Curiosidades sobre a Scotland Yard, a força policial de Londres

Curiosidades sobre a Scotland Yard, a força policial de Londres

1

Através de filmes, notícias, séries ou livros, você já deve ter ouvido falar na Scotland Yard, que se refere à Polícia Metropolitana de Londres, a Metropolitan Police. A força policial da capital da Inglaterra é tão imponente e histórica que se difundiu pela cultura popular e ficou conhecida ao redor do globo.

Fundada em 29 de setembro de 1829, a Scotland Yard é a instituição policial mais antiga do mundo ainda em atuação. O nome tem relação com a antiga localização do prédio. A rua dos fundos, através da qual o público era capaz de acessar a sede, se chamava Great Scotland Yard

Scotland Yard - Metropolitan Police
Assim são os policiais da Scotland Yard que você vai encontrar em Londres. Foto: iStock, Getty Images

7 curiosidades sobre a Scotland Yard

Quer saber mais sobre a Scotland Yard? Nós separamos sete curiosidades sobre a sua história:

1. Reputação na ficção

Depois da Primeira Guerra Mundial, a reputação da Polícia Metropolitana de Londres sofreu um impacto. Nos filmes e romances, os detetives da força eram retratados como amadores de alta classe. Exemplos podem ser observados em obras de Dorothy L. Sayers e Agatha Christie.

2. Técnicas de investigação

Quando a Scotland Yard surgiu, não havia departamento de investigação. Eram apenas policiais uniformizados que ficavam rondando as ruas em busca de arruaceiros e criminosos. No fim do século 19, na época dos assassinatos de Jack, o Estripador, a polícia de Londres não tinha exames de DNA, não tirava impressões digitais (papiloscopia) e acreditava até em superstições diversas, como fotografar os olhos das vítimas para descobrir as últimas cenas vistas por elas (possivelmente, do assassino).

3. Sede

O quartel-general original, na Great Scotland Yard, foi transferido em 1890 para Victoria Embankment, e passou a ser conhecido como New Scotland Yard. Em 1967, uma nova mudança, mas o mesmo nome: daquele ano até 2016, a sede se situava no 8-10 Broadway, também chamada de New Scotland Yard. Neste ano, a força policial vai se mudar para Curtis Green, ali perto, e cortar o “new” de seu apelido.

Scotland Yard - Metropolitan Police
Sede da Scotland Yard até 2016. Foto: iStock, Getty Images

4. Armas de fogo

Uma curiosidade interessante é que, via de regra, a força policial de Londres não utiliza armas. A maioria dos oficiais que fazem vigia pela cidade andam apenas com spray de pimenta,  cassetete e, em alguns casos, taser. Somente em caso de necessidade, é solicitado reforço ao grupo de profissionais autorizados a utilizar pistolas ou metralhadoras.

5. Capacetes

Os capacetes dos policiais da Scotland Yard ficaram famosos ao longo dos anos e de suas aparições em filmes e seriados de televisão. Eles fazem parte do equipamento de trabalho da polícia desde 1863. A versão atual dos capacetes é esta aqui abaixo:

Scotland Yard - Metropolitan Police
Você certamente já viu esses capacetes em muitos filmes. Foto: iStock, Getty Images

6. Bobbies

No início de sua atuação, em 1829, os policiais da Metropolitan Police eram conhecidos como “Bobbies”, em alusão ao criador da força policial, Robert Peel.

7. City of London

A Metropolitan Police é a força policial de Londres, mas há uma parte da cidade que não pertence a sua jurisdição. O berço histórico e distrito financeiro da capital, a City of London, conta com a sua própria polícia. E não é de hoje: lá no século 19, acredita-se que Jack, o Estripador tenha utilizado esse conhecimento para confundir os policiais. Ele alternava assassinatos dentro e fora da City of London, para que os investigadores das duas polícias, que não compartilhavam todas as informações, tivessem ainda mais trabalho para descobrir sua identidade.

Scotland Yard: história e cultura popular

A criação da Scotland Yard muito teve a ver com a expansão britânica no período da Revolução Industrial (1829). A capital da Inglaterra, além de um grande centro político e marítimo, consolidou-se como uma potência mundial. Assim, uma metrópole tão agitada, cercada de crimes e vícios, precisava de uma força policial.

Categoria especial de policiais

Ao longo da história, a Scotland Yard se tornou símbolo de proteção aos cidadãos e pessoas públicas pelas ruas da cidade, através de diferentes estratégias, como as patrulhas comunitárias. Pela primeira vez, em 1842, agentes policiais à paisana passaram a monitorar os quatro cantos de Londres.

No começo, algumas pessoas até se sentiam desconfortáveis pela presença dos “espiões” da Scotland Yard. Mas, com o tempo, a população em geral passou a confiar no trabalho da Polícia Metropolitana.

Um artigo da BBC reforça que algumas dessas características e ações marcantes fizeram com que a imagem da Scotland Yard, na mente do público, fosse concebida como uma categoria especial de policiais. Os agentes são considerados detetives, peritos profissionais para a investigação de transgressões violentas e assassinatos.

Foi assim que a história da Scotland Yard começou a se enraizar no imaginário e na cultura popular. Detetives da polícia passaram a aparecer na ficção, a exemplo do Inspector Bucket na obra Bleak House (1853), de Charles Dickens, e do Sargento Cuff, em The Moonstone (1868), de Wilkie Collins.

Abalo na reputação da Scotland Yard

No início, os agentes fictícios de Yard eram retratados quase como super-heróis, capazes de resolver os casos mais complicados. Mas isso mudou a partir de 1887, quando Arthur Conan Doyle publicou “A Study In Scarlet”, a primeira história sobre Sherlock Holmes.

Nela, a reputação dos investigadores já aparecia mais batida. Claro: caso contrário, Sherlock não precisaria existir. Na figura do Inspector Lestrade, a polícia londrina é retratada como bem intencionada, porém sem muita graça ou imaginação para resolver crimes.

Nesse período, a constatação de que na vida real a Scotland Yard não era tão eficiente quanto no imaginário foi reverberada pelos – até hoje – não solucionados casos de assassinatos em série de Jack, o Estripador (1888). Foi um grande abalo para a reputação da força policial de Londres.

Hoje, porém, com um moderno sistema de vigilância e monitoramento por vídeo que compreende os quatro cantos da capital britânica, a Scotland Yard é considerada uma das mais eficientes forças policiais do mundo. E aí, o que achou dessa história? Qual é sua obra de ficção favorita que envolve a polícia londrina? Comente!

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

1 comentário