Rio Tâmisa: O Grande Fedor

Rio Tâmisa está em quase todo cartão postal de Londres. Foto: Mapa de Londres

Rio Tâmisa está em quase todo cartão postal de Londres. Foto: Mapa de Londres

Atualmente o Rio Tâmisa é um dos afluentes em perímetros urbanos mais limpos e bem tratados do mundo. Mas suas águas já foram tão poluídas, que o rio era conhecido como O Grande Fedor. Em meados de 1858, sessões do Parlamento Britânico, que fica às margens do Tâmisa, chegaram a ser interrompidas unicamente por causa do mau cheiro do rio, hoje um dos cartões postais da cidade.

Rio Tâmisa. Foto: Mapa de Londres

Rio Tâmisa. Foto: Mapa de Londres

Em meados de 1610, a água do rio inglês já não era considerada potável. Acontece que o esgoto Londrino era simplesmente jogado no Tâmisa, o que pode ter sido um dos responsáveis por surtos de cólera e outras doenças que assolaram a capital inglesa entre 1850 e 1860. E foi por volta dessa época que se começou a construir um sistema de captação de esgotos em Londres.

Inicialmente, os dejetos apenas eram captados da área metropolitana e jogados em uma região mais afastada do Tâmisa. Esse sistema não deu certo por muito tempo, e as águas do Tâmisa foram consideradas biologicamente mortas em 1950.

Com a construção das primeiras estações de tratamento, principal rio da Inglaterra voltou a viver. Em 1979, cardumes de salmão foram repostos artificialmente no Tâmisa. Atualmente, pode-se velejar, remar e até pescar no rio. A ONG Thamis21 tenta realizar limpezas periódicas e cuida para que a vida no Tâmisa siga fluindo –  e o cheiro, ameno.

Leia também

História de Londres

Um passeio em Westminster

Categorias: Curiosidades, História, Rio Tâmisa

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

4 comentários para “Rio Tâmisa: O Grande Fedor”

  1. ana luiza santos
    30/08/2012 às 00:12 #

    eu achava q ele era tao linpinho!! tao bonito!!