Visto para Inglaterra: 5 dicas essenciais

Visto para Inglaterra: 5 dicas essenciais

O visto para Inglaterra tem algumas particularidades diferentes de outros países da Europa. Por isso, se você está programando uma viagem até a Terra da Rainha, é melhor se informar sobre a documentação necessária para não passar apuros ao chegar ao exterior.

Qual é a validade do passe? Onde ele é aceito? Como pode ser requerido? Se você não tem a mínima ideia sobre as respostas para tais perguntas, fique ligado nas dicas deste artigo. A seguir, você vai verificar as questões mais relevantes sobre o visto para Inglaterra.

Aeroporto de Heathrow - Mapa de Londres
Chegada e imigração em Londres causam alguma apreensão no viajante. Foto: iStock, Getty Images

5 dicas sobre o visto para Inglaterra

Confira tudo o que você precisa saber para conseguir seu passe:

1. Visto para turistas

Caso você esteja fazendo um roteiro de viagem ao país a passeio, pode esquecer o visto antes de fazer as malas. O passe para turistas é fornecido na chegada à Inglaterra – mais precisamente ao passar pela imigração no aeroporto. Não é necessário um pré-visto antes de pegar o voo.

Pode até parecer ótimo, mas é bom ficar atento: ao ser submetido à passagem pela imigração, é o agente quem vai decidir – na hora – se o visto será aprovado ou rejeitado. Para tomar essa decisão, ele vai fazer algumas perguntas acerca do que você pretende fazer no país.

A má notícia é que, se o agente reprovar seu visto, você terá que dar meia volta e retornar ao Brasil. Mas não se desespere: mais adiante, vamos dar algumas dicas para uma passagem tranquila pela imigração.

2. Validade

O visto de turista é válido por seis meses – mas perde a validade assim que você sair do país. Ou seja: todos os viajantes que quiserem entrar novamente no Reino Unido, precisam passar mais uma vez pela imigração.

É interessante ressaltar, ainda, que se você ficar os seis meses direto na Inglaterra, vai precisar aguardar um período de um ano (12 meses) se quiser retornar novamente apenas para visitar.

3. Uso

Se você pensa em fazer uma Eurotrip e circular entre diversos países, é bom ter atenção. Nos países integrantes do Espaço Shengen, não há exigência de visto. Já se você for circular de trem, ônibus ou avião de um desses países até a Inglaterra, vai precisar passar pela imigração e requerer o visto inglês.

Isso porque a Inglaterra não está no acordo que derruba as fronteiras entre os países, e mantém suas próprias regras para a emissão de visto de curta duração. O mesmo acontece na República da Irlanda.

Na prática: você pode circular à vontade pelos países do Espaço Schengen por até 90 dias e depois entrar no Reino Unido ou vice-versa.

4. Outros tipos de visto para Inglaterra

Fora o visto de turismo, há ainda outros quatro tipos de passes para entrar e permanecer no país. Para estes, é importante consultar o site da imigração do Reino Unido. Confira mais informações:

Tier 1

É concedido àqueles que querem investir no país, como empresários e profissionais reconhecidos. A concessão depende de uma avaliação da capacidade de investimento do requerente.

Tier 2

É o visto de trabalho, designado a quem tem uma oferta de emprego na Inglaterra. Para obtê-lo, além de todos os documentos tradicionais, o requerente vai precisar de uma carta oficial de sua empregadora inglesa, chamada COS (Certificate of Sponsor). Também terá que comprovar seu nível de inglês e sua disponibilidade de recursos para se manter no país.

Tier 5

É o visto para Inglaterra concedido a trabalhadores que vão preencher um cargo temporário no país: esportistas ou voluntários, por exemplo. Para conseguí-lo, a empresa contratante precisa estar licenciada junto à UK Border e emitir o COS. A vigência deste visto para a Inglaterra vai depender das características do trabalhador. Ele poderá ter duração de um ou dois anos. Após esse período, não é possível fazer a renovação.

Tier 4

É o famoso visto de estudante, que deve ser requerido por qualquer pessoa que vá fazer um intercâmbio ou cursar uma universidade na Inglaterra por um período maior que seis meses.

5. Permissões

Cada visto para Inglaterra tem suas particularidades quanto às permissões. No site oficial da Imigração do Reino Unido, constam as informações detalhadas sobre cada um dos tipos de visto. De forma geral, cada passe tem uma determinada função: quem entra como turista, por exemplo, não têm possibilidade de trabalhar legalmente no país; já quem aplica para um visto de estudante e faz uma graduação ou pós-graduação tem oportunidade de trabalhar part time.

Visto para Inglaterra: como fazer uma passagem tranquila pela imigração?

Theresa May, a nova primeira-ministra do Reino Unido, já prometeu um controle mais rígido da imigração no país. A boa notícia é que o Brasil não é considerado um país de risco pelos ingleses, o que garante que a maioria dos brasileiros obtenham o visto com tranquilidade.

De qualquer forma, na hora da imigração, a dica é não dar bobeira e levar consigo alguns documentos específicos. Além do passaporte, tenha em mãos a passagem de retorno ao Brasil, comprovantes de acomodação e demais documentos que reforcem o vínculo com seu país de origem, como algum documento empregatício, e a capacidade de se manter financeiramente por todo o período de viagem.

Uma boa dica é levar todos os documentos em uma pastinha junto com sua bagagem de mão, já que você só vai ter acesso à mala despachada depois de passar pela imigração. Se ainda estiver apreensivo quanto à entrevista, confira neste post orientações bem detalhadas para evitar qualquer desespero.

E aí, conseguiu esclarecer todas as suas dúvidas sobre visto para Inglaterra? Já passou pela imigração? Como foi sua experiência? Comente!

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

2 comentários

  1. Ótimas dicas! Já passei três vezes na imigração em Heathrow e,com certeza,se o cidadão brasileiro estiver com a documentação requerida correta,não tem o que se preocupar!