Estádio Olímpico de Londres: história, curiosidades e tours

Estádio Olímpico de Londres: história, curiosidades e tours

Estádio Olímpico de Londres é mais um dos gigantes de concreto e aço que abrilhantam a história esportiva inglesa. Construído para a Olimpíada de 2012, o estádio multiuso demorou três anos para ficar pronto.

Foi o carro-chefe dos Jogos Olímpicos, recebendo a abertura e o encerramento da competição, além de partidas e disputas de medalha. Situado em Stratford (Central Line, East), recebe os jogos do West Ham, que é o mandante local.

Quer saber mais sobre o Estádio Olímpico de Londres? A seguir, contamos um pouco da história, das curiosidades e das visitas a este colosso inglês dos tempos modernos.

O chafariz coreografado enfeita uma das vistas do estádio. Foto: Laura Cappelatti
O chafariz coreografado enfeita uma das vistas do estádio. Foto: Laura Cappelatti

Números do Estádio Olímpico de Londres

Em maio de 2008, engenheiros e operários começaram a trabalhar na construção do Estádio Olímpico de Londres, no Queen Elizabeth Olympic Park, especialmente desenhado para a ocasião dos Jogos Olímpicos de 2012. Engana-se, no entanto, quem pensa que toda a estrutura foi abandonada após a Olimpíada.

A capacidade do Estádio Olímpico de Londres é de 57 mil espectadores, em ocasiões controladas. A lotação máxima em eventos esportivos sobe para 66 mil. Os números diferem bastante para grandes shows, podendo reunir até 79 mil pessoas no local.

A verba inicial para a construção foi de 486 milhões de libras (2,1 bilhões de reais). Após as Olimpíadas, a prefeitura injetou mais 276 milhões de libras para reformas pontuais que aconteceram entre 2013 e 2016. Como não houve nenhum embargo ou atraso, o estádio foi entregue dentro do prazo e custando alguns milhões a menos do que o previsto.

O Estádio Olímpico de Londres hoje

A construção fica a apenas seis quilômetros a Leste da região central de Londres, mais precisamente na Marshgate Lane, passando bem perto do Rio Lee.

Além de receber jogos de futebol, rúgbi e provas de atletismo, o Estádio Olímpico de Londres possui também um centro de convenções completo para negócios, casamentos, festas e palestras.

O West Ham, que assumiu o posto de dono do estádio em 2016, pleiteou por seis anos a condição de mandante do Olímpico, atravessando várias discussões burocráticas. Quando foi autorizado pela prefeitura e pelo Comitê Olímpico, finalmente abandonou o seu antigo estádio, o Boleyn Ground, na vizinhança de Newham.

O clube londrino manda, no mínimo, 19 partidas no Olímpico por temporada. Esse número pode aumentar, caso haja a necessidade de jogos eliminatórios por outras competições nacionais e internacionais.

Na estrutura interna do Estádio Olímpico de Londres, existe um grande número de restaurantes, cadeias de fast-food e lojas para a compra de souvenirs e outros itens.

A visita pode ser combinada com o shopping Westford Stratford City, o maior da cidade.

Como visitar o Estádio Olímpico

A maneira mais fácil de se chegar ao Estádio Olímpico é desembarcando na estação Stratford e caminhando a pé. São 58 trens por hora que circulam pela estação, fazendo integração com outras quatro linhas, sendo uma delas de metrô, a London Underground.

A estação é conectada pela linha vermelha, a Central Line, pela Jubilee Line e pelo DLR, zonas 2 e 3.

É possível também fazer o trajeto de ônibus: quatro itinerários (308, 388, 339 e D8) passam nos arredores do estádio. Outras duas linhas, a N8 e a N86 percorrem a distância 24 horas por dia e são as únicas que atendem o público noturno que circula pela região de Stratford.

A prefeitura de Londres e o site do Estádio Olímpico fornecem dicas e trajetos adequados para quem vem de diversas partes da cidade. É preciso ter em mente que, em dias de jogos ou shows, algumas ruas nas imediações são interditadas uma hora antes do início do evento.

Para quem deseja conhecer o estádio apenas em tour, existem passeios das 10h às 16h, exceto, claro, em dias de jogos. No tour, o visitante pode ter uma visão panorâmica do local, entrar nos vestiários mandantes, experimentar dos melhores restaurantes do complexo e entrar pelo túnel que dá acesso ao gramado. Existem guias disponíveis em cinco idiomas diferentes: inglês, italiano, alemão, espanhol e francês.

O ingresso mais barato para a visita ao Estádio Olímpico de Londres custa 11 libras, para crianças. Menores de cinco anos e cuidadores não pagam entrada. O preço médio para adultos é de 16 libras, mas há a possibilidade de desconto na compra pela internet. Deficientes, idosos e estudantes também pagam um valor menor pelo ingresso.

Veja: site para tours pelo estádio

Curiosidades sobre o estádio     

A empresa de arquitetura responsável pelo desenho do Estádio Olímpico de Londres foi a Populous, constituída nos Estados Unidos nos anos 1980 e com escritórios em diversos países. A Populous tem especialização em projetos voltados para o esporte.

O uso inteligente de materiais para a construção impactou bastante nos valores e na sustentabilidade do Estádio Olímpico de Londres. A obra utilizou apenas um quarto da quantidade de aço que ergueu o Olímpico de Pequim, na China, para as Olimpíadas de 2008.

Em virtude disso, o gigante londrino pesa 75% menos, em média, do que os demais estádios inaugurados nos anos 2000. Também foram utilizados materiais recicláveis na composição.

Foi no Estádio Olímpico que o Brasil foi derrotado pelo México na final masculina de futebol. Em 11 de agosto de 2012, os mexicanos venceram por 2 a 1 e, de quebra, fizeram o gol mais rápido da competição, com apenas 30 segundos. Nesta partida, que registrou o recorde de público da Olimpíada, 86 mil pessoas estiveram presentes.

Em 5 de agosto de 2012, outra façanha foi vista diante dos presentes nas arquibancadas do estádio: o corredor jamaicano Usain Bolt conquistou a medalha de ouro e quebrou o recorde olímpico dos 100 metros rasos com o tempo de 9.63 segundos.

No ano de 2017, também no atletismo, o maratonista inglês Mo Farah venceu pela última vez a medalha de ouro no Campeonato Mundial, na prova dos 10 mil metros. Ele se despediu das competições internacionais com seis títulos e emocionou o público no Estádio Olímpico de Londres.

Estádio Olímpico no Queen Elizabeth Olympic Park

O estádio se localiza dentro do complexo do Parque Olímpico, que abriga dezenas de obras de arte, opções de gastronomia, cafés e espaços para a prática esportiva.

Um dos destaques é o o controverso Arcelormittal Orbit, uma torre de 114,5 metros de altura que é a maior escultura não apenas do parque, mas do Reino Unido. Sua construção de aço reciclado na forma de um loop contínuo representa o esforço físico e emocional dos atletas olímpicos de 2012.

A visita ao parque olímpico é gratuita.

E também

Mais estádios de Londres