Londres vai instalar bebedouros pela cidade

Londres vai instalar bebedouros pela cidade

0

Chegou a hora de abandonar a famosa garrafa plástica de água, carregada por praticamente todo turista que visita Londres. Recentemente, o prefeito da capital inglesa anunciou a instalação de bebedouros e fontes de água potável em diversos pontos de Londres, garantindo água grátis aos londrinos e aos turistas sedentos.

A iniciativa está sendo tomada para combater a utilização de garrafas plásticas de um uso só e estimular a população e os turistas a carregar suas próprias garrafas. Na tentativa de conter o desperdício associado ao consumo de água engarrafada, a ideia é a de reativar a vasta rede de bebedouros públicos que já existiam, além de instalar novas estações para recarga de garrafas de água em toda a cidade.

Assim, será garantido aos habitantes e turistas que estes possam sempre ter água grátis, em vez de comprá-la. A iniciativa foi inspirada pela Refill, uma campanha bem-sucedida lançada em Bristol em 2015, quando a cidade foi a Capital Europeia Verde.

Ficou curioso sobre o assunto? Vem com a gente e saiba mais sobre os benefícios da instalação de bebedouros e fontes de água potável, além da importância de combater o uso desenfreado do plástico. Confira!

 

Londres vai instalar bebedouros

 

Projeto em Londres vai instalar bebedouros pela cidade para combater uso de garrafas plásticas

Inicialmente, o projeto de Londres que combate o uso de garrafas plásticas irá instalar 20 novas fontes de água no próximo verão londrino. Porém, outra parte da iniciativa já está sendo iniciada aos poucos em cinco regiões da cidade. Esta etapa mobiliza restaurantes, bares e lojas, que já estão disponibilizando bebedouros para que as pessoas possam encher suas garrafas de água gratuitamente.

Se bem-sucedido, o projeto será expandido para mais locais. A prefeitura de Londres conta com a parceria da Sociedade Zoológica de Londres (ZSL, na sigla em inglês), que fornecerá as fontes e bebedouros e monitorará se há uma redução no descarte de garrafas plásticas.

A ZSL já havia lançado uma campanha anteriormente contra o uso do plástico, chamada #OneLess. De acordo com a entidade, os londrinos são os maiores consumidores de garrafas do Reino Unido, comprando em média 3,37 unidades por semana, ou 175 por ano. Sem reciclagem, muitas delas acabam indo parar no rio mais famoso da capital, o Tâmisa.

 

A questão do plástico no mundo

Estima-se que um milhão de garrafas plásticas são vendidas por minuto no planeta, ou seja, 20 mil são compradas a cada segundo no mundo. Os números são da pesquisa Global Packaging Trends Report.

Apenas em 2016, foram comercializadas 480 bilhões de garrafas feitas com plástico. O consumo, que já é por si só alarmante, deve crescer mais 20% até 2021, chegando a 583 bilhões de unidades.

No Reino Unido, 38,5m de garrafas plásticas são utilizadas por dia, das quais pouco mais da metade é destinada à reciclagem. Mais de 16 milhões são colocados em aterros, queimados ou deixados no meio ambiente e nos oceanos.

 

A guerra ao plástico no Reino Unido

 

O governo está totalmente mobilizado para a redução dos plásticos, e não é de hoje. Em 2015, uma taxa de 5 centavos de libra foi acrescentada ao preço das sacolas, o que levou a uma economia de 9 bilhões de unidades, de acordo com dados oficiais.

Na iniciativa privada, a onda começou antes. A rede de fast food Starbucks já possui várias iniciativas nesse sentido. Uma delas foi o aumento do preço dos copos descartáveis nas lojas centrais de Londres, para incentivar os clientes a mudar para copos reutilizáveis.

Antigamente, fontes de água (bebedouros antigos) eram muito mais abundantes no Reino Unido do que hoje. Considerando a situação de Londres, existem grandes diferenças entre o centro e a periferia.

De acordo com os dados, o distrito de Lambeth tem 25 bebedouros em torno de seus parques e espaços abertos, mas muitos outros, incluindo Sutton, Enfield e Haringey, não têm nenhum. Em geral, os 32 distritos municipais de Londres têm 111 bebedouros e estações de recarga d’água acessíveis ao público.

 

Até o Palácio real aderiu ao movimento

 

A rainha Elizabeth II vai proibir canudos, garrafas e copos plásticos nas propriedades da família real da Inglaterra, de acordo com reportagem do The Telegraph.

Segundo o jornal, a rainha foi influenciada pela série de documentários “Blue Planet 2”, produzida pela BBC e narrada pelo naturalista David Attenborough, que mostra os efeitos da poluição do plástico nos mares e na vida marinha. A série já passou em mais de 20 países.

Canudos e demais descartáveis plásticos vão ser gradualmente vetados em vários imóveis. Os fornecedores do Palácio de Buckingham e do Castelo de Windsor deverão substituir os itens de plástico por pratos de louça, copos de vidro ou de papel reciclável.

O palácio vai se tornar mais sustentável, com a instalação de painéis para captação de energia solar.

 

O que achou do projeto que instala bebedouros públicos e fontes de água potável por Londres? Você já sabia sobre a questão do combate ao plástico? Deixe um comentário.

 

Deixe seu comentário

Sem comentários