A Dama de Gelo: Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido

A Dama de Gelo: Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido

5

Se você acompanha tudo o que acontece em Londres, já sabe que o momento político e econômico é conturbado. Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido, agora está à frente do governo britânico. Mas quem é essa figura emblemática, digna de comparações com Margaret Thatcher, a Dama de Ferro? 

Antes de entendermos o perfil de Theresa May, precisamos analisar as circunstâncias que a trouxeram até aqui. A nova primeira-ministra assume a função em um cenário político em plena transformação. Ela vai ser a responsável pelo processo do Brexit, termo que designa a saída da Grã-Bretanha da União Europeia. A “bomba” caiu no colo dela após a renúncia do até então primeiro-ministro David Cameron, que defendia a permanência no bloco.

Nesse contexto conflituoso, pela primeira vez desde o fim da era Thatcher, há 26 anos, uma mulher assume a posição de primeira-ministra. Então, que tal acompanhar o Mapa de Londres nesta investigação sobre Theresa May e sua jornada até aqui?

Quem é Theresa May

Theresa May
Theresa May é a segunda mulher a assumir como primeira-ministra do Reino Unido. Foto: UK Home Office

Filha de pastor anglicano, Theresa May nasceu em 1956, na região sul da Inglaterra, em Eastbourne. Criada no condado industrial de Oxfordshire, ela tem origens bem distintas da maioria dos membros que compõem a elite política do Partido Conservador.

Vinda de uma família de classe média baixa, estudou em colégios públicos a vida inteira, até conseguir ingressar na Universidade de Oxford, onde cursou geografia. Depois de graduada, começou a trabalhar no centro financeiro de Londres.

Inicialmente, Theresa atuou no Banco da Inglaterra. Posteriormente, ocupou a chefia na unidade de assuntos europeus da Associação de Serviços de Compensação de Pagamentos. Desde o período da faculdade, já tinha ambições políticas.

A carreira de Theresa May ganhou força em 1997, quando assumiu cadeira no Parlamento Apenas cinco anos depois, em 2002, já era a primeira mulher a ocupar a presidência do Partido Conservador. Nos últimos seis anos, comandou o Ministério do Interior.

Theresa May x Margaret Thatcher

A comparação entre Theresa May e Margaret Thatcher é óbvia, por serem mulheres. Mas as semelhanças vão muito além do gênero.

Ambas assumiram a liderança em um momento delicado, de crise política e econômica. Ambas foram escolhidas por sua firmeza e postura decisiva. Ambas eram descrentes na força da União Europeia. Ambas foram as únicas mulheres a ocuparem o cargo de primeira-ministra do Reino Unido.

Claro que não se pode generalizar, mas é fato que há mais semelhanças do que diferenças entre as duas damas – que de “recatadas e do lar” não tem nada. Confira, a seguir, o que aproxima a Dama de Ferro e a Dama de Gelo.

1. Origens

Como já mencionamos, Theresa May vem de uma família humilde. Suas duas avós trabalharam como domésticas, e sua mãe era dona de casa. Thatcher também nasceu em uma família de classe média. Seu pai era dono de duas marcearias. Elas chegaram ao poder por mérito próprio.

2. Partido conservador

Assim como a atual primeira-ministra, Thatcher liderou o Partido Conservador e atuou de acordo com suas premissas, defendendo a visão pró-mercado. May já chegou a afirmar que uma de suas prioridades será garantir que as empresas britânicas possam fazer comércio dentro de um mercado único de serviços e bens.

3. Pulso firme

Quando Thatcher assumiu o posto de primeira-ministra em 1979, a Europa vivia um momento de recessão, devido à crise petrolífera. Coube a ela implementar medidas polêmicas para contornar a inflação e diminuir a taxa de desemprego no Reino Unido. As reformas lhe renderam o apelido de “Dama de Ferro”.

Também assumindo o governo em um período conturbado, Theresa May tem uma postura firme, retraída e avessa a qualquer tipo de conversa fiada. Por seus colegas, ela é conhecida como a “Dama de Gelo”. Ambição, sem dúvidas, é outro ponto em comum.

4. Estilo

O próprio jornal britânico The Guardian notou mais uma semelhança entre as duas. Os penteados incríveis, os colares de pérolas e a forma de se vestir das damas são bastante similares. A elegância predomina no vestuário.

Mas, apesar dos pontos comuns evidentes, há também vários aspectos em que Thatcher e May se diferem. A atual primeira-ministra assume o cargo com muito mais experiência prévia do que a Dama de Ferro tinha quando chegou à posição.

Theresa May também se tornou mais progressista nos últimos anos. Em 2013, passou a ser uma das defensoras do casamento gay no Reino Unido. Ao contrário, claro, da maioria dos membros de seu partido.

Theresa May assume Brexit após renúncia de Cameron

Desde sua fundação, em 1993, nenhum país membro havia optado por deixar a União Europeia. Ainda assim, 46,5 milhões de britânicos foram às urnas e entenderam que o melhor caminho era abandonar o bloco europeu. Uma decisão histórica, com desdobramentos capazes de transformar a geopolítica global.

Theresa May
Manifestantes em Londres pedem para ficar na União Europeia: “MAY WE STAY?”. Foto: iStock, Getty Images

Com o Brexit, a permanência de David Cameron no cargo de primeiro-ministro se tornou insustentável. Em 24 de junho, o premiê anunciou sua renúncia. Com a saída do Reino Unido do bloco europeu, Theresa terá vários desafios: especialmente o de contornar a crise política e tentar reduzir ao máximo os impactos econômicos ao país.

Vamos aguardar os próximos capítulos, não é? Gostou do perfil da Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido? Era a favor ou contra o Brexit? Deixe um comentário.

Leia também

Conheça o Parlamento do Reino Unido

Quem foi Winston Churchill?

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

5 comentários