Adele, a voz dos corações partidos

Adele, a voz dos corações partidos

Nascida em Tottenham, norte de Londres, em 5 de maio de 1988, Adele Laurie Blue Adkins é conhecida mundialmente por sua voz melancólica, de músicas que embalam os corações apaixonados (e partidos).

Mas nem sempre Adele teve o mundo aos seus pés. Penny Adkins, sua mãe, a teve com 19 anos. A estrela do pop chegou a conhecer o pai, Mark Evans, galês, mas o alcoolismo o fez abandonar Adele e Penny, quando ela tinha três anos e, assim, a criança foi criada apenas por sua mãe. Elas viveram em Tottenham até a cantora completar nove anos, e depois mudaram-se para Brighton. Quando Adele completou 11 anos, mãe e filha voltaram para Londres, no sul da cidade, em Brixton.

Álbum 19: o fora que serviu como pontapé inicial

Adele
Adele em Glasgow, na Escócia, em 2016. Foto: Marcen 27, CC BY 2.0

Quem acompanha a carreira de Adele sabe que ela já sofreu por amor. O seu álbum de estreia, intitulado 19, idade com a qual a cantora e compositora escreveu o CD, surgiu depois do término do seu relacionamento. Em 2006, ela escreveu demos e se amigo publicou em seu My Space, o sucesso foi tanto que chamou atenção da gravadora XL Recordings.

Em 2008, o álbum 19 conquistou os britânicos e vendeu nada mais, nada menos que 374 mil cópias na primeira semana, segundo a Nielsen SoundScan. Em pouco tempo, com esse CD ela alcançou a marca surpreendente de 7 milhões de cópias vendidas pelo mundo.

No começo de sua carreira, foi comparada a Amy Whinehouse, já que estudou na mesma escola que ela, Brit Performing Arts e Escola Superior de Tecnologia em Croydon. Elas  também se assemelham no sucesso estrondoso, gosto pela bebida e cigarros, mas Adele veio pouco a pouco mostrando que cada semelhança era mera coincidência e traçou o seu próprio caminho na estrada da música. Sem esconder que recebeu influências de Spice Girls, Etta James, Ella Fitzgerald e outras cantoras.

Com esse seu primeiro disco, ela conquistou o certificado de ouro pela Recording Industry Association of America (2009), três indicações ao Grammy Awards, onde conquistou dois prêmios como Artista Revelação e Melhor Performance Pop Vocal Feminina.

Adele, descobriu suas indicações ao Grammy por acaso. De acordo com uma entrevista ao The Guardin, em 2009, ela estava procurando informações sobre Leona Lewis e viu que tinha recebido três indicações.

Álbum 21: sorte nos negócios, azar no amor?

Em 2011, a má sorte no amor foi comprovada quando a cantora lançou seu segundo disco, intitulado 21, idade em que foi escrito por Adele. O álbum é repleto de músicas inspiradas por mais uma desilusão amorosa.

A Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI), informou em 2013, que no ano de 2012, o segundo CD da cantora britânica alcançou a marca de 8,2 milhões de cópias vendidas. Atualmente, o disco já vendeu mais de 25 milhões de cópias pelo mundo.

O segundo disco rendeu a cantora seis indicações ao Grammy Awards de 2012, ela venceu em todas as categorias que foi indicada. No BRIT Awards, recebeu 13 indicações e levou oito prêmios.

Os álbuns 19 e 21 tornaram Adele a primeira artista depois de Beatles a ter dois discos no top 5 britânica ao mesmo.

Álbum 25: hora de fazer as pazes consigo mesma?

Um hiato de quatro anos se estabeleceu entre os álbuns 21 e 25. Deu tempo até de Adele dar à luz ao seu primeiro filho em 2012. Mas o seu terceiro disco chegou para mostrar que a cantora cansou de escrever sobre desilusões amorosas e resolveu fazer as pazes com o seu passado. O clipe música “Hello”, alcançou 1 bilhão de visualizações na Vevo, em pouco menos de três meses.

Em entrevista a BBC Radio, a cantora afirmou que havia perdido o hábito de compor e que antes de lançar o álbum 25 chegou a escrever músicas sobre como é ser mãe, mas não gostou do resultado e jogou todo o material no lixo.

Nos EUA, a canção “Hello” se tornou a mais lucrativa depois de vender 1,1 milhão cópias em uma semana. Adele promove seu novo CD e organiza a sua turnê mundial.

Leia também

Personagens de Londres

Os Beatles em Londres

Kinks em Londres

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

Sem comentários