todos os tópicos importantes para o seu passeio e garantir que nada vai ficar para trás.

Então, preparado para começar seu check list? Confira, abaixo, tudo o que você precisa fazer antes de entrar no avião, trem, barco, carro, ônibus…😜✈️🚙

Check list de viagem
Fazer um check list de viagem é importante para que você não esqueça nenhum item em casa. Foto: iStock, Getty Images

Guia para o seu check list de viagem

Bem, são diversos os tópicos que você precisa revisar antes de viajar. Na nossa cabeça pode até parecer pouca coisa, mas na hora de reunir tudo… Aí você vê que o processo realmente exige organização. É por isso que o ideal é fazer a checagem com antecedência para ter certeza de que tudo está ok, pelo menos uns cinco dias antes da viagem.

Uma sugestão pontual que vale para todos os aspectos relacionados à viagem é: faça listas. Enumere o que você precisa providenciar e, a partir daí, revise cada um dos itens. Não é preciso nem pegar papel e caneta, basta abrir o bloco de notas do celular e digitar por ali mesmo.

Então, vamos ao que interessa: o que é importante revisar antes de embarcar? Abaixo, enumeramos alguns dos principais elementos que exigem atenção.

Check list de documentos para viagem

Não é à toa que esse item está no topo da lista. A documentação aparenta ser a parte mais chatinha de uma viagem, mas é também a parte mais essencial dela. É bacana ter uma carteira ou pastinha que esteja sempre ao seu alcance durante o deslocamento, para que você tenha acesso fácil a todos os documentos.

Em relação à documentação, em si, a exigência depende do tipo de viagem que você irá fazer.

Documentos em viagens internacionais

Em viagens internacionais, a exigência de documentos depende muito do destino em questão. Para a maioria dos países, você precisa ter um passaporte válido por no mínimo seis meses. Como você já deve saber, determinados destinos, como Estados Unidos e Japão, exigem apresentação de visto para entrada em seus territórios. Providencie essa documentação com antecedência e reúna na sua pastinha antes de viajar.

Outra questão importante: devido ao controle de doenças endêmicas, para entrar em determinados países você precisará estar vacinado – e apresentar seu Certificado Internacional de Vacinação para comprovar. A dose precisa ser tomada, no mínimo, 10 dias antes da viagem. Neste artigo do Mapa do Mundo, “Certificado internacional de vacinação: como fazer e quando é necessário”, explicamos tudo sobre vacinas e destinos que as exigem.

Para entrar em determinados países, como aqueles pertencentes ao Espaço Shengen na Europa, você também precisará comprovar que possui um seguro viagem com cobertura de, no mínimo, €30.000 para obter auxílio médico caso precise. Contudo, mesmo nos países que não exigem esse documento, nós sempre recomendamos o investimento para que você possa viajar com mais tranquilidade. 😉

A boa notícia é que os seguros de cobertura básica não tem valores exorbitantes: custam, em média, entre R$ 90 e R$ 120. Neste artigo, “É preciso ter seguro viagem internacional para viajar até Londres?”, listamos algumas opções de seguros bem avaliados por usuários – e que você pode comprar pela internet. Depois de fazer a aquisição, lembre-se de guardar o comprovante junto aos demais documentos da sua viagem.

No caso de viagens internacionais pela América do Sul, brasileiros podem transitar apenas portando o RG – não é necessário apresentar passaporte.

Documentos em viagens nacionais

Em viagens nacionais, você precisa ter em mãos um um documento oficial com foto que permita a sua identificação, como a carteira de identidade (RG); a carteira nacional de habilitação (CNH) ou o passaporte. No caso de viagens aos estados brasileiros do Acre, Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, conforme o Ministério da Saúde, também é preciso estar em dia com a vacina contra a febre amarela.

Importante: tire uma cópia dos seus documentos e leve junto na pasta.

Se você faz mais o estilo mochileiro ou nômade digital do que turista tradicional, saiba que também precisa ficar bem atento quanto à organização dos documentos. Para quem está recorrentemente na estrada, ter tudo em mãos é fundamental.

No vídeo abaixo, a mochileira Elisa Becker compartilha algumas dicas pontuais sobre como organizar uma pastinha e dispor seus principais documentos de identificação. Vale conferir as dicas da viajante, também, sobre organização de pertences para quem mora na estrada.

Check list de roteiro de viagem

Em viagens internacionais, especialmente, é muito importante revisar o seu roteiro e todas as reservas feitas em hotéis. O motivo é simples: na passagem pela imigração, você pode ser questionado sobre esses aspectos. Portanto, precisa saber explicar às autoridades por quais cidades vai circular e quando pretende deixar o país.

Check list de comprovantes

Este tópico tem tudo a ver com o anterior. Na passagem pela imigração, é interessante ter em mãos os comprovantes que evidenciem o seu roteiro. Nossa sugestão é que você imprima e guarde em uma pastinha, principalmente, os comprovantes de passagens e reserva de hotéis.

Também é interessante portar algum documento que mostre que você tem um emprego no Brasil. Essa dica é especialmente importante para quem viaja ao Reino Unido, cuja imigração costuma ser um pouco mais chatinha.

Importante: ao viajar para qualquer país, lembre-se de que não basta comprar uma passagem de ida. Você precisa saber informar e comprovar às autoridades exatamente quando pretende deixar o país. Caso contrário, provavelmente já será barrado na entrada.

Check list de dinheiro

Em uma viagem, ter algum dinheiro em mãos é sempre importante. Certifique-se, antes de viajar, de já comprar pelo menos alguma quantia na moeda local do país de destino.

Lembre-se, também, de que quando o assunto é grana é preciso ter cautela. Não guarde tudo no mesmo lugar. Uma dica é aderir à boa e velha pochete, certamente o local mais seguro para carregar dinheiro durante os passeios. Se o hotel que você estiver possuir um cofre, essa é outra boa opção para deixar parte das notas, caso não queira carregar tudo consigo.

Além do dinheiro de papel, uma opção que ganha cada vez mais adeptos é o cartão pré-pago de viagem. Vale a pena para não carregar muitas cédulas e não depender da cotação flutuante no cartão de crédito.

E se você for viajar para fora do país com cartão de crédito, lembre-se de que é preciso notificar o banco para fazer o desbloqueio durante o período da viagem. Outra sugestão é anotar no celular telefones de contato com seu banco, caso haja necessidade de bloquear o cartão diante de algum imprevisto.

Check list de malas

Check list de viagem
Listas ajudam você a não esquecer nada em casa. Foto: iStock, Getty Images

Arrumar malas é uma arte. Quando o assunto é organizar a bagagem, há diversos truques pontuais. Antes de mais nada, porém, nossa sugestão é que você confira o clima do lugar que irá visitar e dê uma checada na previsão do tempo, para então começar a definir o que precisa levar.

Esta dica é muito válida para as meninas, mas pode ser interessante para homens também: faça uma pequena lista no celular do que você vai usar em cada dia da viagem, para evitar que faltem peças ou que você leve itens em excesso. Para otimizar espaço e garantir que a mala fique mais leve, dê preferência a roupas fáceis de combinar.

Depois que você definir os “looks do dia”, as quantidades vão ficar muito mais claras: vou precisar de “x” calças, “y” blusas e “z” casacos, por exemplo. Na sequência, é só distribuir os itens na mala da forma mais organizada possível. Se você não tem muita habilidade com isso, vale conferir as dicas deste artigo “Descubra como dobrar roupas para viagem

Outro tópico beeeem importante: organizar itens como acessórios, remédios, cabos e carregadores. Nossa sugestão é que você guarde eles em necessaires específicas – e não deixe tudo solto. Ah! E, em viagens internacionais, há um elemento bem importante que as pessoas costumam esquecer: o adaptador universal. Compre antes mesmo de sair do país, caso contrário pode apostar que vai fazer falta.

Quando a mala estiver pronta, se possível, pese ela para ver se o limite não está ultrapassando o estipulado pela companhia aérea pela qual irá viajar – as taxas cobradas pelo excesso são altíssimas. Vale lembrar, ainda, que a partir do dia 14 de março de 2017 entrará em vigor uma nova medida que permitirá às empresas cobrarem pelo despacho da bagagem.

Se você quiser saber mais detalhes sobre a mudança, recomendamos este artigo do portal Melhores Destinos: “Fim da franquia de bagagem é aprovado: confira todas as mudanças para 2017”.

Organização, porém, não é o único tópico importante na hora de fazer a checagem da mala. Lembre-se que existem algumas restrições quanto à bagagem – especialmente a de mão. Em voos internacionais, por exemplo, você não pode embarcar portando objetos cortantes (inclusive itens de manicure) e só pode transportar líquidos em frascos com menos de 100 ml.

Ainda em relação à bagagem de mão, como você vai ter que carregar ela para todos os lados no aeroporto, prefira não levar muitos itens pesados. Dê preferência ao notebook ou câmera fotográfica, por exemplo, já que despachar esses eletrônicos frágeis na bagagem pode ser meio arriscado.

Por fim, uma última dica quanto às malas: antes de fechar a bagagem que você vai despachar, tire uma fotografia da parte interna com o celular. Isso é importante caso haja algum problema de extravio e você precise listar minuciosamente os itens que constam lá – principalmente se for necessário solicitar um reembolso.

Truques pontuais para o seu check list de viagem

Bem, agora você já está por dentro da parte mais básica e essencial que simplesmente não pode faltar quando o assunto é check list de viagem. Então, é hora de ir além e incrementar ainda mais os preparativos para a sua aventura. Para isso, reunimos três dicas essenciais:

Estude os hábitos e a cultura do país

Sair da rotina, vivenciar um choque cultural, ir além do seu mundinho…esses são alguns dos maiores presentes de viajar. Por isso, antes mesmo de fazer as malas, pesquise sobre o destino em questão, sua história, seus costumes.

Quem vai a Londres pela primeira vez, por exemplo, sofre um impacto cultural bem significativo. É importante conhecer alguns hábitos dos ingleses, até para ser cordial e não acabar pagando de mal educado. Neste artigo, “Descubra 7 costumes da Inglaterra que revelam a cultura do país”, falamos um pouquinho sobre eles.

Baixe mapas e aplicativos

Dominar o transporte público e se localizar em um país que não conhecemos nem sempre é tarefa das mais fáceis. Por isso, sugerimos que você baixe alguns aplicativos como o Here We Go e o Citymapper, que indicam rotas e opções de transporte para você chegar aos lugares que deseja. Através dele, você pode baixar os mapas da cidade quanto estiver conectado à internet e, posteriormente, usá-los mesmo sem conexão.

Outro aplicativo útil para ter no celular é o do próprio Google Tradutor, pois com ele fica muito mais fácil se comunicar em caso de aperto com o idioma. Neste artigo do Mapa do Mundo, “Descubra 7 aplicativos de viagem essenciais para sua trip”, listamos ainda outras sugestões de apps bacanas para os viajantes, seja para editar fotos ou encontrar redes Wi-Fi disponíveis nos aeroportos.

Anote o contato da embaixada e do consulado

Dica essencial: tenha no celular o contato (telefone e endereço) da embaixada e do consulado. É fundamental saber a quem recorrer em caso caso de perda ou roubo de um documento importante.

Bem, com todas essas dicas, seu check list de viagem agora está completo. Gostou do artigo? Tem mais alguma sugestão de organização a compartilhar com os viajantes? Deixe um comentário. 😊

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

3 comentários

  1. A Dica mais importante na minha opinião é sobre a cópia dos documentos, uma vez me ocorreu de perder os documentos e foi muito caótico para conseguir embarcar no voo de volta pra casa! Se você não quiser manter cópias você pode tirar fotos dos documentos e deixar salvo no celular. A tecnologia está ai pra ajudar a gente a não perder tempo. Antes de viajar eu pesquiso bastante sobre a cotação da moeda local e eu costumo usar a Online Câmbio como base para saber quanto está a cotação diária e fazer todas as transações online, sem precisar ficar correndo atrás disso pessoalmente. Ele também serve para remessas caso o dinheiro falte e você precise de uma ajuda extra. Fica a dica para os demais leitores. https://onlinecambio.com.br

  2. Ameeei as dicas, mas uma duvida, irei para Londres estudar inglês durante um mês, porém não estou trabalhando mais, e nas dicas disse que é importante levar um comprovante que eu trabalho. Vou ter problemas com isso na imigração ? Obrigada <3