A história do RMS Titanic, o navio “inafundável”

A história do RMS Titanic, o navio “inafundável”

0

“Unsinkable” (“inafundável”) era um adjetivo usado para descrever o RMS Titanic, que naufragou em 15 de abril de 1912 ao colidir com um iceberg no oceano Pacífico. O acidente deixou 1.495 mortos e destruiu um mito da engenharia britânica.

A história do RMS Titanic

O navio começou a ser construído em 1909 e foi finalizado em maio de 1911, em Belfast, maior cidade e capital da Irlanda do Norte. A embarcação tinha 269 metros, o que equivale a 18 ônibus, além de contar com 29 caldeiras e 159 fornalhas. Consumia 640 toneladas de carvão por dia e tinha potência de 50 mil cavalos. As três hélices permitiam que o navio viajasse a 45km/h.

A capacidade do navio era de 3.327 pessoas. Desse total, 2.435 seriam passageiros e 892 tripulantes. A disposição dos passageiros era feita entre a primeira, segunda e terceira classe.

Titanic
Titanic era considerada a embarcação mais segura da época. Foto: F.G.O. Stuart, Domínio Público

A rota da primeira e única viagem

No dia 2 de abril, o navio saiu de Belfast em direção a Southampton, Inglaterra. De lá, partiu com mais de 900 passageiros a bordo, no dia 10 de abril. Nos dias seguintes, passou por Cherborg (França) e Queenstown, na Irlanda do Norte, onde embarcaram mais 262 pessoas.

No dia 14 de abril, o transatlântico bateu em um iceberg. E aí o mito de invencibilidade ruiu. Só que o navio, até então considerado “inafundável”, não tinha botes salva-vidas para todos.

O total de passageiros que poderiam ser resgatados era de 1.178. A preferência inicial foi dada para mulheres e crianças, mas, como os botes estavam no deck superior, a primeira classe teve acesso privilegiado. Por isso, 60% dos passageiros da primeira classe sobreviveram.

No total, apenas 30%, ou seja, 705 dos 2,2 mil passageiros, saíram da experiência com vida. Eles foram resgatados por outro transatlântico, o Carpathia, que estava a 4 horas do Titanic. Somente no dia 15, o Carpathia chegou com os sobreviventes a Nova York.

A tragédia nos cinemas

A história do Titanic chegou aos cinemas em janeiro de 1998 com Leonardo DiCaprio e Kate Winslet como par romântico. O filme conquistou 11 estatuetas no Oscar, tornando-se um dos maiores vencedores da premiação. Em 2012, o longa foi relançado com imagens reais do navio afundado e efeitos especiais em 3D para marcar os 100 anos do naufrágio mais famoso do mundo.

Nosso e-book com 7 dias de atrações em Londres:

pequeno-cta-roteiro-do-mapa-de-londres

Deixe seu comentário

Sem comentários