Tour a pé: Londres mal-assombrada

4
95
Compre agora!
O que sobrou de igreja bombardeada

Séculos atrás, um passeio pela London Bridge no dia 31 de outubro podia render  muitos sustos. Por toda a sua extensão, cabeças de assassinos, ladrões e traidores decapitados na Torre de Londres perfilavam-se ao longo da ponte, como um aviso a qualquer um que tivesse uma nesga de intenção contrária à lei vigente e ao Rei. No século 21, não ocorrem mais execuções públicas na capital britânica, ao menos as imputadas pelo governo. Hoje o visitante que quer experimentar e explorar aquela sensação única e viciante do medo precisa recorrer a outros artifícios, muitos deles localizados bem perto da London Bridge, como a London Bridge Experience e a London Dungeon. Mas o passeio mais interessante, na minha opinião, é um tour a pé chamado Haunted London (Londres Mal-Assombrada), da companhia London Walks.

London Walks

Antes de falar sobre esse tour específico, é melhor entender como funcionam os tours a pé da London Walks. Um guia especializado no assunto (e são diversos os temas das walks) espera os interessados do lado de fora de uma estação de metrô. Então, na hora combinada, a caminhada começa, obedecendo ao roteiro estabelecido pelo guia, que conduz a caminhada com histórias, relatos e informações relacionadas ao trajeto, às ruas e aos locais visitados. Se interessou? Saiba mais sobre a London Walks.

O guia em uma noite inspirada

Haunted London

Estação: Monument, saída da Fish Street Hill
Quando: Domingo, às 19h30
Preço: 9 libras, pagas diretamento ao guia no início do tour

A Haunted London Walk ocorre diariamente. O horário acima refere-se ao guiado por Shaughan, um ator inglês que confere uma teatralidade absolutamente essencial ao passeio. Para ver outros horários, visite o site do Walk

Onde há morte…

O passeio começa no Monument, um indício claro do que está por vir. Todo mundo sabe que Monument é um monumento que relembra o Grande Incêndio de 1666, principiado na padaria de Pudding Lane. É o ponto de partida para as primeiras histórias de morte contadas pelo guia.

Ouvindo os relatos, você vai perceber que, onde há morte, há assombração. E Londres tem 2 mil anos de mortes. Um ano antes do Grande Incêndio, a população foi devastada pela Grande Praga. Esses dois anos terríveis provocaram uma situação bastante desconfortável: não havia mais espaço para os corpos nos cemitérios. Cavaram-se então valas gigantes, as quais seriam descobertas séculos depois nas escavações empreendidas para o metrô da cidade, o primeiro underground do mundo. O planejamento de estações como Bank teve de ser reformulado, pois os túneis esbarravam em ossadas abissais. Todos esses fatos são contados e circundados por dezenas de casos de fantasmas, sustos e pavor.

Prisma peculiar

O ideal é que a caminhada seja realizada no escuro. Quando participei, às 19h30 de algum domingo de junho, ainda estava bastante claro. Como o horário não se altera, talvez seja mais interessante participar da walk no inverno, a fim de acentuar o clima soturno da exploração. Mesmo sem sustos, o passeio revela um lado terrível da cidade. No mínimo, acaba-se aprendendo sobre a história do lugar por um prisma bastante peculiar, além de se coletar histórias escabrosas para compartilhar na volta para casa.

Assista ao trailer da caminhada

Texto e fotos: Gustavo Heldt, Mapa de Londres

Leia também

Jack The Ripper Walk

London Bridge Experience x London Dungeon

Mais sustos em Londres

Compre agora!

4 COMENTÁRIOS

    • Marta, tudo bem? É uma boa pergunta. Eu gostei muito das duas. Já ouvi comentários, de pessoas que não tinham tanto interesse pelo tema, que a caminhada sobre Jack, o Estripador foi um pouco maçante. Especialmente se ela não for conduzida pelo guia Donald Rumbelow, como sugere o post. Já a Ghost Walk serve muito bem para quem se interessa pela história de Londres, pois conta alguns capítulos bem trágicos, com contextualização e bom humor. Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here