Sotaque britânico: existe um inglês mais inglês?

Sotaque britânico: existe um inglês mais inglês?

3

A Língua Inglesa hoje é universal. Mas nem por isso ela segue um padrão bem definido de escrita e fala: há diferenças evidentes entre o sotaque britânico e o americano, como você certamente já sabe. E dentro do território da Inglaterra – ou mesmo de Londres – a pronúncia também varia.

Não é preciso ir até o Reino Unido para perceber que há diferentes sotaques britânicos. Basta olhar um filme, por exemplo, para constatar que o inglês do ator Sean Connery (escocês) é bem diferente daquele do ator Hugh Grant (inglês).  

Se você parar para pensar, não é tão estranho que em um mesmo idioma existam diferentes apropriações. Pense no Brasil: mesmo que a Língua Portuguesa seja o idioma oficial em todo o país, a pronúncia das palavras não é igual. A forma de falar muda de acordo com os estados e regiões. Além disso, cada lugar tem suas próprias gírias e sotaques.

Bem, no Reino Unido a história é parecida. Neste artigo, você vai descobrir quais são os principais sotaques de Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte.

Dialetos
Dialetos variam na Inglaterra. Foto: iStock, Getty Images

Sotaque britânico na Inglaterra: 5 variações

Então, preparado para conhecer alguns diferentes sotaques existentes em território inglês? Conheça, a seguir, cinco variações dentro da Inglaterra.

1. Southern

Atualmente, é o inglês britânico padrão. Suas origens têm relação com as famílias aristocratas do sul da Inglaterra, que falavam o idioma de uma forma mais elegante e polida. Sua principal característica é o “r” mudo antes de uma letra consoante – de forma que a última vogal é alongada.

Exemplo: a palavra “fire” soa como “faia”, enquanto “far” soa como “faa”

2. West Country

No oeste da Inglaterra fica a área mais rural do país, onde forma de falar inglês é bem diferenciada: as vogais são pronunciadas de maneira mais longa e o “r” é  puxado. Além disso, palavras que começam com “s” tem som de “z” e as que começam com “f” tem som de “v”.

Exemplo: A palavra singer soa como “zinger” e “fast” soa como “vast”.

3. Northern

Na região norte da Inglaterra, o sotaque é semelhante ao do sul da Escócia. Nele, a letra “r” é pronunciada – inclusive com uma língua bem enrolada. Além disso, alguns traços do antigo inglês dos povos anglo-saxões foram mantidos. “Bairn” é empregado como vocábulo para “criança” – e a palavra “yous” é pronunciada como plural de “you”.

4. Eastern

Berço do idioma britânico, a região leste do país ajudou a moldar as bases do inglês padrão na Inglaterra. Mas, nesta área, o “t” entre vogais é pronunciado com uma pausa glotal – ou seja, na garganta. A junção de “ai” também se transforma em “oi”. Veja os exemplos para entender melhor.

Exemplo: “water” soa como “wa-er”, “like” soa como “loike”.

5. West Midlands

O sotaque do centro-oeste da Inglaterra, devido à posição geográfica da região, foi desenvolvido sem muitas influências externas. Por isso, é um dos dialetos que ainda resguarda marcas do vocabulário anglo-saxão. Lá ainda se utilizam expressões antigas – como “bay” para “are not” e “ay” para “is not”.

Tipos de sotaque britânico

Espalhados pelas diferentes regiões da Inglaterra e Reino Unido, os sotaques da Língua Inglesa podem ser agrupados em diferentes categorias. Cada sotaque tem um apelido próprio, como você vai ver agora:

Posh

É o inglês aristocrático, aquele falado no sul da Inglaterra. É associado a uma pronúncia mais prestigiosa, às vezes até com um tom de arrogância. O sotaque se distingue pela clareza na pronúncia, feita de forma lenta e pura.

Cockney

É o inglês associado à classe trabalhadora, uma forma de falar menos prestigiosa. Foi um dialeto que se popularizou na Revolução Industrial do século 18. Nele, “day” soa como “die” e “buy” soa como “boy”.

Scouse

É o sotaque de quem nasce em Liverpool.  Ele é conhecido por tons mais ásperos na pronúncia, que é feita com a língua para trás. A palavra “mother”, por exemplo, soa como “mudder”.

Wales

Este é o nome dado ao inglês falado pelos moradores do Principado de Gales. O sotaque é mais melódico e o dialeto costuma incluir palavras inventadas pelos habitantes.

Scottish

É a definição mais ampla para o sotaque escocês. De forma geral, ele é lembrado por uma pronúncia mais forte e longa da letra “r”. Além disso, o dialeto é repleto de gírias como “aye” para “sim” e “lassie” para “menina”.

Irish

É a forma de se referir ao sotaque irlandês. No país, a consoante “r” também é claramente pronunciada – independente da palavra em questão. De forma geral, é um inglês bem melódico.

E aí, o que achou de conhecer um pouco melhor o sotaque britânico? Você já havia percebido as diferenças? Já visitou algum dos países para constatar as variações de pronúncia? Compartilhe como foi sua experiência conosco!

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

3 comentários

  1. Parabéns pelas informações sobre as diferenças no sotaque britânico! Detalhes sobre as variantes regionais eu não tinha conhecimento,mas graças à vocês pude entender melhor.Thank you!