Castelo de Windsor, um refúgio para a Rainha

ANÚNCIO

O Castelo de Windsor é o maior e mais antigo castelo habitado do mundo.

É uma das residências oficiais da monarquia inglesa. 

ANÚNCIO

É no Castelo de Windsor que a Rainha Elizabeth II gosta de se refugiar, até porque, quando criança, Elizabeth II morou no castelo durante os bombardeios a Londres, durante a Segunda Guerra Mundial.

O castelo fica na cidade de Windsor, condado de Berkshire, a uma hora do centro de Londres.

 

ANÚNCIO
Castelo de Windsor
Castelo de Windsor é o maior castelo habitado no mundo. Foto: Mapa de Londres

O que é o Castelo de Windsor

O Castelo de Windsor é um dos palácios e residências oficiais da Família Real Britânica e da Rainha Elizabeth II.

O castelo não se localiza em Londres, como muitos pensam, e sim na cidade de Windsor, que fica a menos de uma hora de trem ou ônibus.

Trata-se do maior e mais antigo castelo ocupado do mundo e abriga algumas curiosidades e atrações muito interessantes.

A história do Castelo de Windsor é milenar, remete à Invasão Normanda (que mudou os rumos de todo o Reino Unido) e merece ser relembrada com uma visita ao local.

Além da visita ao castelo valer muito a pena, o passeio pela cidade também é muito agradável. A pequena Windsor conserva traços antigos, conexões reais e fica ao lado de Eton, internato que forma alguns dos grandes nomes da cultura e da política britânicas.

Atrações do Castelo de Windsor

Fique atento ao adentrar os quartos do Castelo de Windsor, pois eles contêm algumas das mais belas pinturas da Coleção Real, incluindo telas de Rembrant, Canaletto e Gainsborough.

De outubro a março, os quartos de George IV podem ser visitados. Eles são alguns dos mais ricamente decorados no palácio.

De agosto a setembro, o East Terrace é aberto à visitação. É a parte mais exclusiva do castelo, pois dá acesso ao Jardim de Rosas particular de George IV.

Mas talvez a atração mais interessante do lugar seja a casa de bonecas da Rainha Mary, que levou três anos para ficar pronta e envolveu o trabalho de 1,5 mil pessoas.

A descrição da casa de bonecas não faz jus ao assombro que você sentirá ao vê-la de perto. É uma obra de arte que abriga muitas miniobras de arte, algumas delas criadas por artistas famosos da época.

A casa de bonecas tem milhares de detalhes e contém alguns segredos. Os pequenos talheres de prata, por exemplo, são de fato de prata. Os quadros nas paredes são miniaturas de quadros de verdade. A má notícia é que fotos não são permitidas.

Castelo de Windsor
Uma das entradas do castelo. Foto: Mapa de Londres

Castelo de Windsor

A Casa de Bonecas da Rainha Mary

Trata-se da casa de boneca mais famosa do mundo. Foi construída pelo arquiteto Sir Edwin Lutyens entre 1921 e 1924, para a Rainha Mary. O que impressiona é a riqueza de detalhes, pois a “casinha” possui eletricidade, elevadores em funcionamento, banheiros e água quente e fria, além de miniaturas de quadros, mesas, livros, etc.

Castelo de Windsor, um refúgio para a Rainha
Foto: Divulgação

Salas de estado

O interior do Castelo de Windsor não reflete apenas o desejo arquitetônico de uma era ou de um monarca, mas da sucessão de 39 Majestades e um grande incêndio, que deformou quase 100 dos quartos em 1992.

As paredes dos corredores, quartos e salas são adornadadas pela arte de nomes como Rembrandt, Rubens e Canaletto. Nos banquetes servidos no St George’s Hall, a Rainha recebe até 160 convidados, os quais se acomodam ao longo de uma mesa que ocupa toda a extensão do salão.

Fotos não são permitidas, mas a visita é incrível.

St George’s Chapel

É a capela da Ordem de Garter, a maior honraria concedida pelo Soberano britânico. A nomeação de novos cavaleiros é uma das poucas atribuições ainda exclusivas e pessoais da Rainha.

A capela dá guarida aos corpos de diversos membros da Família Real falecidos ao longo da história, como os pais da Rainha Elizabeth II, o Rei George VI (1952) e a Rainha Mãe (2002).

Aqui foi realizado o Casamento do Príncipe Harry e Meghan Markle.

Castelo de Windsor
O interior da St George’s Chapel é lindo, mas não se pode tirar fotos por lá. Foto: Mapa de Londres
Ordem de Garter é a maior honraria da monarquia. Foto: Mapa de Londres
Ordem de Garter é a maior honraria da monarquia. Foto: Mapa de Londres

Troca da Guarda no Castelo de Windsor

A cerimônia é uma boa oportunidade para quem quer observar esse ritual com mais tranquilidade.

Há bem menos gente se acotovelando para assistir, e pode-se chegar muito mais próximo da ação. Não há portões separando os guardas do público, como no Palácio de Buckingham.

Onde: no pátio interno do Castelo

Quando: De abril ao fim de junho, a Troca da Guarda ocorre diariamente. No restante do ano, a cerimônia ocorre dia sim, dia não. Confira o calendário.

Castelo de Windsor
Cerimônia pode ser assistida de perto. Foto: Mapa de Londres

Rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor

Para quem quer encontrar a Rainha Elizabeth II no Castelo, não adianta criar grande expectativa. Embora seja a residência preferida da Rainha na Inglaterra, não é provável que você possa saudá-la de perto.

Mesmo assim, atenção: sempre que a Rainha encontra-se no castelo, uma bandeira é hasteada, então fique esperto.

Castelo de Windsor
O castelo é um verdadeiro complexo de construções. Foto: Mapa de Londres
Castelo de Windsor
Há belos detalhes em todos os cantos. Foto: Mapa de Londres
Castelo de Windsor
Castelo de Windsor já foi fortemente protegido. Foto: Mapa de Londres

Como visitar o Castelo de Windsor

Bom, agora certamente você está louco para visitar o Castelo de Windsor. Então vamos lá.

De Londres para Windsor

Você pode viajar até Windsor de duas formas, e ambas custarão a partir de 20 libras (ida e volta): trem, partindo de Paddington Station, e ônibus, linhas 701 e 702, partindo de Victoria Station, de meia em meia hora.

Dicas para a visita

É importante comprar o ingresso antecipado e planejar bem seu dia em Windsor, já que a viagem envolve deslocamento de ônibus ou trem.

Ingressos e horários: visite o site oficial

Você pode ver outras opções de visita pelo site da Viator, como por exemplo, fazer um Tour privado ou comprar a entrada + transporte saindo de Londres: veja aqui.

Estimativa de tempo: você vai precisar de três horas, mais ou menos, para o tour completo pelo Castelo, incluindo os trâmites de entrada, saída e fotos adicionais aqui e ali.

Dica: É possível fazer o passeio inteiro por Windsor em um turno, manhã ou tarde, e aproveitar o restante do dia em Londres.

História do Castelo de Windsor

O Castelo de Windsor foi construído por William, O Conquistador, no ano de 1066, na conquista normanda, também responsável pela Torre de Londres.

A posição estratégica e a forma da construção foram escolhidas por uma questão de defesa de ataques inimigos.

Além de residência monarca, o palácio também serviu muitas vezes como fortaleza.

Por volta de 1500, o castelo começou a deixar de ser uma fortaleza e ganhou ares de residência. No entanto, durante a Guerra Civil inglesa, foi tomado pelos parlamentaristas, que até 1645 tomaram conta do lugar, já que as tropas reais não conseguiam reavê-lo de volta, tamanha sua segurança.

Em 1660, com o Palácio de Windsor nas mãos da monarquia novamente, começou uma reforma no local. O Rei Carlos II ordenou que restaurassem a mobília de toda a residência, além de seus jardins e aposentos. Assim, Windsor deixou de ser oficialmente uma fortaleza e passou a ser apenas uma residência.

Gostou das dicas e informações sobre o Castelo de Windsor? Compartilhe com seus amigos e deixe um comentário.

ANÚNCIO