Keep Calm And Carry On – Como tudo começou

3
286
Compre agora!

A frase Keep Calm And Carry On ficou famosa nos últimos tempos ao virar meme e tomar as redes sociais com inúmeras variações do sentido. Mas você sabe de onde vem esse cartaz vermelho que ostenta a coroa na parte de cima e o lema tranquilizador em baixo?

Como você pode imaginar, vem da Inglaterra. Neste post, vamos entender por que ele foi criado. A história é mais interessante do que você pode imaginar…

Keep Calm and Carry On na Segunda Guerra

Na iminência da Segunda Guerra Mundial, ao perceber os avanços nazistas e temer uma invasão ao solo britânico, o Ministério da Informação tratou de se precaver. Imaginando que a moral da população ficasse abalada com bombas caindo e combates em seu território, o governo decidiu criar cartazes que inspirassem confiança e ajudassem o povo durante o conflito.

O departamento de criação produziu um layout clean. Acima da mensagem, foi colocada uma coroa, para simbolizar que era o Rei George VI quem estava conversando com seus súditos. A fonte foi escolhida por ser elegante e legível mesmo à distância. Esse modelo foi replicado em três versões.

Keep Calm and Carry On não era o único

O primeiro cartaz, azul, tinha a seguinte frase: “Your Courage, Your Cheerfulness, Your Resolution Will Bring Us Victory” (Sua Coragem, Sua Alegria, Sua Determinação nos Trarão a Vitória). Este possuiu uma tiragem de 800 mil cópias e ganhou todas as ruas do Reino.

O segundo, verde, dizia: “Freedom Is In Peril. Defend It With All Your Might” (Em português: A Liberdade Está em Perigo. Defenda-a Com Todo o seu Poder). Ele teve 400 mil cópias impressas e foi distribuído por todo a Inglaterra.

O terceiro foi o derradeiro. Só seria levado a público caso a invasão nazista se confirmasse, o que não aconteceu. Vermelho, ele pedia: “Keep Calm And Carry On” (Mantenha a Calma e Vá em Frente). Como os nazistas sucumbiram antes de sobrepujar a defesa britânica, as cópias do cartaz foram destruídas. O povo só ficou sabendo desse último modelo quando, 60 anos depois, o dono de uma pequena livraria no interior da Inglaterra descobriu uma cópia, velha e empoeirada, que havia chegado até ele após compra em um leilão de livros usados.

O livreiro expôs o cartaz no seu estabelecimento comercial e despertou o interesse dos clientes, que pediam cópias. Mais tarde, a BBC também encontrou, em seus arquivos, alguns exemplares do clássico. O design correu o mundo, virou meme e originou diversas versões diferentes. Foi assim que tudo começou.

Leia também: Londres na Segunda Guerra

Compre agora!

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Publique seu Comentário
Entre com seu nome aqui