Como é morar em Londres?

Como é morar em Londres?

1

Quer saber como é morar em Londres? Muita gente tem o sonho de viver na cidade, mas esquece que a realidade do dia a dia é bem diferente daquela dos cartões-postais e dos pontos turísticos.

Por isso, neste post, reunimos diferentes opiniões de quem mora em Londres e sabe que a rotina na capital britânica nem sempre é tão tranquila quanto um passeio no Regent’s Park, nem sempre é tão agradável quanto a de quem viaja a turismo e nem sempre tão limpa quanto a da zona 1.

Regent’s Park é um refúgio para a rotina agitada de Londres. Foto: Mapa de Londres

5 ideias falsas sobre morar em Londres

Para quem acha que morar em Londres é um conto de fadas, calma lá. A experiência de viver na cidade pode ser ótima, mas ela não corresponde sempre ao que você vê nos filmes. Mesmo quem a visita por alguns dias não tem uma impressão completa e definitiva sobre a vivência do dia a dia. A seguir, veja algumas concepções falsas sobre a realidade da capital britânica:

  1. Qualquer lugar é limpo e organizado como a zona 1 e 2: falso. Essas duas zonas correspondem às mais centrais e, por isso, ganham maior atenção em zeladoria pública.
  2. Londres é nublada e chuvosa o tempo todo: falso. O tempo em Londres é melhor do que você imagina, e chove menos na capital britânica do que em Roma, por exemplo.
  3. Londres é 100% segura: falso. A cidade é muito mais segura do que qualquer lugar do Brasil, mas não deixa de ser uma metrópole gigantesca e, como tal, um campo fértil para crimes. Mesmo assim, os roubos e assassinatos são, normalmente, cometidos com armas brancas, como facas. Até a polícia de Londres, a Metropolitan Police, dispara armas de fogo pouquíssimas vezes no ano.
  4. Londres é caótica e agitada como São Paulo: falso. O ritmo em Londres é muito mais frenético do que o de São Paulo (você vai entender ao entrar em uma estação de metrô pela primeira vez), mas a cidade é amparada por dezenas de parques, praças e espaços públicos que oferecem ambientes de tranquilidade para o morador.
  5. O metrô resolve tudo e o trânsito de Londres sempre flui bem: falso. O metrô ajuda, mas o sistema de transporte público não é perfeito. Muitas vezes, há greves gerais e, quando isso acontece, a cidade vira um caos. No dia a dia, os horários de pico são extremamente busy tanto em ônibus quanto em metrô. Tão busy, que é comum você não conseguir pegar o primeiro bus ou trem, dependendo do horário.
Transporte público de Londres não é perfeito. Foto: Mapa de Londres

A opinião de quem mora em Londres

Para saber melhor como é a vida na maior cidade do Reino Unido, vamos  o que os próprios londrinos têm a dizer. Ou melhor, vamos “escutar” o que os londrinos têm a dizer. Os relatos e impressões reunidos aqui são de brasileiros e portugueses vivendo em Londres.

Hábitos e valores percebidos ao morar em Londres – Vladimir Koscina

O primeiro blogger que vai nos ajudar é Vladimir Koscina, dono do blog viverlondres. O blog conta como é a vida e curiosidades do dia a dia na cidade de Londres. Dentre várias postagens interessantes como Músicos brasileiros em Londres, Melhores Bairros em londres e Como os brasileiros são tratados na Inglaterra, dois nos chamaram a atenção por resumir a opinião do blogger em relação ao lado bom e ruim da vida londrina.

Muito mais do que a riqueza econômica e cultural, Koscina ressalta principalmente uma série de hábitos e valores que fazem parte da vida londrina

Segundo o viverlondres, a cidade tem como valores e costumes especiais os seguintes pontos positivos:

  • Visão diferente em relação ao uso de automóveis: Com um ótimo transporte público e segurança urbana, o carro tem um lugar social totalmente diferente. De maneira geral, os londrinos  valorizam as atividades e o trabalho que as pessoas fazem mais do que as posses materiais, como carros ou equipamentos eletrônicos na última moda
  • Privacidade de verdade: Segundo o blog, os hábitos de comentar e reparar nos hábitos, roupas ou atitudes do vizinho ou qualquer pessoa não é compartilhado pelos moradores da cidade. Há um respeito maior pela vida privada alheia
  • Diversidade esportiva: Apesar de Londres ser a casa de grandes times da Premier League, os moradores e os ingleses em geral apreciam esportes variados e não tem o mesmo foco exagerado no futebol
  • Compromisso: Muito além da pontualidade britânica, o autor considera o compromisso rigoroso dos britânicos com as regras uma vantagem em relação a flexibilidade exacerbada. Apesar de confessar que às vezes gostaria que não fosse tão rigoroso, ele ainda prefere o cumprimento rígido das regras, pois segundo ele é isso que faz tudo funcionar bem.

Interessante notar que esses são pontos ligados à costumes e valores, que para esse blog são os verdadeiros motivos que o levaram a morar na capital Inglesa. Um diferencial em relação a muitas pessoas que têm no fator econômico e cultural as razões para viver em outro lugar.

A maioria dos textos de Vladimir sobre Londres são positivos, eventualmente é citado o frio, o trânsito às vezes lento e o custo de vida na cidade como pontos negativos. Mas conforme o blog mesmo mostra, fazendo a análise com outras capitais de características semelhantes Londres ainda se sai bem.

Impressões de uma brasileira morando na Inglaterra – Luíza Ferrari

Apesar de o subtítulo falar do país como um todo, a mineira Luiza Ferrari, do blog londonso (de London, Sô!), mora em Londres e se dedica a falar principalmente sobre sua vida na cidade.

Neste blog encontramos um relato que é ao mesmo tempo o mais enxuto e o mais completo sobre como é a vida na capital. Com 60 frases curtas sobre os mais diversos aspectos, tanto positivos e negativos, a vida na cidade foi resumida por Luiza de forma bem objetiva.

A ressalva é que a própria autora notificou no post que algumas das impressões podem ter mudado devido ao tempo de moradia e vida na cidade. O que é natural acontecer, independente da cidade em que vivemos não é mesmo?

Pontos positivos

Os principais destaques positivos da vida londrina, segundo o londoso  são relacionados à vida urbana:

  • Transporte pontual, variado (ônibus, metrô, táxi, bicicleta) e seguro
  • Diferença social e salarial pequena entre os cidadãos
  • Segurança para transitar nas ruas
  • Museus e passeios gratuitos
  • Ótimos parques urbanos para fugir do concreto
  • Londrinos são educados e demonstram compreensão com os estrangeiros
  • O custo alto de londres é um mito e a maioria dos produtos são proporcionalmente mais baratos
  • Cidade tem culturas de todo o mundo.

Pontos negativos

Alguns aspectos não tão convidativos também são mostrados pela dona do blog de forma clara e direta:

  • Café da manhã típico pode ser muito calórico (ovos,bacon, salsichas)
  • Segundo a autora, os ônibus sempre estão relativamente cheios
  • Para quem pega ônibus, se você chega um segundo depois de o motorista fechar a porta, você perdeu o ônibus Um lado “ruim” do rigor britânico com as regras
  • Tempo frequentemente cinzento e com garoa.

Tal como os outros blogs que pesquisamos. As opiniões são majoritariamente positivas. Desde já te avisamos que muitas pessoas apresentam análises diferentes sobre o custo de vida em Londres. Realmente custo de vida é uma coisa que varia muito dentro de qualquer grande cidade, e Londres não seria diferente. Recomendamos que você continue a leitura e veja as outras opiniões sobre esse tema.

Lembre-se de ler o post com 60 impressões objetivas de Luiza sobre Londres.

Menor desigualdade social em Londres – Fabiana Bertotti

Fabiana Bertotti foi para Londres depois de várias visitas anteriores com objetivo de aprender a falar inglês fluente. Entender o contexto e aprender a cultura britânica foram outros motivos que a levaram para lá. 

A própria Fabiana destaca que todos os lugares tem lugares positivos e negativos, isso vindo de uma pessoa que visitou todos os estados do Brasil e vários nos outros países. Apesar de fazer essa ressalva no início de sua apresentação sobre como é morar em Londres, ela basicamente fala sobre coisas positivas.

  • O estilo e a mentalidade dos londrinos em relação a não se preocupar com os outros. Segundo ela relata, a sua aparência ou suas escolhas de roupas e estilo não influencia em nada o modo como as pessoas olham para você na rua. Algo que já vimos nas opiniões anteriores também
  • A menor desigualdade social é outro aspecto que ela relata como positivo. O fato de existir um sistema de proteção social e que valoriza a vida é algo que  a faz ficar mais feliz
  • O valor ao trabalho também é muito destacado por Fabiana. Segundo ela, as pessoas que trabalham com limpeza ou outros trabalhos manuais são estudantes, jovens e trabalhadores ingleses ou imigrantes que veem aquele trabalho de forma natural e equivalente.

Junto a esses pontos, novamente a segurança pública também é indicado como um fator positivo. Uma questão nova em relação aos bloggers anteriores é a pequena pressão social pelo consumo. Os Ingleses, inclusive na rica capital Londres, apesar de ser um centro financeiro e de compras, não convivem com a mesma pressão social por estar sempre consumindo e ter os produtos da última moda. O que de acordo com Fabiana foi uma das coisas que mais a agradaram

Outros bons textos sobre passeios e turismo em Londres podem ser encontradas na página oficial da Fabiana. Veja aqui.

Até agora parece tudo muito bom né? Mas na próxima seção vamos conhecer uma pessoa que apontou alguns pontos negativos de verdade.

Londres por uma portuguesa – Kate Guimarães

A portuguesa Kate guimarães é arquiteta e mora em Londres há dois anos. Em uma ótima entrevista para o site almadeviajantes ela compartilhou as suas impressões sobre como é morar na cidade.

Interessante observar que por ser uma cidadã europeia, muitas das coisas que fascinam os brasileiros que querem ir para Londres, como segurança e qualidade de vida, não são tão decisivos para ela. Esse fator fez com que escolhêssemos a opinião dela para apresentar um certo contraponto, uma visão diferente.

A palavra chave para entender a capital inglesa, segunda a arquiteta, é Cosmopolitismo. Londres é uma cidade cosmopolita, onde vários povos e culturas se encontram. Mais do que os aspectos econômicos e de bem-estar de vida, esse é um ponto de destaque para Kate. Até aqui, nada que os brasileiros também não considerem positivo.

Uma questão diferente levantada por ela é o equilíbrio que a cidade possui entre os prédios e infraestruturas de concreto e as áreas verdes. Todo bairro possui uma área verde ou um parque comunitário, o que proporciona um ótimo equilíbrio e lugares tranquilos bem em meio ao dia a dia frenético da capital.

Ao mesmo tempo, esse é também um dos pontos negativos que Kate relata. Com muitos parques e áreas verdes dentro da cidade, as distâncias entre os lugares também ficam maiores. É comum ter que gastar 40 a 50 minutos para ir trabalhar, por exemplo,mesmo com transporte funcional e de qualidade.

Outro aspecto original colocado por Kate é a idade ideal para se morar em Londres. Para ela, trata-se de uma cidade para as pessoas construírem a sua vida, estudarem e trabalharem até conquistarem seus sonhos. Mas no longo prazo ela acredita que cidades menores e mais calmas são melhores do que Londres para se viver.  Novamente, a mesma moeda tem um lado positivo e negativo.

Uma coisa muito falada sobre Londres é a chuva e garoa constantes na cidade. Na opinião da portuguesa, de fato o tempo é mais chuvoso, mas não é nada que seja desesperador. Ela mesma conta que não gosta de chuva, mas que em Londres o tempo não chega atrapalhar em nada e até ajuda a fazer as pessoas aproveitarem todos os raios de sol que tiverem.

Segundo ela, em sua terra natal nem sempre as pessoas aproveitam os dias ensolarados, algo que em Londres não acontece.

A vida corrida e o ritmo acelerado dos londrinos são fatores importantes que os brasileiros nem sempre avaliam. Apesar de ser algo comum a todas as grandes capitais, como a entrevistada galega relata, não deixa de ser um ponto negativo.

Conheça o relato completo aqui.

Entrevista com uma brasileira morando em londres – Arianne

Para fechar, vamos apresentar a visão da Arianne sobre como é morar na maior cidade britânica. Mineira e formada em duas engenharias, em um bate papo com o canal aosviajantes, Arianne contou sua experiência e trouxe um enfoque legal à questão sobre como é trabalhar em Londres.

Arianne foi a Londres devido a uma oportunidade de emprego de seu marido, e como tal, o trabalho acabou sendo um fator decisivo de sua vida por lá. E aqui, ao contrário dos outros relatos que já te mostramos, vamos começar por um ponto negativo da vida de Londres.

Pontos negativos

Após se mudar para Inglaterra, com dois diplomas brasileiros de engenharia em mãos, Arianne partiu para a busca de um emprego local. Segundo ela é uma tarefa difícil. O mercado local é fechado e demorou bastante para conseguir um emprego.

Mesmo tendo uma cidadania italiana, o que facilita os processo burocráticos pelo fato de o Reino Unido ser parte da União Europeia (na época que Arianne teve essa conversa o Brexit ainda não tinha acontecido), o processo ainda foi complicado.

Outro ponto negativo que ela coloca é o padrão de apartamentos. Em geral, com pouco ou nenhum espaço para geladeiras grandes, fornos e armários. As moradias têm um padrão muito diferente do que o que estamos acostumados no Brasil.

Pontos positivos

É claro que os pontos positivos também estariam presentes. Após conseguir se estabelecer e passar a viver o dia a dia londrino, Arianne lista as coisas boas da cidade:

  • Saúde pública de alta qualidade e que funciona
  • Segurança urbana
  • Transporte público excelente, especialmente o metrô
  • Cidade com muitos parques bem cuidados e áreas verdes
  • Muitas culturas diferentes juntas na mesma cidade.

Um ponto positivo listado que até agora não encontramos nos outros londrinos que pesquisamos é a existência de 5 aeroportos na cidade. Segundo Ari, para quem gosta de viajar isso é muito bom e é com certeza um fator positivo da vida em Londres.

Menções honrosas

Antes de fecharmos, vamos deixar ainda algumas indicações de outros bloggers e ótimos canais no youtube que também mostram como é a vida em Londres:

  • Canal Londres na Lata: Esse canal do youtube é inteiramente dedicado a apresentar as várias facetas da capital inglesa. O vídeo do link é sobre o custo de vida na cidade
  • Debs Menezes: Esse é outro canal de uma brasileira que vive na cidade. O link do vídeo é um geral sobre como é a vida, emprego e saúde
  • ThaisemLondres: Blog da cearense Thaís Lima sobre a vida em Londres. Moradora da cidade desde 2005, o blog já tem vários textos sobre os mais diversos assuntos londrinos
  • Tugaemlondres: Mais uma portuguesa que mora em Londres e também pode dar um olhar diferente dos brasileiros.

E para quem quer curtir fotos diárias da vida londrina sob prismas belos e curiosos, vale seguir a jornalista Monica O’may no Instagram.

O que achou das opiniões e relatos? Está com vontade de viver em Londres? Essa é uma decisão difícil e deve ser muito bem pensada! Deixe seu comentário.

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

ARTIGOS PARECIDOS

5

Deixe seu comentário

1 comentário