Dicas de Londres: Como economizar

Dicas de Londres: Como economizar

Pensando no orçamento de sua viagem para Londres? Veja dicas de Londres para quem quer economizar em atrações, hospedagem, alimentação e transporte público.

A conversão de reais em libras pode assustar o leitor que está planejando sua viagem para Londres. Mas você pode reduzir custos sem desvalorizar a sua experiência na capital inglesa.

Pound sterling - libra esterlina
Nota de 50 pounds: é bom recebê-la, difícil guardá-la e angustiante repassá-la. Foto: Mapa de Londres

Dicas de Londres para quem quer economizar na viagem

Confira abaixo algumas sugestões que vão deixar seu bolso mais tranquilo em Londres:

Atrações turísticas

Madame Tussauds - Museu de Cera - Mapa de Londres
Museu de Cera Madame Tussauds é uma das atrações mais caras. Foto: Mapa de Londres

Comprar ingressos na hora, no guichê, é normalmente a maneira mais cara de adquirir sua entrada. Evite.

2 for 1

A 2 for 1 é uma promoção da National Rail para incentivar o uso do trem no Reino Unido. Com ela, você paga um ingresso e ganha dois em algumas das principais atrações turísticas de Londres. Para participar, você deve seguir alguns passos básicos. Saiba mais.

London Pass

O London Pass é uma alternativa interessante para quem deseja visitar uma grande quantidade de atrações pagas em Londres. Trata-se de um cartão que dá acesso ilimitado a mais de 60 atrações por um período de 1, 2, 3 ou 6 dias consecutivos. Ele vale a pena em alguns casos, mas nem sempre. Saiba mais.

Ingressos online

Se você não utilizar a promoção 2 for 1 nem o London Pass, então o melhor a fazer é adquirir as entradas para as atrações pela internet. Você pode fazer isso entrando no site oficial de cada uma delas ou comprando todas com o Visit Britain, o órgão oficial do turismo na Grã-Bretanha. Saiba mais.

Combinações de tickets

Quatro das atrações turísticas mais famosas de Londres são controladas pelo mesma empresa, a Merlin. Elas são: London Eye, London Dungeon, Aquário de Londres e Museu de Cera Madame Tussauds. Por isso, se você tiver interesse em visitar mais de uma delas, vale a pena adquirir os ingressos combinados. Um pacote para os quatro passeios rende um desconto de 40% no preço final. Saiba mais.

Grátis

A melhor economia é não gastar. E Londres oferece centenas de atividades gratuitas para os viajantes, como alguns dos principais museus do mundo, alguns dos mais belos parques e alguns dos mais famosos monumentos e ícones turísticos. Saiba mais.

Hospedagem

Hotéis

Em hospedagem, gastar menos nem sempre é um bom negócio. Lembre que esse será o item mais pesado no seu orçamento, pois o mercado imobiliário de Londres é caríssimo. Não espere quartos grandes e pense primeiramente em sua localização. Por sorte, temos um guia para ajudá-lo a encontrar o melhor custo-benefício de hotéis na cidade. Saiba mais.

Albergues

Quem pensa em economizar pode considerar a possibilidade de se hospedar em um albergue. Há alguma vantagens e desvantagens na comparação com os hotéis. Saiba mais. Saiba mais.

Estudantes

Quem pretende permanecer um tempo maior na cidade deve considerar alugar um apartamento de temporada ou um quarto em uma casa ou flat. Saiba mais.

Transporte

Fotos: Mapa de Londres
Há diversas maneiras de economizar no transporte público de Londres. Foto: Mapa de Londres

Oyster

Em 99% dos casos, o Oyster Card será a melhor solução para os seus gastos no transporte público de Londres. Constitui-se de um cartão recarregável que calcula o menor valor para as viagens. Você só não o utilizará se optar por embarcar na promoção do 2 for 1, mencionada ali em cima (entenda por quê). Saiba mais.

Passes

Quase sempre, a melhor dica para economizar no transporte público de Londres é o 7 Day Travelcard para zonas 1 e 2, um passe semanal que dá direito a viagens ilimitadas de trem, ônibus, DLR e metrô por sete dias consecutivos. A partir de quatro dias na cidade, vale a pena adquiri-lo. Saiba mais.

Off-peak

Para quem não compra o passe semanal e não gosta de acordar cedo, uma boa dica é não usar o transporte público entre durante a semana antes das 9h30 da manhã. Esse é horário de pico, quando todos os londrinos se deslocam para o trabalho e lotam metrôs e ônibus. Depois desse horário e nos fins de semana, o teto máximo de gasto diário no Oyster Card é de 7 libras para zonas 1 e 2. Saiba mais.

Estudantes

Quem estuda em Londres nas escolas e universidades reconhecidas pelo British Council pode se beneficiar do Student Oyster Photocard, um cartão estudantil que dá 30% de desconto nos passes para metrô e ônibus. Saiba mais.

Alimentação

Comer fora

Comida não será necessariamente um grande gasto em Londres. Há possibilidades de economia em todas as esquinas, literalmente. De fast foods a feiras de rua, de comida indiana a italiana, existem opções saborosas para todos os bolsos. Saiba mais.

Supermercados

Os supermercados de Londres oferecem preços muito interessantes. Para quem dispõe de uma cozinha (ou seja, está hospedado em albergue, apartamento, casa de amigo, etc), preparar sua própria comida poderá lhe render uma farta economia no final das contas. Sanduíches preparados que custam 1 libra também podem ajudar. Por isso, entre em um Tesco (em todo canto) ou Asda (normalmente, mais afastado) para dar uma olhada.

Passagens aéreas

Há muitas opções de comparadores de preços de passagens aéreas. Aqui no Mapa de Londres nós curtimos muito o Sky Scanner, que não cobra taxas e apresenta os valores da forma direta possível, sem os subterfúgios que alguns concorrentes usam.

Compras

Oxford Circus - Mapa de Londres
Existe uma Londres para quase todos os bolsos. Foto: Mapa de Londres

Separamos três lojas baratas que poderão render umas boas compras: Sports Direct (roupas e material esportivo), Primark (roupas e acessórios) e TK Maxx (Roupas e acessórios de marca). Mesmo com a libra ultravalorizada, você vai encontrar promoções bem carismáticas.

E aí, gostou das nossas dicas de Londres para quem quer economizar ao máximo? Comente e compartilhe!

Leia também

Preços de hotéis na cidade

Preços das atrações turísticas

Preços do transporte público

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

5 comentários

  1. Compras em Londres! Amei! Fui para Londres em Julho passado, ainda não tínhamos esse aumento de taxa. Amei fazer compras em Londres. Menos da metade do preço no Brasil! A Primark é “o paraíso”! Rs Mas não só a Primark. Todas as lojas que entrei – não entrei em lojas de grife – adorei! GAP, Zara, Forever21… Na GAP , comprei moletom pra famîlia toda – uns 7, no total. Me arrependi de não ter comprado 2 para cada um. Mas convertendo, deu uns 30,00 reais cada blusão. Claro que, para quem está acostumado a fazer compras em Miami, não tem comparação. Fui a Londres receosa com os preços. Fiquei surpresa. E arrependida por não ter feito mais compras! – todas as lojas que fui são na Oxford Street.