Descubra como era a Inglaterra Vitoriana

0
483
Descubra!

A Inglaterra Vitoriana a maior potência industrial e militar do mundo. Você provavelmente se recorda disso de suas aulas de história. O país tinha uma Rainha cuja personalidade e valores acabariam por dar nome a toda uma era. Período Vitoriano ou Era Vitoriana são termos que se referem ao tempo em que a Rainha Vitória era a monarca britânica.

Foi o segundo maior reinado da história da realeza britânica (o maior é o da atual Rainha Elizabeth II) e foi caracterizado por um predomínio dos Ingleses tanto no plano militar quanto econômico mundial.

Algumas das maiores personalidades políticas Inglesas também surgiram nesse período de intensas transformações econômicas e domínio britânico na economia e influência política  global. O que você sabe sobre a Inglaterra da Rainha Vitória? Quem foi essa famosa rainha e por que o seu nome é usado para nomear uma era histórica inteira? O que foi o século Vitoriano afinal de contas? Continue lendo e descubra.

Museu de Londres - Mapa de Londres
Período vitoriano é retratado no Museu de Londres. Foto: Mapa de Londres

O que foi a Inglaterra Vitoriana

A Inglaterra Vitoriana é o nome dado ao período que vai de 1837 a 1901, no qual a Rainha Vitória foi a monarca Inglesa. O adjetivo Vitoriano também é utilizado em alguns contextos para designar algo muito rígido e moralista, puritano ou conservador.

A origem desse uso da palavra Vitoriana vem exatamente dos valores que dominavam a Inglaterra do século 19 e que eram endossados pela Rainha Vitória. Era uma sociedade de comportamento conservador e preceitos e comportamentos rígidos, com um forte moralismo espalhado por toda a Inglaterra e especialmente em Londres.

A Inglaterra Vitoriana também coincidiu com o período conhecido como Pax Britannica. Período iniciado com o fim das guerras napoleônicas e que se estende até o início do século 20 no qual a Europa gozou de uma paz relativa baseada na supremacia militar e econômica da potência Inglesa e do controle das principais rotas de comércio pela Real Marinha Britânica.

Alguns dos principais aspectos da Era Vitoriana foram a grande expansão econômica e tecnológica acontecida na Inglaterra, vista por muitos como a segunda fase da Revolução Industrial, a constituição do Império Britânico e a incrível força naval que garantiu ao Reino Unido o domínio das principais rotas de comércio ao redor do globo. Vamos conhecer melhor esses pontos agora.

O império Britânico

Você já ouviu falar muito do Império Romano, com certeza também do gigantesco Império Mongol. Além desses, O Império de Alexandre, O Grande, o Império Carolíngio na Idade Média e muitos outros Impérios são descritos como grandes, importantes e poderosos. Mas você sabe qual foi o maior deles?

A essa altura você já deve ter adivinhado. Mais do que Roma e qualquer outro Império, o maior de todos em extensão territorial da História foi o Império Britânico, durante o Reinado de Vitória.

Tudo bem que o então gigantesco Império sob influência da Inglaterra Vitoriana era descontínuo, isto é, os diversos territórios não eram interligados fisicamente. No entanto, somando-se todas as colônias, protetorados, domínios e outras formas de controle político, o Reino Unido chegou a ter quase um quarto de todo o território continental do globo sob seu domínio. Muita coisa, não é mesmo?

A maior extensão territorial do Império Britânico foi alcançada após a primeira guerra mundial, já depois do término da Era Vitoriana, mas foi sob os auspícios da senhora Rainha Vitória que o cerne do maior Império da História foi construído.

Roteiro em Londres

A consolidação da Revolução Industrial

Um dos motivos principais para o grande domínio e influência que os Ingleses alcançaram no século Vitoriano foi sem dúvida a continuação da Revolução Industrial em solo britânico. A indústria Têxtil e do vestuário foram as mais importantes do parque industrial britânico durante o período, mas a siderurgia, mineração e a indústria de transportes, destacadamente ferroviária e naval, também se desenvolveram muito rapidamente durante o século 19.

A introdução de barcos a vapor, o desenvolvimento do motor à combustão e a construção de ferrovias e também das primeiras linhas de metrô de Londres são alguns dos acontecimentos que contribuíram para o acelerado crescimento econômico britânico.

Museu do metrô de Londres - logo - símbolo
Metrô de Londres foi o primeiro Underground do mundo. Foto: Mapa de Londres

Foi como potência industrial e tecnológica que o Reino Unido da Era Vitoriana se consolidou como potência mundial e pode expandir sua influência e controle ao redor do globo em busca de novos mercados, fontes de matéria prima e projeção geopolítica.

O Domínio dos mares

A Marinha Real Britânica, a Royal Navy, como diriam os britânicos, foi fundada oficialmente no século 16. Com sucessivos investimentos e uma clara preocupação em desenvolver a sua força naval, a partir do século 17 até meados do século 20, a Royal Navy era a marinha mais bem preparada e poderosa do mundo, tendo sido fundamental para a consolidação do Império Britânico e da Pax Britannica.

No período vitoriano, uma das mais significativas medidas econômicas tomadas foi a revogação dos Atos de Navegação, que haviam sido instituídos por Oliver Cromwell ainda durante o século 17.

Incentivado pelo rápido crescimento naval de outras potências, o que estava afetando negativamente o comércio e a economia inglesa, o Reino Unido revogou os atos de navegação que impediam o comércio exterior inglês de ser feito com navios não Ingleses.

No entanto, a Marinha Real Britânica e a bandeira do Reino Unido continuaram a ser a predominante nos mares durante todo o século Vitoriano. O domínio dos mares e das principais rotas de comércio foram fundamentais para a consolidação do Império e do poderio econômico britânico no século 19.

Curiosidades da Inglaterra Vitoriana

A Era Vitoriana foi recheada de características marcantes. O importante pensador e psicanalista Lacan teria dito mesmo que sem a Rainha Vitória a Psicanálise não teria surgido, haja visto terem sido os rígidos valores da Rainha (e da sociedade) britânica que impulsionaram a necessidade de ”despertar” uma nova abordagem para as questões morais e psicológicas.

Como eram os valores Vitorianos? Como a sociedade se portava e vivia? Como era a capital Londres durante o Reinado de Vitória? Vamos às respostas agora!

Valores da Inglaterra Vitoriana

A Inglaterra Vitoriana possuía valores morais muito rígidos e conservadores. É por isso que o termo Vitoriana é às vezes usado como sinônimo de conservador ou moralista, no que diz respeito aos costumes e valores sociais principalmente.

A sociedade era dominada pela figura masculina e as mulheres cumpriam um papel de submissão tanto em âmbito público como privado. A preguiça e o sexo eram condenados e mal vistos por toda a população. Um dos exemplos clássicos do moralismo Vitoriano foi a condenação de Oscar Wilde e Lord Alfred Douglas a dois anos de trabalhos compulsórios pela acusação de sodomia, devido a um relacionamento entre os dois.

Regras de Etiqueta na moda

Devido ao caráter conservador da época, a moda não poderia ser livre e prazerosa. As mulheres possuíam vestidos adequados para cada ocasião social. Desde as coisas mais simples como um jantar e uma caminhada até eventos como reuniões sociais, festas e teatro, tudo possuía o seu traje mais recomendado e adequado. Não dava para sair do figurino!

Regras de etiqueta para interação social

Sabe aquele bate papo rápido e descontraído com uma pessoa que você nunca viu no ponto de ônibus, na fila do cinema? Na Era Vitoriana seria muito mais complicado viver situações assim. Primeiro que ônibus e cinema ainda não estavam circulando por aí, segundo, que havia uma série de regrinhas e comportamentos pré-definidos na hora de se comunicar com um desconhecido, principalmente em ambientes públicos e com pessoas do sexo oposto.

De acordo com a etiqueta da Era Vitoriana, mulheres jovens e solteiras não poderiam conversar com homens se estivessem sem mais ninguém por perto. Além disso, os homens só poderiam inclinar a cabeça e beijar a mão depois de que a moça o tivesse reconhecido e com o pequeno detalhe: A mão a ser beijada deveria ser a que estivesse mais afastada do corpo da mulher. Imagina ter que pensar tudo isso na hora de cumprimentar alguém!

Regras de etiqueta para flertar e namorar

Se para se vestir e conversar já há tantas regras, imagine para abordar uma pessoa e paquerar. Sim, a sedução de seu bem amado não era coisa simples e exigia bastante traquejo.

O afeto entre os casais não era visto como algo essencial nos relacionamentos, apesar de também não ser considerado incompatível. Isso gerava muitos problemas e contradições evidentemente.

Mas para além da questão do afeto, os britânicos vitorianos eram recomendados a buscar parceiros dentro de seu círculo social. Assim, sair para eventos sociais e abordar pessoas nas praças e festas não era exatamente algo bem recomendado.

Alguns livros de etiqueta da época indicavam que um homem de 30 anos deveria se casar com uma mulher de 22, enquanto que um de 40 deveria escolher uma parceira em torno de 27 anos. Em geral, era recomendado que os homens se casassem com mulheres mais jovens. Sempre o homem mais velho da família era o mais “requisitado”, pois na Era Vitoriana era tradição ser ele o herdeiro de todo o patrimônio da família.

O “mercado de casamento”

Anualmente, entre os meses de janeiro e junho, acontecia nas cidades uma espécie de “feira” ou “temporada” na qual as mulheres locais tomavam parte. Tratava-se de um período socialmente difundido e com o propósito de ser uma forma de “mercado de casamento”. A pressão em cima das mulheres era grande, e depois de três temporadas, uma mulher que não tivesse encontrado um marido já seria considerada uma solteirona.

Apesar de parecer “avançado”, o evento tinha regras rígidas tanto para os homens como para as mulheres. O rapaz que mostrasse interesse em uma moça não poderia ficar sozinho com ela de jeito nenhum. A “temporada” funcionava para que os casais marcassem de conversar na casa da moça, em presença dos pais da mesma.

Londres durante o reinado da Rainha Vitória

Londres passou por enormes transformações com a Era Vitoriana. A população cresceu muito rapidamente de 1 milhão para 6 milhões ao longo do século 19. Muitas das principais construções da cidade foram erguidas durante essa época também, como a Trafalgar Square, o Parlamento e a Tower Bridge.

Como não podia deixar de ser, como característica negativa, Londres era conhecida por seu cheiro pútrido, fruto do esgoto lançado às águas do rio Tâmisa e também da falta condições sanitárias adequadas em cemitérios e hospitais.

Museu de Londres - Mapa de Londres
Londres era a capital da Inglaterra (e do mundo) no período vitoriano. Foto: Mapa de Londres

Quem foi a Rainha Vitória

Foi no dia 24 de maio de 1819 que nasceu Alexandrina Vitória Regina, filha do casal formado pelo duque de Kent e pela ex-princesa de Leininge. A famosa Rainha Vitória fazia sua estreia no mundo. Em 1837, com apenas 18 anos, Vitória assumiu o trono britânico e deu início ao chamado período Vitoriano.

Três anos após assumir o trono, Vitória casou-se com seu primo, o príncipe Alberto, no ano de 1840. O casamento rendeu 9 filhos à família real e o marido Alberto desempenhou um importante papel influenciando as decisões da Rainha..

Vitória falava fluentemente francês e o alemão e era versada em piano; de maneira geral, a Rainha que ficou conhecida por seu rígido moralismo era uma amante das artes e das letras.

Em 1861 Alberto, marido de Vitória faleceu e deu início a um período de luto que Vitória manteve pelo resto da vida. O ponto alto de sua vida como Imperatriz foi a consolidação do Império Britânico e o apogeu industrial e econômico inglês no século 19.

Em 1901, a rainha Vitória faleceu. Seu legado vai desde a supremacia industrial e militar britânica no século 19 até ao rígido moralismo e puritanismo que caracterizou a sociedade britânica de então. Certamente uma das mais poderosas Rainhas da História e uma das personalidades mais importantes da Era Moderna.

O que você achou de conhecer melhor a Inglaterra Vitoriana? Talvez você não goste tanto das complicadas regras de etiqueta da época, mas com certeza é um período muito importante.

A Rainha Vitória foi um dos principais personagens do século e devido à extensão do território que pertenceu ao Império Britânico, as influências daquela época podem ser encontradas até os dias de hoje.

Descubra!

DEIXE UMA RESPOSTA

Publique seu Comentário
Entre com seu nome aqui