É possível viajar para Londres com milhas?

É possível viajar para Londres com milhas?

Um dos custos de viagem que mais pesa no bolso é a própria passagem. Mas, se você é aventureiro e gosta de explorar o mundo com frequência, vale tentar viajar para Londres com milhas. Através dos programas de milhagem das principais companhias aéreas, é possível abater total ou integralmente o valor da passagem e economizar no quesito bilhete aéreo.

Mas como funciona o uso das milhas? Quantos pontos é necessário acumular para conseguir voar gratuitamente para um destino na Europa? É isso que vamos te ajudar a desvendar neste artigo. ✌️✈️

Avião Londres
Através dos programas de milhagem, voar para Londres fica mais fácil. Foto: iStock, Getty Images

Como viajar para Londres com milhas?

A lógica por trás dos programas de milhas é bem simples: você viaja por uma determinada companhia aérea e, a cada trecho feito, acumula um x número de pontos. Eles garantem diferentes benefícios, que vão desde abatimento em parte ou no valor total de uma próxima passagem, até possibilidade de upgrade de um bilhete econômico para a classe executiva.

Cada programa tem suas regras e especificidades. A maioria deles também é filiada a uma série de empresas parceiras, a exemplo de companhias de cartão de crédito, lojas de eletrodomésticos e postos de combustível, através das quais cada compra também garante pontos.

A seguir, você vai conhecer um pouco mais dos principais programas de fidelidade das companhias aéreas. Também poderá descobrir uma média de quantos pontos são necessários para viajar até Londres em cada um deles – de acordo com um levantamento feito no ano passado pelo site Melhores Destinos e divulgado pela revista Exame.

Mas é bom adiantar: o melhor caminho é buscar promoções e descontos na baixa temporada.

LATAM – Multiplus

O programa da Tam Viagens/Latam Travel é o Multiplus, através do qual você acumula pontos que podem ser trocados por passagens aéreas, diárias em hotel, aluguel de carros, produtos eletrônicos, entre várias opções. A cada um real gasto, você ganha cinco pontos Multiplus. 

Parceiros aéreos da LATAM: Airberlin, American Airlines, British Airways, Cathay Pacific, Finnair, Iberia, Japan Airlines, Malaysia Airlines, Qantas, Qatar, SriLankan Airlines.

Pontos para viajar para Londres: segundo o levantamento, entre 85.000 e 90.000 por trecho (dependendo da cidade de saída). Consulte aqui.

GOL – Smiles

O programa Smiles tem parceria com as principais redes de cartões de crédito do país, permitindo que a cada compra você acumule pontos que podem ser trocados por milhas. 

Parceiros aéreos da Gol: são Delta, Air France, KLM, Qatar, Aerolíneas Argentinas, Etihad, Tap, Alitalia, Copa Airlines, Korean Air, Air Canada, Air Mexico e Emirates.

Pontos para viajar para Londres: segundo o levantamento, entre 100.000 e 115.000 por trecho (dependendo da cidade de saída). Consulte aqui.

Azul – Tudo Azul

O programa de vantagens da Azul, o Tudo Azul – que agora também tem parceria com voos pela TAP – é semelhante ao da Gol. Ele permite que você acumule milhas em suas viagens e pontos através de compras pelos principais cartões de crédito do país. 

Pontos para viajar para Londres: segundo o levantamento, entre 100.000 e 115.000  por trecho (dependendo da cidade de saída). Consulte aqui.

Avianca – Amigo

Como os demais, o programa Avianca Amigo permite que você mantenha uma pontuação cumulativa, através de voos e compras com cartão de crédito. Com os pontos acumulados, você pode escolher viajar para mais de 1.300 destinos nacionais e internacionais

Pontos para viajar para Londres: segundo o levantamento, 80.000 por trecho (em todas as cidades de saída).

Experiência dos leitores do Mapa de Londres

No Facebook, nossos leitores compartilharam como obtiveram sucesso em sua viagem com milhas para Londres.

Luciane Racki, por exemplo, fez suas buscas em maio de 2016, em uma Mega Promo Tam, e emitiu passagens para fevereiro de 2017 com seus filhos (30 mil milhas por trecho para ela e 22 mil milhas por trecho para os pequenos).

Já Mariana Menezes encontrou muitas ofertas de voo direto de 37 mil milhas por trecho para abril de 2017, pela Multiplus (parceira da Tam / Latam).

Vale a pena usar as milhas para a Europa?

Viajar com milhas é sempre uma opção atraente, mas é bom prestar bastante atenção na forma de usá-las. Isso porque, mesmo acumulando pontos com as compras do cartão de crédito, pode levar muito tempo para você guardar uma quantidade significativa – especialmente a necessária para ir até a Europa.

O ideal é considerar o contexto. Se você planejar a viagem com antecedência de quatro meses ou mais, ainda vai conseguir passagens para Londres por preços bem camaradas. Nesse caso, você precisa ver o que vale mais a pena: guardar as milhas para realizar diversas viagens pelo Brasil e pela América do Sul e pagar pela passagem ou economizar a grana e torrar os pontos.

É bom lembrar também que os assentos reservados para as milhas esgotam-se mais rápido. Por isso, se você deixar para buscar opções em cima da hora, é provável que não encontre. Sempre que pensar em milhas, planeje com bastante antecedência.

Destino das milhas na Europa

Se você está de fato planejando a viagem com bastante antecedência, faça simulações de milhas e passagens para diferentes destinos da Europa. Lisboa, por exemplo, é uma cidade com passagens normalmente mais em conta do que Londres. Aí você pode se programar para passar alguns dias por lá antes de completar sua Eurotrip e partir para a Inglaterra.

E se faltarem poucas milhas?

Se você contar com uma boa quantidade de milhas mas ainda em número insuficiente para viajar a Londres, pode se valer de duas opções: adquirir a passagem para um dos trechos com uma combinação de dinheiro e milhas ou comprar as milhas necessárias para completar o restante. Essas alternativas são oferecidos pelos próprios programas de milhagem, nos sites das companhias aéreas.

Curtiu as dicas? Vai conseguir viajar para Londres com milhas? Como foi a sua experiência com os programas de milhagem das principais companhias aéreas do Brasil? Compartilhe nos comentários!

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

1 comentário