Quem foi Winston Churchill, a voz da democracia contra Hitler

Quem foi Winston Churchill, a voz da democracia contra Hitler

Winston Churchill foi uma das mais importantes vozes da luta pela democracia na Segunda Guerra Mundial. Sir Winston Leonard Spencer-Churchill serviu duas vezes como Primeiro-ministro do Reino Unido, uma de 1940 a 1945 e outra de 1951 a 1955. Além de sua carreira política, ele também se aventurou pela arte e pela literatura. Foi o primeiro cidadão honorário dos Estados Unidos e o único ministro britânico a receber um Nobel de literatura.

Winston Churchill morreu aos 90 anos de idade, em 24 de janeiro de 1965. O velório teve uma das maiores participações populares entre todos os estadistas do mundo.

Winston Churchill e o alerta sobre Adolf Hitler

Durante os anos 1930, Winston Churchill foi um dos primeiros a alertar para os perigos da movimentação de Hitler pela Europa. Sua liderança foi fundamental para que o Reino Unido não se rendesse enquanto batalhava quase sozinho contra a Alemanha e sua estratégia foi primordial para a derrocada nazista. Partiu dele e de generais americanos o plano do Dia-D, da invasão da Normandia, uma das principais vitórias contra as forças do terceiro reich, em 6 de junho de 1944.

Big Ben e a estátua de Winston Churchill
Parlamento e a estátua de Winston Churchill em Londres. Foto: iStock, Getty Images

Discursos de Churchill

Churchill ficou famoso por seus discursos. No primeiro como primeiro-ministro, ele disse: “Não tenho nada a oferecer senão sangue, trabalho, lágrimas e suor”. Sua fala seguinte entrou para a história talvez com força ainda maior (por respeito ao belo texto, ele não será traduzido): …

we shall fight in France, we shall fight on the seas and oceans, we shall fight with growing confidence and growing strength in the air, we shall defend our island, whatever the cost may be, we shall fight on the beaches, we shall fight on the landing grounds, we shall fight in the fields and in the streets, we shall fight in the hills; we shall never surrender.

Vale a pena ouvir o discurso.

Winston Churchill: frases que venceram a Segunda Guerra

Winston Churchill e suas frases emblemáticas ecoam através dos anos. É isso que acontece quando um personagem marca a história da humanidade. Em uma guerra, palavras têm um poder imensurável e discursos ganham uma camada de dimensão ainda mais relevante.

Não seria exagero dizer que as frases geniais do então Primeiro-Ministro ajudaram os Aliados a triunfarem na Segunda Guerra Mundial. Sir Churchill era um exímio frasista, com discursos que misturavam ironia e sagacidade na medida exata. Isso nem sua oposição ferrenha poderia negar.

Churchill é O cara. Quer uma prova disso? Então desvende algumas de suas frases mais memoráveis, a seguir.

6 frases de Churchill na Segunda Guerra

Prepare-se para dar um pequeno passeio no tempo e sentir-se dentro da Inglaterra em plena Segunda Guerra, mergulhando nas rases de Sir Winston Churchill.

1 – A Batalha da França terminou. Está para começar a Batalha da Grã-Bretanha

Em meados de 1940, prevendo que seu país seria atacado.

2 – Isso não é o fim; não é nem o começo do fim; mas, talvez, seja o fim do começo

Após a vitória dos Aliados na África.

3 – Nunca tantos deveram tanto a tão poucos

Em 1940, durante a Batalha da Grã-Bretanha, quando a Força Aérea Real (Royal Air Force), com menos homens e aeronaves do que os inimigos, defendeu os ares de Londres e da Inglaterra contra os ataques nazistas da Luftwaffe (força aérea da Alemanha), comandada por Hermann Goering.

4 – Hitler sabe que terá de nos vencer nesta ilha ou perder a guerra

O discurso, também na Batalha da Grã-Bretanha, alusivo aos bravos combatentes da Royal Air Force, continua: “Se pudermos resistir a ele, toda a Europa poderá ser livre, e a vida no planeta poderá seguir adiante para horizontes abertos e ensolarados. Mas, se nós cairmos, então o mundo inteiro (…) vai afundar no abismo de uma nova Idade das Trevas, ainda mais sinistra e talvez mais prolongada pelo uso de uma ciência pervertida. Que nós nos unamos para cumprir nosso dever e, desta forma, nos elevemos de tal forma que, se o Império Britânico e sua comunidade britânica durarem mil anos, as pessoas ainda digam: ‘aquele foi seu melhor momento!’”.

5 – Se Hitler invadisse o inferno, eu faria uma referência favorável ao diabo

Em junho de 1941, em seu discurso na Câmara dos Comuns depois da invasão alemã à União Soviética.

6 – Sem vitória não há sobrevivência

É parte de um discurso proferido em 13 de maio de 1940, depois de tomar posse como Primeiro-Ministro: “Vocês perguntam: ‘Qual é a nossa meta?’ Posso responder numa única palavra: ‘Vitória!’ Vitória a todo custo, vitória apesar de todo o terror, vitória por mais longo e difícil que o caminho possa ser, pois sem vitória não há sobrevivência”.

Frases de Churchill imunes ao tempo

As frases mais geniais do Primeiro-Ministro não remontam apenas à Segunda Guerra. Confira outras frases célebres do maior político britânico da história – algumas proferidas em discursos, outras descritas em obras de sua autoria.

“Sucesso consiste em ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.”

“Coragem é o que é preciso para se levantar e falar; coragem é também o que é preciso para se sentar e ouvir.”

“O vício inerente ao capitalismo é a distribuição desigual de benesses; o do socialismo é a distribuição por igual das misérias.”

Política é quase tão excitante quanto a guerra, e quase tão perigosa. Na guerra você é morto uma vez, mas, em política, várias vezes”.

“Um fanático é uma pessoa que não pode mudar de opinião e que não muda de assunto.”

10 Downing Street

Churchill foi um dos residentes mais famosos da 10 Downing Street, casa e escritório do Primeiro-Ministro britânico.  Nesse período, ele dormia em um bunker anexo à residência, a fim de se proteger das bombas nazistas. Saiba mais.

Bunker de guerra de Winston Churchill

Churchill War Rooms. Fotos: Mapa de Londres
Churchill War Rooms. Fotos: Mapa de Londres

O Churchill War Rooms é um museu que conta a história do gabinete de guerra comandado pelo primeiro-ministro Winston Churchill durante a Segunda Guerra Mundial. O governo britânico temia que os alemães bombardeassem Londres nos primeiros anos da década de 1940 (o que de fato aconteceu). Por isso, construiu, no subsolo, um abrigo antibomba, que serviu de quartel general da equipe de guerra do ministro.

Leia também

Mais personagens de Londres

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

11 comentários

  1. […] O tour pelo Parlamento é um passeio pela história do palácio e por tudo o que ele significou ao longo das décadas e dos séculos para o povo britânico. Você vai entender como o parlamento funciona, como ocorre a divisão das Câmaras, qual é a diferença entre os Lordes e os Comuns, como são tomadas as decisões, como são feitos os votos, por onde a Rainha entra no discurso inaugural e ainda vai vislumbrar estátuas de primeiros-ministros como Margaret Thatcher e Winston Churchill. […]