Rio Tâmisa: a nascente de Londres

Rio Tâmisa: a nascente de Londres

0

Cartão postal e símbolo de Londres, o rio Tâmisa é muito mais do que um curso de águas que percorrem o sul da Inglaterra. Cercado de histórias, ele é utilizado desde os primeiros povoados na região, há 2 mil anos. Não é à toa que até hoje simboliza um marco para a cidade.

Talvez você não saiba, mas antes de se chamar Londres, a atual capital da Inglaterra foi denominada Londinium pelos romanos. Não há um consenso exato sobre a tradução da palavra, mas acredita-se que seja algo como “seguindo o rio”. Aí já está uma pista da importância do rio Tâmisa para a fundação da cidade.

De fato, Londinium nasceu à margem norte do rio Tâmisa, por romanos liderados pelo Imperador Cláudio. Desde então, a região já era desenvolvida como ponto estratégico – e assim seguiu para todas as civilizações que a ocuparam posteriormente.

Já está curioso para conhecer um pouco mais sobre o Tâmisa? A seguir, você vai desvendar sua história e diversas curiosidades sobre ele.

Foto: Mapa de Londres
A London Eye e o Parlamento estão em margens opostas do Rio Tâmisa. Foto: Mapa de Londres

A importância do Rio Tâmisa para Londres

O Rio Tâmisa (River Thames, em inglês), é o maior rio da Inglaterra e o segundo maior em toda extensão do Reino Unido. Atualmente, é considerado também o mais limpo do mundo entre aqueles que cruzam grandes metrópoles.

A nascente do Tâmisa fica no Condado de Gloucestershire. A partir dali, suas águas percorrem 346 km de extensão, passando por várias cidades situadas ao sul da Inglaterra, como Oxford, Eton, Wallingford, Reading, Windsor e, claro, Londres. O rio deságua no Mar do Norte.

A importância do Tâmisa e seus afluentes não só para Londres, mas para toda a Inglaterra, vai muito além de sua beleza. Há milhares de anos, muito antes de existirem ferrovias e boas estradas, o rio era a principal rota de comércio desta região do velho continente. Por conta disso, os portos e primeiras indústrias do país se instalavam às suas margens.

Para se ter uma ideia da relevância do rio, vale destacar que até os dias atuais a região do Vale do Tâmisa, termo que designa as cidades ao longo do rio, é a mais desenvolvida de todo o Reino Unido. 

Diversas importantes construções londrinas históricas também estão instaladas ao longo do rio, como o Parlamento e a Torre de Londres. Isso sem falar nas atrações contemporâneas, como o Aquário de Londres, um dos maiores da Europa, e a London Eye, a terceira maior roda-gigante do mundo.

Foto: Mapa de Londres
Rio Tâmisa aparece em quase todos os cartões postais da cidade. Foto: Mapa de Londres

4 curiosidades sobre o Rio Tâmisa

Agora que você já conhece um pouco sobre a história do Tâmisa, vale a pena ficar por dentro de mais algumas curiosidades. Vamos lá?

1. O Grande Fedor

Sempre que puder, vá pela água. Foto: Mapa de Londres
Passeio de barco pelo Tâmisa hoje é uma experiência agradável. Foto: Mapa de Londres

Hoje o Tâmisa é um dos rios mais limpos a cruzar uma grande metrópole. Mas nem sempre foi assim. Em 1858, ele era tão poluído, que seu cheiro foi apelidado de “o grande fedor”. Inclusive, algumas sessões do Parlamento tiveram que ser suspensas por conta do mau cheiro.

Em 1960, a história começou a mudar. Naquele ano, foi sancionada uma lei para proibir que qualquer tipo de esgoto fosse despejado no Tâmisa. Nas cidades que antes despejavam seus desejos nas águas, foram construídas estações de tratamento de esgoto.

Atualmente, mais de 50% dos detritos londrinos são transformados em fertilizantes e utilizados na agricultura. No rio, vivem mais de 121 espécies de peixes – inclusive o salmão, um dos mais sensíveis à poluição. Suas águas hoje são próprias para a prática de esportes e pesca.

2. Corrida de Remo

A mais tradicional corrida de remo da Inglaterra acontece no Tâmisa. Para celebrar a chegada da primavera, os melhores remadores das universidades de Oxford e Cambridge disputam anualmente a competição nas águas do rio histórico.

3. Pontes

Tower Bridge foi construída em 1894. Foto: Mapa de Londres
Tower Bridge foi construída em 1894. Foto: Mapa de Londres

Em toda a sua extensão, o Tâmisa é cortado por cerca de 100 pontes: 12 delas apenas em Londres. Isso o faz parecer ainda mais charmoso, romântico e imponente. Entre as pontes mais famosas, estão a London Bridge e a Tower Bridge.

4. Cutty Stark

Cutty Sark no Distrito Real de Greenwich. Foto: Mapa de Londres
Cutty Sark no Distrito Real de Greenwich. Foto: Mapa de Londres

Nas margens do rio Tâmisa em Greenwich, os visitantes podem conhecer o Cutty Sark, a última caravela de transporte de chás da frota inglesa. Um passeio imperdível.

E aí, gostou de aprender um pouco mais sobre o rio Tâmisa? Já conhecia sua importância para Londres? Qual ponto da cidade você acha que possibilita a melhor vista dele? Deixe um comentário!

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

Sem comentários