Patinação no gelo no Museu de História Natural

Patinação no gelo no Museu de História Natural

13

O Museu de História Natural apresenta uma das mais belas pistas de patinação no gelo de Londres. Por isso, no início de novembro, a repórter Kamilla Fernandes calçou os patins, se preparou para os tombos e contou tudo para o Mapa de Londres. Confira abaixo as informações para quem pretende patinar nessa pista e o relato da Kamilla, que se recuperou de uma experiência traumática e agora já quer repetir a dose.

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
Fotos: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres

Mais patinação no gelo: 7 pistas em Londres

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de LondresA pista de patinação do Museu de História Natural

Por Kamilla Fernandes, especial para o Mapa de Londres

O Museu de História Natural de Londres inaugurou sua tradicional pista de patinação no gelo no dia 31 de outubro. A atração fica aberta ao público até dia 5 de janeiro de 2014, fechando apenas no dia 25 de dezembro.

As sessões começam a cada uma hora, com duração de 50 minutos, e os ingressos podem ser comprados na hora ou pelo site ou telefone da Ticketmaster. É mais barato comprar a entrada diretamente na box office ao lado da pista, entretanto existe o risco dos ingressos estarem esgotados para a sessão desejada.

A princípio, 50 minutos parece muito tempo para quem não tem muita habilidade no patins. Mas o tempo passa muito rápido e, quando acaba, você quer continuar na pista.

Como a entrada para o museu é de graça e vale a pena visitá-lo durante sua passada por Londres, combinar o passeio com a patinação pode ser uma boa ideia. Até porque, na mesma rua, encontram-se o Museu de Ciências e o Victoria and Albert Museum.

A pista é ao ar livre, conta com 1 mil metros quadrados e uma árvore de Natal gigante no centro. O cenário é realmente lindo, com luzes natalinas, o museu ao fundo (o prédio do museu é um dos mais lindos da cidade) e até mesmo um carrossel real ao lado. A pista também conta com trilha sonora: quem não gosta de músicas natalinas não precisa se preocupar, já que as músicas são bem ecléticas, passando pelo pop e rock dos anos 1980 até os dias atuais.

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
A pista conta com 1 mil metros quadrados

Como o local está todo iluminado com a decoração natalina, patinar à noite torna a experiência ainda mais interessante. Entretanto os ingressos mais baratos são encontrados pela manhã e à tarde, até às 16h (horário em que começa a escurecer no ápice do inverno).

O mais indicado é chegar com cerca de 40 minutos com antecedência da sua sessão. Quem desejar pode também levar seus próprios patins sem problemas. Caso esse não seja o seu caso, basta entregar seu sapato e você receberá um patins. Não esqueça de checar antes qual é o número que você calça de acordo com o padrão britânico, para pedir o patins no tamanho correto.

Os tamanhos vão até o 9 infantil e o 15 adulto. ‘Bob Skates’ também estão disponíveis para crianças pequenas, eles contam com duas lâminas paralelas que ficam presas ao sapato da criança com tiras.

No mesmo local em que você vai pegar seus patins e colocá-los, funciona um guarda-volumes, no qual é cobrado £2 por volume. Isso vale para bolsas, mochilas ou casacos. O preço de guardar seus sapatos já está incluso.

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
Crianças podem contar solicitar patins especiais para a prática

As sessões acontecem independentemente do clima. Então confira a previsão do tempo antes de reservar seus ingressos, pois, se chover, você deverá patinar na chuva, ou perderá o dinheiro.

Monitores estarão na pista para garantir a segurança dos patinadores, e quem não sabe patinar pode ir se segurando pelo corrimão ao redor da pista até melhorar suas habilidades ou comprar uma aula para aprender com um dos monitores. O valor da aula já inclui a patinação em si, e custa a partir de £30 para crianças e de £36,50 para adultos.

Crianças com menos de 12 anos precisam estar acompanhadas de um adulto. Pinguins de apoio também estão disponíveis para os menores, por £5, mas eles são limitados e não é possível reservar.

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
Ingressos podem ser comprados na hora, no ticket office

A pista também vai contar com sessões especiais para pessoas em cadeiras de roda nos dias 27 de dezembro e 5 de janeiro, às 10h. As sessões permitem até 35 cadeiras de rodas ao mesmo tempo, sendo que o cadeirante pode ir acompanhado por um assistente que não paga ingresso, ou por até três outras pessoas pagantes.

Para aquecer, quiosques de doces e um Café Bar com diversas opções de bebidas quentes, como chocolate quente e vinho quente inglês. Os serviços estão à disposição inclusive de quem não quer se arriscar na pista, e como o café fica no segundo andar, ele conta com uma sacada perfeita para quem prefere ficar apenas observando e dando risada dos tombos dos menos habilidosos. No cardápio, além das bebidas quentes, cervejas e vinhos, lanches e até refeições.

Onde: Museu de História Natural

Metrô: South Kensington (Piccadill, Circle e District Lines)

Veja no mapa

Preços, conforme período:

Adulto: 11,50 a 13,50 libras

Criança (abaixo de 16 anos): 8 a 9 libras

Horários: Variam bastante (9h às 22h, 10h às 21h, 11h às 22h, 9h à 0h) conforme o dia.

Compre o ingresso online

No site da pista: informações completas sobre horários e preços

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de LondresMinha experiência patinando no gelo

Eu fui patinar na pista do Museu de História Natural à noite, pois não queria ir sozinha, e meu marido só podia me acompanhar esse horário. E não me arrependi da hora, pois, com toda a decoração e a iluminação de Natal, acho que a pista fica ainda mais linda, em especial tendo o museu como cenário, na minha opinião um dos prédios mais bonitos de Londres.

Cheguei com meia hora de antecedência e comprei o ingresso na box office mesmo. Não tinha fila e estava bem tranquilo. Eu já havia patinado no gelo antes, mas fazia tempo, e a pista não deveria ser nem um quarto dessa.

Minha experiência anterior foi um pouco traumática. Como não sou uma pessoa muito esportista, levei vários tombos e saí roxa da pista. Então imaginei que fosse repetir o fiasco dessa vez e estava preocupada em passar 50 minutos na pista, que a princípio me parecia muito tempo.

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
Do lado de fora da pista

Colocar os patins foi muito fácil, e eles são muito mais leves do que eu me lembrava. Andar até a pista também foi tranquilo, até eu colocar meus pés no pista. Os ingleses já estão acostumados a patinar no gelo, então eu me senti um pouco intimidada no começo e fui deslizando enquanto segurava no corrimão ao redor da pista.

Mas, aos poucos, deu pra perceber que a maioria das pessoas que estavam lá não eram ‘grandes patinadores profissionais’. Em poucas voltas, já peguei confiança e consegui patinar livremente – e, por incrível que pareça, sem cair nenhuma vez

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
O período da noite é o mais movimentado e caro

O meu grande problema foi aprender a frear, algo que eu ainda não descobri como fazer direito. Então para parar, precisava sempre ir até uma parede. O chato disso é que, quando você pega segurança, vai ganhando velocidade muito rapidamente, e não saber como parar pode ser um grande problema.

No final das contas, os 50 minutos passaram rápido demais, e eu queria continuar. Fiquei surpresa com a experiência e não achava que eu fosse gostar e me divertir tanto. Com certeza, quero patinar no gelo de novo nesse inverno, e quem sabe conhecer as outras tantas pistas de patinação no gelo que já estão sendo montadas em Londres.

Mais fotos

Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
Um dos mais belos prédios de Londres faz parte do cenário
Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
No carrossel, é mais fácil não cair um tombo
Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
À noite, as fotos ganham mais vida com as luzes de Natal
Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
Na dúvida, dê as mãos para seu amigo ou se encoste na borda
Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
O Café Bar oferece uma boa visão da pista
Foto: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres
E aí, vai encarar? Boa sorte!

Dicas para iniciantes

Mantenha os joelhos dobrados e o peso do corpo para frente;

Se você está tendo dificuldade em manter o peso para frente, coloque as mãos nos joelhos;

Primeiro tente andar normalmente com os patins, depois comece aos poucos a arrastá-los;

Mantenha sua cabeça olhando para frente;

Se tiver dificuldade, ande próximo às bordas e segure no corrimão.

Texto e fotos: Kamilla Fernandes, Mapa de Londres

Leia também

Mais sobre o Museu de História Natural

Outras pistas de patinação no gelo em Londres

Natal e Ano Novo em Londres

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

13 comentários