Sugestões de destinos para intercâmbio na Europa

0
183
Compre agora!

Quer fazer um intercâmbio na Europa e está em dúvida de qual país escolher?

O Velho Continente é um dos caminhos mais interessantes para quem quer estudar no exterior, tanto para dominar uma língua estrangeira quanto para cursar mestrado, doutorado ou especialização.

Em um intercâmbio na Europa, o aluno tem contato com uma cultura riquíssima e colegas de todas as partes do mundo.

Há destinos para todos os gostos e línguas, de Inglaterra e França, tradicionais, a opções menos comuns, como Hungria e Polônia, no Leste Europeu.

Em alguns desses países, é possível trabalhar durante o período de estudos, enquanto em outros a possibilidade de emprego legal não existe ou fica bem limitada.

Londres
Londres é um dos destinos mais procurados por estudantes. Foto: iStock, Getty Images

Por que fazer intercâmbio na Europa?

Ainda não está 100% convicto de que a Europa é o melhor destino para o seu intercâmbio?

Realmente, com tantos destinos incríveis para estudar no exterior, é preciso ir a fundo nos detalhes para ter certeza de que você vai fazer a melhor escolha, considerando os seus objetivos pessoais e profissionais.

Mas, nós precisamos reforçar: o Velho Continente é, verdadeiramente, um dos lugares mais maravilhosos do mundo. Não somente para estudar, mas também para experimentar um verdadeiro choque cultural que vai transformar você para sempre.

Confira, abaixo, três razões pelas quais vale a pena escolher a Europa como destino do seu intercâmbio:

1. Paisagens, história e cultura

A Europa é berço das mais incríveis histórias da humanidade. Estamos falando do continente onde nasceu a ciência, a música clássica, o rock’n’roll, a monarquia, o cristianismo e tantas outras religiões.

Morar e fazer intercâmbio na Europa é quase como entrar dentro de um livro de história. Já imaginou sentir, na pele, o gostinho de habitar cidades que são ultramodernas, mas com raízes seculares?

Sem falar que a Europa é abençoada por cenários espetaculares, de lagos a montanhas, que não à toa servem de pano de fundo para nossas séries e filmes favoritos.

Feche os olhos e imagine, entre uma aula e outra do seu intercâmbio, poder visitar um museu, um castelo ou até uma praia vulcânica. São prazeres que só o continente europeu proporciona.

2. Clima diversificado

Não importa se você é mais chegado no frio ou no calor. Na Europa, é possível experimentar um pouquinho de cada! Mas é claro que, para os brasileiros, a parte mais bacana é curtir o inverno rigoroso que não temos por aqui, com direito à neve nos meses que permeiam o Natal e o Ano Novo.

Quem fica por um ano inteiro na Europa ainda tem a possibilidade de curtir as estações de verão, na metade do ano, que também são uma delícia! Nos meses de julho e agosto, principalmente, os belíssimos parques se enchem de flores, as pessoas vão às ruas e ocorrem inúmeros festivais de música nos quatro cantos do continente.

A vibe é simplesmente incomparável. Você não sente algo igual em nenhum outro lugar do planeta.

3. Mobilidade fácil e rápida

Por fim, outro aspecto extremamente atraente da Europa é que o sistema de transporte é completamente eficaz: tanto entre um país e outro, quanto dentro das próprias cidades. Nas principais capitais europeias, qualquer pessoa pode facilmente se locomover com segurança e tranquilidade de metrô, trem ou ônibus.

Além disso, quem faz intercâmbio na Europa pode aproveitar para conhecer múltiplos países. Principalmente porque o trajeto de um a outro é uma barbada! Você pode percorrer o continente de trem (com direito a belíssimas paisagens) ou através de voos super baratos com companhias low cost.

Em resumo: quando você faz um intercâmbio no Velho Continente, fica muito mais fácil conhecer a cultura não só de um, mas de vários países.

Tipos de intercâmbio na Europa

Você já refletiu sobre qual tipo de intercâmbio na Europa gostaria de fazer? A verdade é que há diversas alternativas de cursos à disposição, seja para aperfeiçoar um idioma estrangeiro, completar a formação superior ou até buscar uma qualificação acadêmica mais competitiva para conquistar as melhores oportunidades no mercado de trabalho.   

Em todos os cenários, isto é fato: com um certificado ou diploma internacional, você certamente ganhará pontos extras no currículo – e voltará transformado, com inúmeras experiências incríveis acumuladas na bagagem.

Ok, mas quais são, então, os principais tipos de intercâmbio na Europa?

Veja, abaixo, nossa seleção:

1. Intercâmbio de Línguas

Esta costuma ser a primeira opção de quem começa a buscar alternativas para estudar no exterior. O intercâmbio de línguas, muito comum na Europa, possibilita ao estudante vivenciar o idioma em aulas práticas, dialogando com outros colegas do mundo inteiro! A dinâmica das aulas contempla desde a parte da gramática, até a expressão oral.

No Brasil, não é tão comum vermos escolas focadas em ensinar nosso idioma, mas nas grandes cidades europeias é bem fácil encontrar diversos centros de ensino à disposição – ainda mais em cidades como Londres, Itália, França, Alemanha e Espanha.

Além disso, há programas de formação mais rápidos e intensivos (4 semanas) e outros mais longos (de até um ano). Vale ressaltar que não existe limite de idade para fazer um curso de línguas.

Muitos adolescentes, de 14 a 18 anos, optam pelo intercâmbio de idiomas para ter sua primeira experiência de estudo no exterior. Mas as escolas recebem pessoas de todas as idades!

2. Intercâmbio de Graduação

Na Europa, o intercâmbio de graduação é uma alternativa interessante para estudantes que almejam uma formação de excelência pautada por uma visão global.

Já imaginou cursar toda a faculdade em um ambiente que recebe alunos do mundo inteiro, em um continente que é simplesmente o berço da cultura ocidental?

Você não precisa ter nenhuma dúvida de que fazer um intercâmbio de graduação no exterior será uma escolha certeira não só para a sua carreira, mas também uma experiência de vida sem comparação.

Na Europa, há universidades de ponta que oferecem cursos com grade curricular focada nas mais diferentes áreas de atuação, por exemplo:

  • Negócios
  • Moda
  • Turismo
  • Design
  • Saúde.

Apenas para citar algumas! Sabemos que um intercâmbio de graduação na Europa contempla um investimento mais expressivo.

Mas a boa notícia é que, por intermédio de agências que já possuem parceria consolidada com diversas instituições de ensino no exterior, como Global Active Study, você pode conseguir descontos significativos e excelentes condições de parcelamento no valor do curso.

3. Intercâmbio de Pós-Graduação

Se o seu foco é 100% o mercado de trabalho e você está em dúvida sobre qual intercâmbio escolher, uma excelente alternativa é o intercâmbio de Pós-Graduação.

Um mestrado na Europa, por exemplo, leva o seu currículo a um novo patamar.

Trata-se de uma modalidade perfeita caso você queira passar um período na Europa para realmente mergulhar na sua área de atuação.

É claro que alternativas de cursos de Pós-Graduação fantásticas não faltam no Velho Continente. Você pode encontrar desde grades curriculares com um formato mais intensivo, até programas de mestrado com duração de dois anos ou mais.

Vale lembrar que a Europa abriga alguns dos centros financeiros e tecnológicos mais importantes do mundo!

Já imaginou cursar sua Pós em uma cidade como cosmopolita e efervescente como Londres, Paris ou Roma?

Tanto para quem atua na área de negócios, quanto para profissionais do design, da moda ou da comunicação, aprimorar o currículo na Europa é garantia de um enorme diferencial competitivo. E de uma experiência inesquecível, claro.

Se você se interessa por algumas das áreas mencionadas, vale a pena consultar as parcerias que a Global Active Study possui com os mais importantes centros de referência em Pós-Graduação na Europa.  

4. Intercâmbio de Cursos Técnicos

Por fim, o último tipo de intercâmbio na Europa é um dos mais interessantes: o de cursos técnicos ou short courses. 

Se você morre de vontade de curtir o clima europeu e se aperfeiçoar no domínio de alguma habilidade específica referente à sua área de atuação, essa pode ser a solução!

Os Cursos Técnicos representam uma alternativa interessante, especialmente, para os profissionais que querem passar um período mais curto fora do Brasil, ou que ainda não têm a possibilidade de investir em um programa completo de Pós-Graduação.

No contexto citado, a formação técnica simboliza uma opção que pode ser encaixada mais facilmente no orçamento.

Ah! E vale salientar: um Curso Técnico na Europa não perde para uma Pós em qualidade, viu?

Destinos para o seu intercâmbio na Europa

Confira a seguir algumas ideias para o seu período de estudos na Europa e dicas sobre os destinos:

Inglaterra

Aprender inglês em Londres
Londres é um dos principais destinos de intercâmbio na Europa. Foto: iStock, Getty Images

A Inglaterra é a primeira da lista para o intercâmbio na Europa. E não é por acaso. Para começar, é o berço da língua inglesa, o que a torna um dos melhores destinos para brasileiros em busca de aperfeiçoamento no idioma mais importante do planeta.

Até pouco tempo atrás, a terra da Rainha era conhecida pelos intercambistas como um destino para estudar e aprender inglês mais do que para fazer graduação, mestrado e doutorado.

Mas além dos vários cursos e possibilidades para estudar a língua nativa do país, as universidades inglesas, como Oxford e Cambridge, estão entre as melhores do mundo.

Os ingleses estão entre os que mais produzem ciência em todo o mundo. A qualidade das universidades, a diversidade de cursos e as várias bolsas oferecidas tanto pelas faculdades locais como organizações e governos têm atraído cada vez mais brasileiros.

Além de todas as facilidades, as maiores cidades inglesas, principalmente Londres e Manchester, são metrópoles globais e cosmopolitas. São cidades que abrigam culturas e povos diversos, o que as tornam receptivas aos estrangeiros, até mesmo nos tempos atuais em que o povo inglês anda meio dividido.

Então, se você considera a possibilidade de um intercâmbio na Inglaterra, imagine como seria sua vida de estudante na capital britânica.

Londres tem muito a oferecer:

  • Um dos melhores transportes públicos do mundo
  • Acesso a gratuito a alguns dos melhores e maiores museus do planeta
  • Entrada grátis em exposições e galerias com o melhor das artes
  • Professores nativos e imersão total na língua inglesa
  • Vida noturna ilimitada
  • História por todos os cantos.

cta - Estudar em Londres

Irlanda

Dublin - Cidades da Europa
Dublin é uma pequena Londres cheia de história e atitude. Foto: iStock, Getty Images

Na mesma linha da Inglaterra, a Irlanda é um destino muito requisitado. Um fator adicional em relação a Inglaterra e com certeza um dos mais importantes é o preço.

A Irlanda é mais barata do que o Reino Unido, e ao mesmo tempo oferece uma grande experiência para os intercambistas.

Além de oferecer a oportunidade para estudo do inglês, os irlandeses também possuem boas universidades e é um país extremamente seguro. A moradia em especial é muito mais conveniente por lá do que na maioria dos outros países mais desenvolvidos da Europa.

Na Irlanda, todo estudante pode trabalhar 20 horas por semana, para bancar sua vida por lá.

Portugal

Vista da Ponte D. Luís e do Rio Douro é apaixonante. Foto: iStock, Getty Images

Portugal também não tem como ficar fora da lista. Na terra de Cristiano Ronaldo, os brasileiros são a maior população estrangeira residente no país. O principal local de origem dos intercambistas em portugal também é o Brasil.

A grande facilidade, como você deve estar adivinhando, é a língua e a proximidade cultural.

Brasil e Portugal possuem uma ótima relação diplomática, são bons parceiros comerciais e possuem vários programas para intercâmbio estudantil e de pesquisa.

Os órgãos de fomento brasileiros como CNPq e Capes possuem bolsas para portugal, que já foi inclusive o mais procurado do famoso programa Ciências Sem Fronteiras. Algumas universidades têm acordos para usar o Enem como processo seletivo para alunos brasileiros.

As universidades de Lisboa, do Porto e de Coimbra são as mais procuradas pelos brasileiros, e também as melhores de Portugal. De quebra, é um país lindo e surpreendentemente barato de se viver para os padrões europeus.

Espanha

Castelo de Coca - Castelos medievais na Europa
Espanha é uma terra cheia de contrastes e cultura. Foto: iStock, Getty Images

Tal como Portugal, a Espanha também é beneficiada pela proximidade linguística e cultural com o Brasil. Também foi um dos países que mais recebeu intercambistas do Ciências Sem Fronteiras.

Algumas de suas cidades, principalmente Barcelona e Madri, são apontadas como as melhores do mundo para se viver e estudar. São procuradas não só por brasileiros mas também por estudantes de todo o mundo.

A possibilidade de ficar fluente no espanhol (ou quase) também é muito atrativa. Além de tudo, a Espanha tem fama de ser um país de clima mais quente e de ter um povo também mais caloroso do que os vizinhos do centro-norte europeu. Ah, Sim! As universidades também são de ponta e há vários programas para estudar epanhol e a cultura local.

Alemanha

Brandemburgo
Berlim é um dos ótimo destino para o intercâmbio na Europa. Foto: iStock, Getty Images

A Alemanha não apresenta a mesma proximidade linguística e cultural que os países anteriores. No entanto, trata-se de um dos países mais desenvolvidos da Europa, a maior economia e a maior indústria do continente.

Se por um lado a paixão pela língua alemã não é tão grande entre os brasileiros, há uma grande procura por oportunidades de trabalho, estágio e intercâmbio estudantil no país. As regiões do sul do Brasil originárias de colônias alemãs são tradicionais fontes de intercambistas brasileiros. Mas universidades de todo o país também possuem parcerias com os alemães.

Muitas empresas de origem germânica estão instaladas no Brasil e a possibilidade de trabalhar em uma delas também é um fator de atração para os brasileiros. Certamente é um país a ser estudado na hora de decidir onde fazer intercâmbio. A Alemanha possui a DAAD, maio organização financiadora de bolsas de todo o mundo. Confira aqui alguma das oportunidades.

França

Paris - Londres
É difícil não se apaixonar pelo charme de Paris e da França04. Foto: iStock, Getty Images

A França guarda semelhanças com a Alemanha como destino para o intercâmbio na Europa.

Um país de ponta na Europa, ótimas universidades e bons programas de bolsa e de intercâmbio. Também oferece boas oportunidades de estágio internacional e várias indústrias e empresas francesas possuem ótima relação com o Brasil.

Além de tudo isso, a França conta a seu favor o seu apego como destino turístico. Paris é uma das cidades mais requisitadas do mundo para se estudar e trabalhar. A possibilidade de viver numa das cidades mais belas do mundo certamente é um fator de atração para os intercambistas brasileiros.

No entanto, é importante ficar atento aos preços. O custo de vida na França, especialmente em Paris, é alto e pode ser um empecilho dependendo da sua disposição financeira.

Intercâmbio no Leste da Europa

Por fim, é legal ressaltarmos também a crescente onda de procura por países do leste europeu. Destinos como Hungria, República Checa e Polônia são cada vez mais procurados por brasileiros. E existem muito boas razões para isso.

O leste europeu possui custo de vida muito mais em conta do que países como França e Alemanha. O custo com moradia principalmente é muito mais palatável, e por ser um dos principais preços num intercâmbio, é um fator que conta muito a favor.

Além disso, são países seguros, com culturas locais menos propagandeadas e bem diferentes. A possibilidade de conhecer um lugar distinto dos destinos tradicionais também tem feito a cabeça de muitos brasileiros.

E você, em qual país pretende fazer seu intercâmbio na Europa? Deixe um comentário.

Compre agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here