Sweeney Todd: o barbeiro demoníaco da Rua Fleet existiu de verdade?

Sweeney Todd: o barbeiro demoníaco da Rua Fleet existiu de verdade?

O que uma narrativa sangrenta, um musical da Broadway, uma lenda urbana e Tim Burton têm em comum? A história de Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco da Rua Fleet. Resultado de um conto sinistro, a saga de assassinatos do personagem londrino virou roteiro de produções artísticas e até hoje faz muitos se questionarem se ela realmente aconteceu.

Sweeney Todd é uma espécie de bicho papão na Inglaterra. A lenda original do assassino em série aponta que ele despachava suas vítimas ao puxar uma alavanca na sua cadeira de barbeiro. Elas caíam em uma passagem secreta até o porão e morriam com fraturas letais.

Para piorar, os restos das vítimas viravam recheio de tortas de carne da amante do barbeiro. Mas o que motivava tanta maldade? E por que algumas pessoas creem que o cruel assassino realmente atuava na Rua Fleet? É o que você vai descobrir agora.  

Sweeney Todd
Johnny Depp na pele de Sweeney Todd. Foto: Divulgação

A lenda de Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco da Rua Fleet

O conto de Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco da Rua fleet, foi apresentado pela primeira vez no romance “The String of Pearls” (1846). No ano seguinte, foi adaptado aos palcos pela primeira vez sob o título “O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet”. Desde então, ganhou adaptações para a televisão e inspirou diversos outros espetáculos.

História e musical

Em 1973, uma versão apresentada em Londres inspirou o aclamado compositor Stephen Sondheim a montar um espetáculo definitivo para narrar a história do personagem, que ganhou os palcos da Broadway em 1979. Nele, a saga de Todd começa no ano de 1748, em uma Londres pobre, corrupta, repleta de doenças e poluição.

No início da trama, o personagem principal se apresenta como Benjamin Barker. Dono de uma barbearia na Rua Fleet, de Londres, ele leva uma vida tranquila: é casado com uma bela moça e de vez em quando consegue renda extra assaltando com mão leve o bolso dos clientes.

Sua realidade pacata e feliz, porém, desperta a inveja de um juiz cruel que acaba condenando o barbeiro por um crime não cometido por ele. Assim, o personagem é deportado e despachado para a Austrália, onde fica preso por 15 anos. Sua mulher acaba se envenenando.

Passada uma década e meia, Barker muda seu nome para Sweeney Todd e retorna a Londres em busca de vingança. Ao regressar para a Rua Fleet, descobre que a proprietária do imóvel onde ficava sua barbearia, a Srta. Lovett, havia guardado todas suas navalhas  – além de um amor incondicional por ele.

É a partir daí que a história se desenvolve: unidos na trama de vingança, Todd e Lovett viram amantes e abrem novamente a barbearia, onde o maníaco assassina mais de 160 vítimas, que acabam assadas e transformadas em tortinhas pela mulher. Creepy, para dizer o mínimo. 😨

Filme de Tim Burton

Em 2010, a história de Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco da Rua Fleet, ganhou uma adaptação às telonas. No longa dirigido por Tim Burton – que mistura os gêneros terror, suspense e musical -, o ator Johnny Depp vive o personagem principal e Helena Bonham Carter encarna a Sr. Lovett. O juiz da trama é interpretado por Alan Rickman.

No Oscar de 2008, o filme venceu na categoria de melhor direção de arte e ganhou indicações na categoria de melhor ator (Johnny Depp) e melhor figurino.

Sweeney Todd: o barbeiro demoníaco da Rua Fleet existiu?

Embora o personagem maníaco tenha suas origens nos penny dreadfuls, como eram apelidados os contos de ficção inglesa publicados no século 19 (que apresentavam histórias chocantes vendidas por um penny), há quem jure que a história é real. Alguns peritos e historiadores já apontaram que Todd, o barbeiro louco, viveu em meados de 1800.

Fleet Street
A Fleet Street existe de fato e é uma rua cheia de histórias. Foto: iStock, Getty Images

Diferente da ficção, porém, o personagem real não teria como motivação uma vingança para matar suas vítimas: ele só degolava pessoas com a lâmina porque era maluco mesmo. Mas, então, por que não há pistas concretas sobre a existência dele? As teorias da conspiração dizem que, devido à bizarrice do caso, as autoridades encobriram todas suas evidências.

E você, o que acha da história de Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco da Rua Fleet? Acredita que ele pode ter, de fato, habitado as ruas de Londres? Conte para nós! 😉

Ah, e se estiver visitando Londres, que tal conhecer a rua Fleet? Ela tem uma história muito ligada à literatura, ao jornalismo e aos pubs. Dois deles estão na nossa lista dos 11 pubs para conhecer antes de morrer (de preferência, sem virar recheio de torta). Um deles, o Old Bank of England, garante ser o local onde Sweeney Todd cometia seus crimes. Vai encarar?

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

2 comentários